Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Primeiros socorros: questão de utilidade pública

Primeiros socorros: questão de utilidade pública

Categoria: Saúde
Visitas: 4
Primeiros socorros: questão de utilidade pública

Estar atento as nossas ações nos garante tranquilidade e segurança em nosso dia-a-dia. Contudo não são raros os casos de acidentes que acontecem muito rapidamente e em que, dependendo da situação um socorro imediato ajuda a evitar danos posteriores maiores. Ou pelo contrário, uma ajuda imprópria pode agravar o quadro, prejudicando a vítima. Diante disso, é sempre bom saber como proceder e quando se pode interferir, dando os chamados primeiros socorros da maneira mais adequada.

Os casos de emergência são muitos e variados. Podem ser desde afogamentos, asfixias, a acidentes de trânsito ou acidentes de cozinha, como cortes ou queimaduras. Em caso de afogamento a primeira dica é perceber se a pessoa está consciente dentro da água. Em caso afirmativo o melhor é jogar-lhe algum instrumento no qual ela possa agarrar-se a fim de, em caso de pânico, não por em perigo a vida do socorrista.  Porém se a pessoa estiver desacordada, deve-se pegá-la e trazê-la à margem. A cabeça da vítima deve estar sempre fora da água. Ainda com a vítima dentro da água o indicado é já realizar a respiração conhecida como boca-a-boca e continuá-la ao chegar à margem, seguido de massagem cardíaca, se a pessoa não apresentar pulsação e estiver com as pupilas dilatadas. Ao deitar a pessoa na margem, deve-se colocá-la deitada de costas, deixando a cabeça mais baixa em relação ao corpo. Estimula-se a circulação sanguínea, friccionando os braços e as pernas da vítima. Deve-se levá-la para um atendimento médico de socorro imediatamente.

Nos casos de asfixia, se a vítima conseguir respirar com facilidade, o corpo mesmo expelirá o alimento. Deve-se aguardar a pessoa tossir e a pressão do ar expulsará o objeto da asfixia. Em caso negativo, deve-se auxiliar a pessoa a expelir o objeto dando tapas nas costas entre as omoplatas. A vítima deverá estar com as costas inclinadas. Se for uma criança, as pancadas devem ser mais rápidas. Entretanto se a vítima não está conseguindo respirar, isto é, se estiver ficando desesperada e roxa, o indicado é observar o objeto. Se for pontiagudo, deve-se levar a pessoa imediatamente à atendimento médico. Se não for um objeto pontiagudo, o indicado é colocar o dedo na garganta da vítima, provocando vômito e fazendo com que ela elimine o objeto.

Nos casos de queimaduras por qualquer elemento, incêndio, químico ou qualquer outra fonte, deve-se observar a intensidade da queimadura para fornecer os primeiros socorros, que são fundamentais para evitar que a pessoa entre em choque. Se a queimadura for leve, o aconselhável é lavá-la em água corrente. Se a queimadura for grande, cerca de dez por cento do corpo, deve-se tapá-la com um pano limpo e úmido, evitando estourar as bolhas levantadas pela queimadura e levar a pessoa queimada ao hospital. Em queimaduras nos olhos, o recomendado é lavar com soro fisiológico, tapá-los com gaze úmida e levar a vítima rapidamente ao atendimento médico.

Em caso de corte ou arranhão o indicado é lavar em água abundante com sabão a fim de limpar a ferida, em caso de corte superficial. Após lavar o corte, deve-se secá-lo com uma toalha ou compressa, evitando a fricção que pode estimular que o sangramento retorne. Em seguida, aplique um anti-séptico e fique atento se não haverá infecção. Caso isso ocorra, deve-se levar a vítima a atendimento médico.

Saber lidar com essas situações inesperadas em que se precisa tomar uma atitude é muito importante. É fundamental ter conhecimento de primeiros socorros, mesmo que nunca se venha a por em prática tais conhecimentos. É muito válido ter esse conhecimento e passá-lo adiante, pois as situações de adversidade são imprevisíveis.


Rosana Fernandes

Título: Primeiros socorros: questão de utilidade pública

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 4

650 

Imagem por: Chrysaora

Comentários - Primeiros socorros: questão de utilidade pública

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Imagem por: Chrysaora

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios