Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Antiguidades
  1. Escrito por: Isabel Rebelo
    Categoria: Antiguidades

    Já experimentou ir a uma feira de antiguidades? Passear pelos antiquários? Não? Então não perca a próxima oportunidade. É um mundo imenso com que nos podemos deparar e surpreender-nos. Para além do óbvio prazer estético que muitas das peças antigas nos proporcionam, experimente deixar-se levar pela imaginação. Por exemplo pegue num dobrão de ouro de 20.000 reais, a antiga moeda brasileira cunhada no apogeu do período do ouro e que pesava 53,78g, uma das de maior peso que circularam no mundo, presentemente. Já pensou como terá sido a vida dos que trabalharam na extração do ouro? E a daqueles poucos que podiam possuir tal...
    ler mais...
  2. Escrito por: Daniela Vicente
    Categoria: Antiguidades

    No século XVIII assistimos à Revolução do Neolítico, ou seja, as pessoas deixam de ser nómadas e passam a ser sedentários. Um dos fatores de fixação da população é a agricultura, pois as pessoas não podem simplesmente semear o seu sustento n e depois partir novamente. Estamos perante a fixação da sociedade. Pela mesma altura assistimos à Revolução Industrial, que proporcionou um salto enorme. Possibilitou a produção de bens, serviços, mercadorias e pessoas. Antes desta, a população, maioritariamente camponesa, estava limitada à agricultura e aos seus fatores por vezes devastadores, como o clima, o esgotamento dos...
    ler mais...
  3. Escrito por: Teresa Maria Batista Gil
    Categoria: Antiguidades

    Quando efetuamos uma compra todos gostamos de receber moedas com um aspeto de novas. No entanto, com o passar de mão em mão as moedas envelhecem e enferrujam. As notas são feitas em papel especial de moeda e estragam com a humidade das mãos. Por outro lado as moedas são obtidas através de ligas metálicas que são mais resistentes do que as notas. As moedas antigas oxidam porque são muito manuseadas e entram em contacto com a humidade das mãos. São compostas de cobre e aço e á medida que são usadas forma-se uma camada de óxido de cobre sobre ela. O metal cobre presente na moeda é oxidado e forma o monóxido de cobre que tem...
    ler mais...
  4. Escrito por: Sílvia Baptista
    Categoria: Antiguidades

    Moedas antigas, mais que uma relíquea para os colecionadores, são peças que contam parte da nossa hsitória, elas tem valor comercial para aqueles que as colecionam. O conhecimento que se tem é que as primeiras moedas de metal surgiram no século VII a.c. na antiga Grécia. Antes disso, o processo de compra e venda era feito com troca de mercadorias, essa troca era conhecida como escambo, se usava de tudo na troca mas o mais comum era usar especiarias e animais. O trabalho, a mão de obra também é uma troca, sendo que oferecemos o trabalho em troca de pagamento e a essa forma de pagamento chamamos de salário. O salário, essa...
    ler mais...
  5. Escrito por: Adriana Santos
    Categoria: Antiguidades

    O mais infalível Manuscrito Antigo: a Bíblia!Ao estudar manuscritos antigos encontramos diversos relatos sobre pessoas, épocas, fatos, acontecimentos, muitas histórias.Histórias essa que até hoje se houve falar, mas que geram uma pergunta: Será que esses manuscritos existem ou existiam de verdade? Podemos acreditar neles como algo infalível? Como comprovar sua veracidade? Essas e outras perguntas guerreiam em nossa mente e nos fazem vasculhar ainda mais o que de fato é a verdade.Todos nós, em seu íntimo, está à procura de saber se realmente a bíblia é um manuscrito onde devemos confiar. Até os mais céticos procuram...
    ler mais...
  6. Escrito por: Rosana Fernandes
    Categoria: Antiguidades

    A pátina é uma técnica de restauração de móveis antigos que renova e valoriza a peça, dando um visual novo a ela. Os móveis restaurados em pátina aumentam seu valor comercial devido ao processo artesanal pelo qual passam. Essa técnica consiste em um trabalho feito com lixa e tinta dando um efeito de ação/desgaste do tempo muito suave e belo. Os gastos com esta técnica não são grandes. O custo é bem acessível e pode ser feito em qualquer móvel ou utensílio doméstico de madeira. Para realizar uma das várias técnicas de produção de pátina são necessários: uma lixa para madeira 120, duas cores a escolha de tinta...
    ler mais...
  7. Escrito por: Carlos Santos
    Categoria: Antiguidades

    Antiguidades por definição no dicionário da língua portuguesa são objetos antigos, são portanto partes de história inseridas a tempo na cerne do seu ser e da sua utilidade. Antiguidades apesar de serem referidas como objetos, deveriam ser muito mais que isso, desde quando, algo que tem tanto para nos dar pode ser considerado um objeto, como podemos nos disser que o velho contador de historias é um objeto Como? Nós não o tratamos como objeto, mas sim como um pedaço de historia viva, então porque não poderemos estabelecer o mesmo contacto com uma antiguidade, pois esta apesar de não estar viva, não falar nem escrever, pode...
    ler mais...
  8. Escrito por: Carlos Vieira
    Categoria: Antiguidades

    A maioria das preciosidades, no que toca a relógios de parede são geralmente antiguidades - apesar de haver bons relógios recentes - sendo que as empresas que fabricavam essas peças de arte continuam ainda hoje em atividade. Um exemplo disso é a Seiko que era um dos grandes fabricantes de relógios de parede. Estas belezas antigas não se encontram por aí em grande número, o que faz com que cada unidade tenha um valor muito significativo. Se estiver à procura de um relógio verdadeiramente antigo mentalize-se desde já que terá que pagar uma boa quantia para o adquirir. Existem muitas réplicas à venda em lojas e também na...
    ler mais...
  9. Escrito por: Bruno Jorge
    Categoria: Antiguidades

    Numa era em que é dado grande atenção ao design vanguardista e a todas as coisas high-tech, que a nossa sociedade moderna tanto gosta, começa a tornar-se cada vez menos usual, as últimas gerações procurarem ou mostrarem interesse na compra ou no coleccionar antiguidades. Por antiguidades, entende-se, peças antigas e com história, sendo que para algo ser chamado de antiguidade, normalmente, a peça ou objeto deverá corresponder a alguns pré-requisitos. O que faz de algo uma antiguidade? O fator principal que confere a um objeto qualquer a designação é obviamente a idade, sendo que a idade mínima é de 50 anos (em...
    ler mais...
  10. Escrito por: Jovita Capitão
    Categoria: Antiguidades

    -Conheces as galerias Romanas da Rua da Prata? Aquelas que só são visitáveis numa altura do ano? Vão estar abertas este fim de semana e quero ver se as visito.- Tinha dito o Toupeira. -Sim conheço. Mas não gosto muito de estar debaixo do chão. Tenho fobia! -Então, tu não andas de Metropolitano? -Ando.- Respondi.-Mas não gosto. Só ando de Metro por necessidade. E tu não tens medo? -Deves saber que a alcunha dos Arqueólogos é: "Toupeiras", por isso andar debaixo do chão não é estranho para mim.- Disse-me o Toupeira sorrindo. O Toupeira é um Arqueólogo, meu conhecido, que adora escavações. Por isso é que lhe chamam...
    ler mais...
  11. Escrito por: Carla Horta
    Categoria: Antiguidades

    Uns mais que outros, todos nós colecionamos qualquer coisa! Desde os objetos mais comuns, aos mais enigmáticos, encontram-se extraordinárias coleções por esse mundo fora. Existem coleções de selos, de caricas, de cromos, de latas de bebidas, etc., etc., etc.. Enfim, de tudo um pouco. Existem ainda os aficionados em antiguidades e colecionam autênticas obras, algumas raras, outras bastante valiosas. São verdadeiros apaixonados pela história e tem a fantástica capacidade de ouvir os contos que as peças antigas têm para contar. Quem é colecionador de antiguidades, não é só um apaixonado pelo antigo, é um amante pela obra...
    ler mais...
  12. Escrito por: Carla Horta
    Categoria: Antiguidades

    Os bonecos encantam qualquer criança. Existem para todos os gostos, desde os musculados e com armaduras fortes para os rapazes, quer singelas, delgadas e com vestidos cor-de-rosa para as meninas. As bonecas vêm com marca, mas logo assim que desembrulhadas, elas passam a ser a Beatriz, ou a Vanessa, ou a Catarina ou a Mariana. Os rapazes tem menos o hábito de chamar os bonecos por nomes pomposos, mas conhecem os poderes quase alienígenas que os heróis de plástico são detentores. As novas gerações usam os bonecos de forma descartável, e as gerações mais pequenas não acreditam quando os avós lhes contam que no tempo delas...
    ler mais...
  13. Escrito por: Ana Sebastião
    Categoria: Antiguidades

    Desde sempre pessoas de todos os lugares e de todas as idades se debateram com a necessidade de se desfazerem das coisas que já não usam. Algumas pessoas, pura e simplesmente colocam tudo no lixo, desde que já não usem, tenham deixado de gostar ou achem que está fora de moda. Outras pessoas, que têm espaço disponível guardam por pena de se desfazerem de coisas que não estão estragadas, e que quem sabe poderão a dar jeito mais tarde, assim amontoam num sótão, numa arrecadação ou num outro lugar um sem fim de objectos dos quais nunca mais se lembrarão. Diz um velho ditado “guarda o que não presta e acharás o que te...
    ler mais...
  14. Escrito por: Waldiney Melo
    Categoria: Antiguidades

    Antiguidade é tudo que é antigo, tudo que foi criado ao longo anos. E com o tempo tudo se acaba, tudo se desgasta e tudo se torna feio e sem cores, mais às vezes é uma peça rara ou muito cara para nos desfazer, e é pensando desta forma que as pessoas começaram a dar suas reformadas em seus objetos, e com isso, muitos fizeram sua profissão, nos tempos de hoje não é tão fácil encontrar pessoas que restaura peças como, bens imóvel, móvel, retrato e até quadros que valem fortuna, e essas pessoas se dar o nome de restaurador. Restaurar algo precisa de criatividade, e uma certeza de que tudo será como antes, sem poder mudar...
    ler mais...
  15. Escrito por: Carla Horta
    Categoria: Antiguidades

    Olhamos para o pulso como um impulso e refletimos sobre o tempo. Dependendo pelo que esperamos, consideramos que passou demasiado depressa ou se pelo contrário cada minuto equivaleu a uma hora. Temos, no entanto, todos a noção que o tempo passa em todos os momentos no mesmo tempo. Nem mais depressa, nem mais devagar. Demora sempre o mesmo tempo. Se a forma de controlar o tempo que passa conta uma história a 2000 anos antes de Cristo, hoje em dia os relógios digitais já não são uma novidade. Há 2000 anos A.C. os Caldeus espetavam um pau numa pedra ou no chão e começavam por dividir o dia em duas vezes doze horas. Egípcios,...
    ler mais...
  16. Escrito por: Paulo c. Alves
    Categoria: Antiguidades

    Na Roma antiga, e desde os seus primeiros tempos (quando ainda era uma monarquia), havia um templo dedicado ao deus Jano, ou deus da Porta. Era representado com duas caras, uma voltada para o passado, outra para o futuro. O nome do deus estava ligado ao nome do primeiro mês do ano (Januário -> janeiro), e os soldados que regressavam das campanhas militares tinham de passar pelo templo do deus, antes de poderem entrar em Roma, de modo a se purificarem de todos os excessos cometidos nas batalhas. Assim, enquanto Roma estivesse envolvida nalgum conflito, as portas do templo tinham de permanecer abertas. Já em época imperial, parece que...
    ler mais...
  17. Escrito por: Sílvia Baptista
    Categoria: Antiguidades

    A memória cultural de um povo, de uma nação, depende do acervo, dos objetos que são guardados e catalogados que compõe a história. Não importa quais os tipos de objetos, podem ser livros, quadros, esculturas, peças de artesanato, documentos, edifícios, monumentos, etc, são verdadeiros bens culturais que ajudam a contar e a entender a história e a cultura dos povos que viveram no local onde foi encontrado o acervo ou construído o patrimônio. O serviço de restauração tem como prioridade, conservar e restaurar através de técnicas, parte da história cultural. As técnicas utilizadas pelos restauradores variam de acordo com...
    ler mais...
  18. Escrito por: Carla Horta
    Categoria: Antiguidades

    Uma das coisas que a maioria de nós aprecia, é espreitar fotografias antigas. As cores amareladas e esbatidas da nossa história ou até da cidade onde nascemos. Histórias retratadas que o tempo não consegue apagar, embora muitas vezes a degradação seja muito grande. Os postais antigos são outra forma fantástica de descobrir a história do nosso país e da cidade que nos viu nascer. Quem colecciona postais antigos vê neles não só uma forma de reviver o passado, mas também de guardar história e tradições. Através de postais antigos, podemos descobrir um Portugal que muitos de nós desconhece. Já lhe aconteceu com toda a...
    ler mais...
  19. Escrito por: Sílvia Baptista
    Categoria: Antiguidades

    O candeeiro de azeite é utilizado há muitos séculos, desde a idade antiga se fala em candeias. Nas antigas escrituras constam citações em que falam no candeeiro de azeite . O candeeiro de azeite, foi usado como luminária, numa época em que não havia iluminação elétrica e as pessoas faziam dos candeeiros lanternas, era muito usado nas casas, inclusive, hoje ainda são usados, só que agora, na maioria das vezes, por questões de escolha. A iluminação pública foi feita por um bom tempo pelo candeeiro de azeite, no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, por volta do século XIX, é que na iluminação pública começou-se a...
    ler mais...
  20. Escrito por: Maria Bijóias
    Categoria: Antiguidades

    Normalmente, as antiguidades são confundidas, ou com tralha, ou com algo muito valioso. Grande parte deste valor, porém, reside no domínio da reminiscência e do sentimento, pelo que é objectivamente subjectivo. Andam a par do coleccionismo e há quem as considere como uma mania. Esta “pancada” começa, regra geral, ainda durante a infância, onde se guardavam cromos, canetas, folhas de carta, porta-chaves, moedas e tantas outras coisas que, à partida, não teriam um destino traçado. Ainda assim, iam-se amontoando em locais “seguros” e distantes da vista e do alcance da mãe, sobretudo em alturas de arrumações, e dos...
    ler mais...
  21. Escrito por: Miguel Pereira
    Categoria: Antiguidades

    O restauro das peças antigas é uma arte muito especializada. Assim, se possui alguma peça antiga valiosa que precisa de ser limpa ou restaurada, entregue-a a um restaurador profissional. Se não tem a certeza do valor da peça, poderá pedir uma avaliação a um antiquário de confiança que seja entendido nesse ramo de negócio (mobiliário, pratas antigas, porcelanas, pintura, tapetes persas, jóias, relógios, etc). Há, no entanto, alguns trabalhos que pode fazer em casa sem grande risco, desde que respeite algumas regras simples e que as peças não sejam especialmente valiosas. Limpar e dar brilho a móveis antigos Os...
    ler mais...
  22. Escrito por: André Belacorça
    Categoria: Antiguidades

    A Hallgrímskirkja, conhecida assim a igreja situada em Reykjavíc, capital de Islândia, é considerada a igreja mais bonita, tendo assim 74,5 metros de altura, sendo então a maior igreja situada na Islândia, fundada em 1986. Em 2º lugar, a beleza encontra-se a Basílica de São Pedro, uma das maiores igrejas do cristianismo, é assim um dos locais mais visitados pelos religiosos cristãos, com 340 estátuas de anjos, mártires e santos, é tanto interiormente como exteriormente uma riqueza a nível mundial, esta, localizada no Vaticano. Em 3º lugar aparece a Catedral de São Basílio, uma igreja Ortodoxa, situada na Rússia, na...
    ler mais...
  23. Escrito por: Teresa Maria Batista Gil
    Categoria: Antiguidades

    Desde sempre que o homem se interessou em preservar lindas peças antigas. Isto deve-se não só ao valor afectivo que elas representam bem como ao valor monetário que por vezes é muito alto. Ou seja, as peças deixadas pelos nossos avós representam lembranças que devem ser acarinhadas e tratadas com gosto. Deste modo é conveniente restaurá-las se elas já não estiverem muito novas. Há casas próprias para o efeito assim como tintas, vernizes apropriados para fazer delas lindas peças valiosas.O que parece velho e em mau estado pode ser aproveitado para decorar e embelezar estantes, salas, quartos ou um bonito escritório. Tudo é...
    ler mais...
  24. Escrito por: Rosana Fernandes
    Categoria: Antiguidades

    Conhecer o vendedor antes de comprar uma antiguidade é a forma de garantir que o negócio que se está pretendendo fazer será seguro. Quando se compra uma antiguidade se está comprando uma arte, uma arquitetura ou um mobiliário que reflete uma determinada época e um determinado modo de agir e pensar. Os detalhes do objeto a ser adquirido, o seu estado de conservação, o seu valor histórico e econômico e a sua procedência são informações extremamente relevantes ao processo de compra e venda. Sendo assim, o vendedor é o elo de ligação entre as informações desse objeto e a oportunidade de adquiri-lo. Sob esse prisma é...
    ler mais...
  25. Escrito por: Maria Bijóias
    Categoria: Antiguidades

    Nos Estados Unidos, com aliás noutros sítios, as antiguidades são avaliadas de distintas maneiras. No entender de uns, uma antiguidade consubstancia, tão-somente, algo que existe há mais de cem anos. Para outros, porém, este conceito apenas abrange peças fabricadas no máximo até ao ano 1700. Na Europa, muitos antiquários exibem, por exemplo, móveis com 400 ou 500 anos. Efetivamente, a noção de antiguidade varia de acordo com diversos parâmetros e áreas de conhecimento e interesse. Não obstante, o valor de uma antiguidade contempla alguns padrões fixos, como a qualidade intrínseca do objeto e a sua raridade, o estado de...
    ler mais...
  26. Escrito por: Maria Bijóias
    Categoria: Antiguidades

    Um leilão é uma alternativa de compra e venda de tudo e mais alguma coisa: imóveis, carros, joias, brinquedos, móveis, etcétera, quer novos, quer usados, quer em estado de sucata. Também denominados de hasta pública, os leilões constituem a mais antiga forma de negociação conhecida, sendo o leiloeiro a personagem principal. Ele é, de facto, o administrador dos bens em transação, sendo contratado pelos respetivos vendedores, e devidamente habilitado para efetuar leilões. Fica com o objeto apregoado quem fizer a maior licitação, isto é, a oferta mais alta. O valor do bem é pré-definido através de avaliação, e é a...
    ler mais...
  27. Escrito por: Carlos Vieira
    Categoria: Antiguidades

    Os espelhos antigos são peças decorativas atraentes, mas também podem ser considerados peças de arte raras. Não é difícil encontrar um espelho antigo que se adapte ao seu gosto ou estilo de mobília. Um espelho antigo é definido como um vidro de espelho antigo inserido numa moldura antiga, sendo que existem muitos tipos de diferentes de espelhos dos vários períodos históricos. Durante o período gótico, os espelhos mais comuns eram os de madeira de carvalho. Estes espelhos normalmente tinham um arco no topo e eram muito trabalhados, com muitas ornamentações. No final, era comum levarem um acabamento de cor escura....
    ler mais...
  28. Escrito por: Carla Horta
    Categoria: Antiguidades

    Uma parte de todos nós gosta de antiguidades. É quase ponto assente, que mesmo não sendo apaixonados pelo estilo antigo, confirmamos e até admiramos a arte com que são feitos os móveis antigos. Os adornos, os acabamentos, a forma robusta com que eram executados e acima de tudo, a beleza e a arte de trabalhar a madeira. Quem quer comprar uma antiguidade legítima, única, prepare-se para os valores que serão pedidos. Para um amante de arte antiga, o valor pouco vai importar, mas se aposta noutro tipo de mobiliário, vai achar as antiguidades obras um bocadinho caras. Uma antiguidade recuperada e legítima é cara, mas quem ama...
    ler mais...
  29. Escrito por: Carla Horta
    Categoria: Antiguidades

    Não se julgue pelo título que existam desejos de reformar forças militares e dar-lhes uso em museus. Nada disso. Todos temos consciência da importância da força e serviços militares, da forma corajosa com que estão disposto a enfrentar o inimigo e defender o povo e a pátria. Mesmo que não se seja um apaixonado pela vida militar, algumas peças militares despertam-nos curiosidade e atenção. Qual de nós não se impressiona com o respeito imponente de uma parada militar. No entanto, muitos são os que mesmo não sendo militares, se apaixonam por tudo o que diga respeito a esta forma de vida tão singular. São os...
    ler mais...
  30. Escrito por: Maria Bijóias
    Categoria: Antiguidades

    As antiguidades, para quem gosta delas, simbolizam um legado do passado ao presente, que é como quem diz, são suas embaixadoras numa época e numa geração distintas, a relatar e a preservar histórias que muito contribuíram para o contexto da actual vivência. As antiguidades inserem-se no mesmo âmbito do coleccionismo e distinguem-se das velharias pela sua qualidade e valor. De tal modo se foi refinando o gosto, aumentando a variedade e incutindo a consciência da importância de determinadas peças, que começaram a aparecer antiquários, que foram substituindo a presença das antiguidades nas lojas “bricabraquistas”. A...
    ler mais...