Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Antiguidades > Serviços de restauração

Serviços de restauração

Categoria: Antiguidades
Visitas: 10
Comentários: 1
Serviços de restauração

A memória cultural de um povo, de uma nação, depende do acervo, dos objetos que são guardados e catalogados que compõe a história. Não importa quais os tipos de objetos, podem ser livros, quadros, esculturas, peças de artesanato, documentos, edifícios, monumentos, etc, são verdadeiros bens culturais que ajudam a contar e a entender a história e a cultura dos povos que viveram no local onde foi encontrado o acervo ou construído o patrimônio.

O serviço de restauração tem como prioridade, conservar e restaurar através de técnicas, parte da história cultural. As técnicas utilizadas pelos restauradores variam de acordo com objeto a ser restaurado, trabalho que exige muita cautela para não danificar e alterar a identidade do objeto a ser preservado.

Quando vem a mente o serviço de restauração, se pensa primeiramente em patrimônio cultural mas o patrimônio também pode ser pessoal. Se a pessoa tem livros, quadros ou quem sabe; uma escultura de cunho familiar que é passado de geração em geração, o serviço de restauração executa esse trabalho com a mesma presteza que por exemplo, em grandes patrimônios, o que conta é tratar da coservação e para isso fazer a restauração.

Para executar o serviço de restauração, é necessário antes, o restaurador fazer uma análise do que será preciso recuperar, verificar e identificar qual o material utilizado na matéria prima da obra.

As condições do ambiente estão diretamente ligada a conservação de cada obra, livros e quadros tendem a sofrer muito com o ataque de fungos e umidades. O restaurador zela para que a obra não sofra interferências pessoais durante a restauração e com isso venha a alterar sua originalidade.

É importante ter como base que tais critérios para que a autenticidade não seja adulterada e passe a prevalecer a escolha estética de quem estiver restaurando, por isso, embora algumas pessoas possam ter algum conhecimento de conservação e restauração, não é o mais recomendável, fazer por conta própria seria fazer da mesma forma que era feito tempos atras em que a pessoa habilidosa nas artes manuais, era contratada por se acreditar que tratando-se de um artista, digamos assim; entederia outro artista e recuperaria o objeto em questão. Mesmo sem a intenção de alterar a originalidade, ao contrário, o objetivo era restaurar, muitas obras sofreram alterações devido ao tratamento destinado durante o processo de restauração.

O serviço de restauração, nos tempos atuais, além de utilizar técnicas específicas e mais confiáveis de restauração, não se limita a um pequeno grupo, tratando da memória cultural tangível e intangivel do enriquecimento cultural.


Sílvia Baptista

Título: Serviços de restauração

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 10

666 

Imagem por: billfromesm

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Adriana

    07-04-2014 às 17:10:27

    Sou restauradora e concordo plenamente com o que esta sendo dito. Restauração e preservação cultural e respeito ao artista que o fez.Temos que juntar técnica e sensibilidade para podermos fazer belos trabalhos.

    ¬ Responder

Comentários - Serviços de restauração

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: billfromesm

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios