Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Fotografia > Como posso fotografar o meu animal de estimação?

Como posso fotografar o meu animal de estimação?

Categoria: Fotografia
Visitas: 4
Comentários: 2
Como posso fotografar o meu animal de estimação?

Um albúm de família nunca esta completo se lá faltarem fotografias dos nossos animais de quatro patas que connosco habitam. Todavia, fotografar um animal de estimação nunca é uma tarefa fácil: exige tempo, muita sensibilidade e toneladas de paciência., requendo quase as mesmas habilidades e técnicas que são necessárias para fotografar bébés e crianças pequenas.

A parte mais difícil de fotografar cães ou gatos é fazer com que eles fiquem parados o tempo suficiente para que a máquina capte a imagem pretendida sem que eles se mexam e nos estraguem a fotografia. Assim, deverá estudar bem o seu animal e descubrir o período do dia em que ele está mais relaxado. Outra opção é tentar encontrar momentos em que ele esteja entretido a brincar, a comer ou mesmo a dormir.

Fotografe o seu bichinho num ambiente no qual ele passe muito tempo, como o sofá, o tapete, o pátio, ou seja, um espaço onde o mesmo se sinta confortável e plenamente à vontade. Opte também pelo factor surpresa ou esconda-se de modo a que ele não sinta a sua presença.

Outro truque para fotos bem sucedidas é deitar-se no chão ou ajoelha-se. Só assim conseguirá captar as suas expressões e transmitir o mundo pela visão de cada um deles.

A utilização do zoom é por vezes indispensável, já que muitos dos nossos animais náo deixam que nos aproximemos em demasia.

Capte a imagem com rapidez, já que o animal expressa-se de modo rápido e espontâneo. Utilize o modo de “desporto” da sua máquina, já que este modo é o ideal para captar um animal que não pára quieto. Este modo utiliza uma velocidade do obturador mais rápida para captar o seu bichinho. Além disto, o modo de “desporto” utiliza um sistema de focalização especial que ajusta constantemente o foco da câmara. Sem isto a câmara foca uma vez e mantém dessa maneira, o que faz com que a fotografia fique desfocada se o bichinho se mexer

A luz natural é a melhor para fotografar animais, já que umailuminação forçada os assusta.

Aproveite estas dicas, pegue na máquina e passe bons momentos a fotografar o seu amigo. São recordações para a vida.



Catarina Bandeira

Título: Como posso fotografar o meu animal de estimação?

Autor: Catarina Bandeira (todos os textos)

Visitas: 4

806 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    04-05-2014 às 18:57:49

    Já tentei várias vezes fotografar meu cão e nunca sai como gostaria, pois eles se mexem muito. Já consegui tirar quando me escondo e ele está mexendo em algo, mas tem que ser bem rápida. Adoro meu cão e fotografá-lo é bom porque ficarão guardados por muito tempo!

    ¬ Responder
  • LarissaLarissa

    30-08-2009 às 19:03:38

    Meus animais não param nem um segundo .
    EU OS AMO
    ELES JA FAZEM PARTE DA MINHA VIDA...

    ¬ Responder

Comentários - Como posso fotografar o meu animal de estimação?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios