Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Fotografia > Firme contrato com a posteridade!

Firme contrato com a posteridade!

Categoria: Fotografia
Visitas: 2
Comentários: 1
Firme contrato com a posteridade!

As fotografias estão presentes em diversos momentos da vida de toda a gente e imortalizam muitos deles. Efectivamente, elas até podem dar uma clara noção do crescimento e fases por que passa uma pessoa ao longo dos tempos, com características físicas, expressões, cortes de cabelo, roupas que usava, etcétera. A maioria dos pais, e outros familiares, tem a mania de andar sempre com a câmara atrás, a tentar captar as gracinhas dos seus rebentos. Depois, exibem orgulhosamente as fotos no seio de convívios quase exclusivamente organizados para o efeito. Será que há guardanapos suficientes para ensopar tamanha quantidade de baba? No caso, o papel de cozinha é mais absorvente…

Hoje em dia, as máquinas fotográficas convencionais tendem a ser substituídas pelas digitais, que apresentam algumas vantagens e também desvantagens. A primeira máquina digital de verdade foi lançada em 1988 pela Fuji. Algumas das grandes supremacias das novas tecnologias prendem-se com o facto de não haver necessidade de se preocupar com a compra e mudança dos rolos (nestes entremeios acabavam por se perder muitas situações e poses únicas), de se poderem tirar muitas fotografias seguidas com recurso a simples cliques, e de se transferirem para o computador e editá-las (com a ajuda de software como o Adobe Photoshop). Deste modo, é possível ajustar a cor, o brilho e o contraste, e a imagem pode ser cortada e redimensionada, o que ajuda a optimizar a resolução das fotos. Por outro lado, há ainda a considerar a maior economia e flexibilidade que as máquinas digitais proporcionam.

Não obstante, para fins profissionais, é preferível a reprodução dos retratos contidos nos engenhos fotográficos convencionais; a resolução e a profundidade da qualidade não são igualáveis. Tanto é que em jogos de futebol, e noutros eventos dotados de projecção relevante, os fotógrafos de serviço exibem aparelhos bastante sofisticados, mas de cariz convencional. Ainda assim, as máquinas digitais tornaram-se imensamente populares na era moderna e estão configuradas para substituir as suas antecessoras na generalidade dos objectivos.

Alguns modelos permitem gravar também som e vídeo. A resolução de uma máquina digital depende da sua capacidade de armazenamento de pontos ou pixéis. Quanto mais pixéis puder armazenar, maior será a resolução do mecanismo. Máquinas com cinco mega-pixéis são ideais para fotografias caseiras, enquanto que o domínio profissional exige capacidade superior a sete mega-pixéis. Independentemente da vertente escolhida (mais clássica ou mais moderna), o importante é dar asas a uma arte que tem contrato firmado coma posteridade!

Maria Bijóias

Título: Firme contrato com a posteridade!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

604 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    05-05-2014 às 05:26:26

    As câmeras digitais são excelentes, pois é possível tirar fotos e ainda gravar vídeos bem legais. Hoje em dia na era da tecnologia móvel, muitas das fotos que tiramos tornam-se, inclusive, melhores! Tudo está a evoluir a cada dia!

    ¬ Responder

Comentários - Firme contrato com a posteridade!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios