Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Conheça as confidências da cafeína!

Conheça as confidências da cafeína!

Categoria: Alimentação
Visitas: 8
Comentários: 1
Conheça as confidências da cafeína!

A cafeína é, regra geral, associada ao café, mas a verdade é que se encontra numa grande quantidade de alimentos, tais como cacau (que depois dá origem ao chocolate), colas, chás, e também em mediamentos: analgésicos, antigripais, inibidores do apetite. A cafeína integra o grupo das metil-xantinas, substâncias capazes de estimular o sistema nervoso, ocasionando um estado de alerta transitório.

Nem toda a gente reage de igual modo à cafeína. Pessoas com maior sensibilidade necessitam de uma menor quantidade para obter os mesmos efeitos, inclusive os negativos, nos quais se incluem a perda de sono e o aumento da frequência cardíaca (taquicardia). Apesar de o nosso organismo não precisar de cafeína, a ingestão moderada não tem revelado, em casos normais, riscos para a saúde. Existem, todavia, situações de excepção, que requerem especial atenção: grávidas, doentes coronários e indivíduos com diagnóstico de úlcera no estômago devem reduzir ou até abolir o consumo de cafeína. No que se refere às crianças, este consumo deve ser alvo de apertado controlo, e se hiperactivas, evitado.

Há quem recorra a um suposto benefício do café para emagrecer. Efectivamente, ele acicata a lipólise (desintegração das moléculas de gordura), o que levaria ao emagrecimento. Essa acção conduz, todavia, à mobilização dos depósitos adiposos, fazendo aumentar os níveis de gordura em circulação. Sendo assim, elevam-se os índices de colesterol no sangue, aumentando, por conseguinte, os riscos de sofrer um enfarte do miocárdio. Mesmo na caso dos atletas, em que a mobilização dos depósitos de gordura pode apresentar vantagens, no sentido em que a estrutura corporal passaria a usar a gordura como fonte de energia em vez de recorrer ao glicogénio muscular tornando o corpo mais resistente à fadiga, as quantidades têm de ser muito bem calculadas e medidas, por causa das consequências colaterais.

A cafeína revela, igualmente, propriedades diuréticas, o que significa que se não houver reposição suficiente da água que se excreta pode ter início um processo de desidratação, com resultados mais ou menos gravosos. Por outro lado, uma porção exagerada de cafeína faz com que este composto interfira com a absorção de importantes nutrientes, especialmente o ferro. Estudos efectuados revelam que uma chávena de café (100 ml) tem poder para reduzir a absorção do ferro pelo organismo em cerca de 30 por cento. Por esta razão, é recomendável tomar produtos que contenham cafeína em horários desencontrados dos das principais refeições.

Investigações recentes têm ligado a cafeína ao tratamento de algumas doenças, adiantando efeitos positivos, por exemplo, na doença de Parkinson, no Transtorno de Défice de Atenção e na prevenção de cancro do pulmão no seio dos fumadores. Não obstante, consumi-la com frequência pode provocar dependência moderada e a interrupção brusca desse consumo originar dores de cabeça, sonolência, irritabilidade, náuseas e vómitos. Liberte-se!



Maria Bijóias

Título: Conheça as confidências da cafeína!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 8

678 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoArmando

    14-08-2009 às 12:04:37

    Quer faça bem ou faça mal não consigo viver sem cafeina!

    ¬ Responder

Comentários - Conheça as confidências da cafeína!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios