Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Alimente A Boa Disposição

Alimente A Boa Disposição

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Alimente A Boa Disposição

“Nem só de pão vive o homem”, diz o ditado. Na realidade, precisamos do pão e de cultivar hábitos para que o alimento ingerido se converta em energia e nos mantenha saudáveis e bem dispostos ao longo do dia.

Um café da manhã bem estruturado é essencial, pois com ele recarregamos energias. Exercícios matutinos e uma ducha estimulam seu apetite, mas caso não disponha de muito tempo, opte por uma vitamina que lhe fará muito bem.

O número ideal de refeições ao dia está entre cinco e sete. Isto mantém o nível de glicose no sangue, responsável pela boa disposição. A diminuição da glicose causa esgotamento físico e mental.

O iogurte, que é preparado com bacilos vivos que trabalham para o equilíbrio do intestino, garante que ele funcione bem e absorva os nutrientes com mais eficiência. Consuma-o regularmente.

Chocolates, frituras e sorvetes, apesar de saborosos, contêm gorduras "trans", que se depositam nas artérias e prejudicam a circulação do sangue oxigenado. Também dificulta a circulação comer além do necessário, pois o sangue passa a circular mais no aparelho digestivo e deixa os outros órgãos e tecidos com nutrientes insuficientes, provocando sono e preguiça.

Está comprovado cientificamente que fibras equilibram o organismo e combatem a fadiga. O peixe não pode faltar, pois é excelente fonte das vitaminas A e D, fósforo e proteínas. Os ácidos graxos “Ômega-3”, bons para o sistema cardiovascular, também previne o envelhecimento precoce e são encontrados nos peixes de água fria, como atum, salmão e sardinha.

Dê preferência às frutas, verduras, legumes, ovos e azeite de oliva, e dispense carnes vermelhas e produtos industrializados. Lembre-se que alimentos crus conservam melhor a energia do sol, por isso, sempre que possível, evite cozê-los.

Chás de menta e maçã são mais digestivos e fornecem mais disposição do que a cafeína, que é estimulante sem ação duradoura. Para uma boa reserva de vitaminas procure ingeri-las a partir dos alimentos naturais. Quanto mais diversificadas as cores do seu prato, mais vitaminas você estará consumindo. Portanto, diversifique.

Água é indispensável. Embora não seja fornecedora de energia, é necessária às reações metabólicas do organismo. Se tomada em jejum, torna-se ótima coadjuvante para a limpeza do organismo e para aumentar a fome. Lembre-se que a desidratação, mesmo em menor grau, leva à fadiga tanto corpo quanto mente.

Aproveite o prazer de comer bem, mas garanta que o que consome vai lhe proporcionar uma vida incrivelmente saudável.


Helena

Título: Alimente A Boa Disposição

Autor: Helena Helena (todos os textos)

Visitas: 0

652 

Imagem por: Savannah Grandfather

Comentários - Alimente A Boa Disposição

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios