Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Tratamento da gastrite, da gengivite e da gonorreia

Tratamento da gastrite, da gengivite e da gonorreia

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Visitas: 8
Tratamento da gastrite, da gengivite e da gonorreia

A gastrite é uma inflamação da mucosa do estômago ou mucosa gástrica, e embora os alimentos não sejam os principais causadores desta doença, alguns devem ser evitados como: alimentos com gordura, cafeína, bebidas alcoólicas, tomate, carnes processadas, alguns peixes, molhos processados, snacks salgados, hortelã, comida muito condimentada, chocolate e alimentos ricos em fibras. Prefira alimentos como a água, e chás, frutas, gelatinas e geleia, purés e carnes brancas. Deve ter horários regulares para comer e não estar muito tempo sem comer. Mastigue bem os alimentos para uma melhor digestão. Os sintomas são: sede, indigestão, falta de apetite, náuseas, vómitos, dores estomacais, entre outros. Deve ir ao médico o mais rápido possível. Não sabe o que fazer em casa? Beba chá de acelga (folhas), chá de alface (folhas), sumo concentrado de melão e chá de bardana (folhas, flores e raízes). Faça uma compressa de argila e coloque no ventre durante duas horas, ou uma compressa quente de chá de camomila. Faça refeições exclusivas de mamão e pera pelo menos 3 vezes por semana.

A gengivite é uma inflamação das gengivas, destruindo o tecido que suporta os dentes. Pode ser causada por tártaro, escorbuto, diabetes, carências vitamínicas, alterações endócrinas ou outras infeções bucais. Os sintomas são: gengivas inchadas, vermelhas, brilhantes, sensíveis e com possibilidade de sangramento. Prefira nestas alturas o uso de escovas de dente com filamentos macios. Abuse dos alimentos com vitamina C, como o limão, a laranja, a tangerina e o kiwi. Beba sumo de agrião diluído em água, sumo de pepino diluído em água, sumo de rábano diluído em água, sumo de amoras pretas, chá de manga (folhas) e chá de romã (casca).

A gonorreia é uma doença sexualmente transmissível, levando as mucosas genitais inflamarem. O contágio acontece através do contacto direto com a pessoa infetada, visto que o micro-organismo não sobrevive muito tempo fora do corpo humano. O período de incubação é de 2 a 8 dias. Tome chá de romã (flores secas e trituradas) e chá de salsa (use toda a planta). Faça refeições exclusivas de melancia e melão, estendendo o consumo deste alimento pelo menos 2 dias por semana.

Daniela Vicente

Título: Tratamento da gastrite, da gengivite e da gonorreia

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 8

791 

Comentários - Tratamento da gastrite, da gengivite e da gonorreia

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios