Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Conheça as 3 carnes mais caras do mundo

Conheça as 3 carnes mais caras do mundo

Categoria: Alimentação
Visitas: 95
Conheça as 3 carnes mais caras do mundo

Recentemente a mídia estampou fotos de quilos e mais quilos de carnes caríssimas, de nomes estranhos, apreendidas durante uma visita à residência de um político envolvido em denúncias de corrupção.

Fora a repercussão da notícia, o fato serviu para mostrar para o público outra face da gastronomia muito similar à astronomia, uma vez que os preços são incrivelmente astronômicos com relação ao alimento que colocamos habitualmente à mesa.

De fato, uma pessoa comum jamais poderia imaginar que apenas um quilo de carne pudesse custar tanto, ou que existissem nomes absolutamente desconhecidos pela maioria. Eis alguns desses casos.

Essa lista não poderia começar de outra forma senão com a carne produzida pelo gado japonês Wagyu (também conhecida como Kobe Beef, uma coqueluche na terra do sol nascente). O que torna a carne desse ruminante tão especial? Ela é entremeada com pequenos canalículos de gordura, conferindo-lhe um aspecto marmorizado. Isso faz com que a carne fique muito suculenta e saborosa. No Japão, o animal tem tratamento vip, com massagens especiais e doses de bebida alcoólica, a fim de deixar a carne ainda mais macia e suculenta. Trata-se de um dos bifes mais caros do mundo; no restaurante, o bife pode custar cerca de duzentos reais, com o quilo podendo custar mil dólares no Japão.

O “côte du boef”, do produtor francês Alexandre Polmard, entra nesta lista não por ser de origem de uma raça especial. Contudo, provém de um gado tratado com mil regalias, como massagem especial e alimentação diferenciada. Aliás, a família Polmard faz questão de dar tratamento de joia rara à sua produção. A carne é mantida a -43oC por um período de maturação que pode chegar até 15 anos. O quilo da iguaria pode custar até três mil euros, ou por volta de 12 mil reais, dependendo da “safra”.

Finalizamos com o beef Bonsmara, oriundo da raça de gado do mesmo nome difundida na África do Sul por volta de 1937. Provém da mistura da raça Afrikaner e as raças europeias Hereford e Shorthorn. O intuito foi criar uma raça resistente ao clima sul-africano e que produzisse carne de excelente qualidade. O resultado está espelhado no preço da joia, que pode chegar a mil e quinhentos reais o quilo aqui no Brasil.


Lauro Damilo Dias

Título: Conheça as 3 carnes mais caras do mundo

Autor: Lauro Damilo Dias (todos os textos)

Visitas: 95

0 

Comentários - Conheça as 3 carnes mais caras do mundo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios