Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Turismo no centro do Rio de Janeiro – Parte I

Turismo no centro do Rio de Janeiro – Parte I

Categoria: Viagens
Visitas: 4
Turismo no centro do Rio de Janeiro – Parte I

Quando falamos em turismo no Rio de Janeiro as primeiras coisas que vêm a nossa mente são: Pão de açúcar, Cristo Redentor e Praia de Copacabana.
Mas, o turismo na Cidade Maravilhosa vai além disso. No Centro do Rio encontramos lugares maravilhosos e pouco conhecidos, aonde podemos visitar, nos maravilhando e aumentando nossa cultura.
Muitas histórias são contadas nas ruas, igrejas e casarões antigos do Centro.
Vamos contar um pouco dessa história e tornas esses pontos mais conhecidos para você.

1) Academia Brasileira de Letras
Sua sede é uma réplica do Petit Trianon do Palácio de Versalhes, decorado com pisos de mármore, lustre de cristal francês, vaso de porcelana de Sèveres, grandes salões e um espaço dedicado a Machado de Assis.

Inaugurado: 1923

Endereço: Av. Presidente Wilson, 203 - Castelo.

2) Arquivo Nacional

Localizado no antigo prédio da Casa da Moeda, de construção monumental.

Você pode encontrar documentos da Inconfidência Mineira, Lei Áurea, relação de passageiro dos vapores de imigrantes, Tribunal de segurança do governo Vargas, e outras preciosidades de nossa história.

Inaugurado: 1838

Endereço: Praça da República, 173 – Centro.

3) Biblioteca Nacional

Projetado por Sousa Aguiar, engenheiro militar, e decorado por grandes artistas da época, abriga o patrimônio cultural e bibliográfico do Brasil, é a sétima maior do mundo e a maior da América Latina.

Inaugurado: 1910.

Endereço: Av. Rio Branco, 219 - Centro.

4) Casa França Brasil

Encomendado por D. João VI, projetado por um artista e professor da Academia de Belas Artes da França. Este solar neoclássico foi qualificado por Darcy Ribeiro como Centro Cultural.

Inaugurado: 1820.

Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, 78 – Centro.

5) Centro Cultural Banco do Brasil

Localizado na em prédio de 1906 onde foi a sede do Banco do Brasil.

Possui salas para mostras, sala de cinema, sala para exibição de vídeos, três salas para espetáculos teatrais, auditório e biblioteca.

Em 2013, foi o museu mais visitado do Brasil, com 2 milhões e 200 mil visitantes por ano.

Inaugurado: 1989.

Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro.

6) Centro Cultural da Caixa

Agora se chama Caixa Cultural Rio de Janeiro, tem duas unidades, podemos encontrar lá teatro de arena, cinemas, galerias de arte, livraria, salas de oficinas e ensaios.

Inaugurado: 2006.

Endereço: Avenida Chile, 230, Anexo, e na Avenida Almirante Barroso, 25. Centro.

7) Centro Cultural Correios

Prédio com características do século passado deveria ser uma escola do Lloyd Brasileiro. Mas, ficou sem ser usado por mais de 50 anos, sendo aproveitado para uso dos Correios.

Inaugurado: 1922.

Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro.

8) Centro Cultural Light

Você pode ver o Planeta Energia, onde tem experimentos e exposições do fenômeno elétrico, Teatro Lamartine Babo, salas de exposição, jardim interno e Acervo Light de documentos e fotografias.

Inaugurado: 1994.

Local: Av. Marechal Floriano, 168. – Centro.

9) Centro Cultural Justiça Federal

Localizado aonde funcionava o Supremo Tribunal Federal, que ocupou o local de 1909 a 1960.

Lá você encontra exposições, peças teatrais, espetáculos de dança e de música, mostras de cinema, cursos, seminários, palestras, dentre outras.
Inaugurado: 2001
Local: Av. Rio Branco, 241 - Centro.

Em breve a segunda parte de nosso roteiro.
Espero que gostem.


Pedro Ganem

Título: Turismo no centro do Rio de Janeiro – Parte I

Autor: Pedro Ganem (todos os textos)

Visitas: 4

2 

Comentários - Turismo no centro do Rio de Janeiro – Parte I

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios