Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Stress – a doença dos tempos modernos

Stress – a doença dos tempos modernos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Visitas: 32
Stress – a doença dos tempos modernos

O stress é uma doença dos tempos modernos provocado pelas mudanças dos tempos, ritmo acelerado do dia a dia, preocupações, no entanto, não é propriamente a pressão da vida que é em si o problema mas sim o modo como reagimos a ela. Deste modo o stress não é um problema mas antes uma reação ou uma resposta aos acontecimentos. Estas podem ser as mais variadas possíveis, desde os sentimentos de fúria, de rancor, baixa autoestima, isolamento, falta de concentração, apatia etc.

Aos problemas psicológicos estão associados os males físicos, tais como, falta de ou apetite exagerado, indigestão, suores e outros que divergem de pessoa para pessoa, de acordo com a idade e natureza. Pode inclusive levar ao choro, dores de cabeça e outros desconfortos.

Na realidade, as inquietações diárias do quotidiano, têm normalmente um grande impacto na saúde do corpo e da mente.

São motivo do acumular do stress, os divórcios, mortes, desemprego e outros. Conclui-se que ele depende do temperamento das pessoas e da capacidade que temos de lidar com ele.

Se não usarmos determinadas estratégias para diminuí-lo, ficamos logicamente muito doentes e desanimados com a via e tudo em geral. Logo ele é o causador de grandes infortúnios e desequilíbrios. quando isto acontece, ele carece de ajuda médica, familiar e outras. A própria sociedade tem um papel crucial no stress, e tudo contribui para agravá-lo, desde o ruído, poluição, correria desenfreada, consumo exagerado, espaços fechados, falta de desporto...

Assim, torna-se de crucial importância sabermos geri-lo e adotar as terapias certas naturais ou químicas, praticar natação e desporto. Estas são práticas comuns de minorizá-lo.

Cabe a cada um de nós estar atento aos sinais de aviso para minorar um mal que já se instalou na nossa sociedade em geral.



Teresa Maria Batista Gil

Título: Stress – a doença dos tempos modernos

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 32

784 

Imagem por: stuartpilbrow

Comentários - Stress – a doença dos tempos modernos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: stuartpilbrow

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios