Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Umidade nos armários: o que fazer?

Umidade nos armários: o que fazer?

Categoria: Mobiliário
Visitas: 2
Comentários: 2
Umidade nos armários: o que fazer?

Abrir um armário e sentir o prazer de encontrar nele, um ambiente livre de umidade e mofo é muito bom, só que nem sempre é assim. Ás vezes, por questões que implicam o solo, a ventilação do cômodo e até mesmo a parede onde o armário foi instalado, favorecem umidade nos armários. Esse problema tem como ser amenizado com algumas simples medidas que servem como auxiliar e manutenção que evitam ou resolvem o problema da umidade.

Sem dúvida, ter um armário apresentando umidade é terrível, as roupas absorvem o cheiro que fica dentro do ambiente do armário e causa a impressão de que as roupas não estão limpas.

Imagine, marcar um encontro e ter que usar uma roupa com cheiro de mofo, aquele cheiro típico que lembra lugar úmido. Já passou por isso? Tomara que não, é o tipo de coisa que certamente não causa a melhor das impressões, o convidado ou a convidada, irá primeiramente se lembrar do cheiro da roupa ao recordar o encontro, mas é um outro assunto que tem jeito de gravar uma melhor impressão.

Caso não seja possível mover o armário para outro lugar, sugiro algumas dicas como as seguintes:

- Tire todas as roupas do armário, deixe as portas abertas e as gavetas também para arejar, é recomendável deixar uma vez por semana as portas e as gavetas abertas por pelo menos uns dez minutos para renovação do ar no interior do armário.

- Coleque giz nos cantos (dentro) do armário, o uso do giz diminui a umidade, se for um tipo de umidade muito crônica, além de colocar, passe giz pelos cantos também (no interior).

- Outra dica é usar cal virgem, o cal não deve ser jogado nem borrifado no armário, ponha uma quantidade de cal dentro de um vidro, tampe com tecido, use elástico para fixar bem o pano no vidro.

-O melhor é optar por vidro com boa base para não ficar tombando, tanto o giz como o cal, retem a umidade, lembrando que devem ser trocados após dois meses e assim sucetivamente.

- Outro importante cuidado; ao usar uma roupa, se não for lava-la, pendure-a um poco em lugar arejado antes de guarda-la no armário, a gordura do corpo favorece o mofo quando há umidade.

- Algumas pessoas usam carvão, folhas de louro e cânfora como auxiliares no combate a umidade mas isso depende da tolerância de cada um com esses aromas.


Sílvia Baptista

Título: Umidade nos armários: o que fazer?

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 2

796 

Imagem por: taberandrew

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    20-04-2014 às 15:43:15

    Isso é um problema bem comum mesmo. A Rua Direita se alegra com essas sugestões tão úteis.

    ¬ Responder
  • Flávio Leal Silvaedna siqueira

    22-07-2010 às 20:16:59

    onde consigo comprar giz para colocar em armários para reter a umidade

    ¬ Responder

Comentários - Umidade nos armários: o que fazer?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: taberandrew

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios