Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Não seja cara de pau!

Não seja cara de pau!

Categoria: Mobiliário
Visitas: 6
Não seja cara de pau!

O mobiliário, composto por peças tão diversas como mesas, cadeiras, camas, móveis, roupeiros, estantes, cómodas, balcões, secretárias, bancos, arcas, baús, armários de sala, casa de banho, escritório ou quarto, sofás, puffs, e tantos pequenos e grandes auxiliares de arrumação que temos ao dispor, constitui, além de uma necessidade, um factor de conforto e de moda, de que já não se pode prescindir. O que seria de um edifício sem mobília? Pareceria nu, despido de alma, de personalidade, de vínculo.

Os móveis acabam por ser o primeiro cartão de visita quando se abre a porta a alguém. É a primeira coisa que salta à vista, antes mesmo de transpor a entrada. Através de características como a cor, as linhas, o seu traço contemporâneo ou clássico, o facto de se tratar, por exemplo, de um rústico maciço, transmitem, não só uma preferência, como também predicados do carácter do seu comprador, uma vez que da identificação da pessoa com tais propriedades se podem tirar ilações várias. Há, inclusive, visitantes que comungam de tal maneira dos gostos dos visitados que não saem lá de casa, aparentando querer fazer parte da mobília… As sogras, regra geral, integram esta lista, e o pior é que estão constantemente a pretender mudar tudo, impondo a sua jurássica noção de estética ou a total ausência desta!

Estudos recentes trouxeram novidades acerca da importância da comodidade e bem-estar dos mais novos. Até aqui, talvez por se cunhar de temporário o mobiliário para as crianças e adolescentes, estes atributos não eram tidos em conta nem suficientemente enaltecidos.
Agora, porém, verifica-se a preocupação de desenvolver motivos simples e aconchegantes que proporcionem a alegria dos filhos e o sossego dos pais. Criou-se o conceito de posicionamento teenager e o sucesso não se fez esperar.

No sector do mobiliário, como noutros, a conjugação qualidade dos produtos e preços apelativos pode marcar a diferença e ser chave de êxito sólido e prolongado. Outro dos segredos diz respeito às formas elegantes aliadas ao funcionalismo. Na correria diária de pouco serve ter um móvel muito bonito, mas que ocupa espaço a mais para os benefícios que oferece.

Estabelecer uma aliança ímpar entre a tradicional qualidade e a criação de novas ideias, a inovação das técnicas e a valorização do design, incorpora uma estratégia simultaneamente cautelosa e audaz, mas segura, no combate aos tempos de crise que se vivem. Até o Pinóquio se viu na iminência de sobreviver tornando-se um menino de verdade! Ainda bem, porque «como a tradição já não é o que era», hoje, se calhar, ele não era feito de madeira, mas de granito ou assim, acompanhando as tendências actuais… Tratar-se-ia de uma desvirtuação própria de uma enorme cara de pau!

Maria Bijóias

Título: Não seja cara de pau!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 6

619 

Comentários - Não seja cara de pau!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios