Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Cadeiras de Baloiço

Cadeiras de Baloiço

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Mobiliário
Visitas: 34
Cadeiras de Baloiço

As cadeiras de baloiço fazem-nos lembrar as avozinhas que ainda hoje conseguimos vislumbrar nos filmes que passam no pequeno e no grande ecrã. Algumas imagens mostram-nos a ternura dos carrapitos brancos, mas outras, as que fazem barulho e guincham e rangem baixinho, fazem-nos lembrar os filmes de suspance ou terror.

As cadeiras de baloiço fazem-nos ainda lembrar os embalos das recentes mães quando dão de mamar ao seus pequenos rebentos, e este quadro de amor e ternura, fazem-nos muitas vezes rebuscar sensações de tranquilidade que existe dentro de todos nós.

Mas se as lembranças que trazemos das cadeiras de baloiço nos levam a tempos remotos, a verdade é que cada vez mais estas cadeiras se vêm nas casas desse Portugal.

Mas a realidade é que até as cadeiras de baloiço, ao mesmo passo de tudo o que nos acompanha, estão diferentes. A diferença pode ser muita ou pouca.

Vemos então as cadeiras de baloiço antigas, em madeira com costas e assentos em palhinha, recuperadas, restauradas, enfim resgatadas dos sótãos escuros e poeirentos.

No entanto, a modernidade oferece-nos um novo design de cadeiras de baloiço, o que torna a sua funcionalidade mais vasta do que as cadeiras de antigamente. Sabia que existem poltronas de baloiço? Pois essa é a realidade e mostra bem o avanço das ditas.

Existem cadeiras estofadas com padrões modernos, as suspensas no teto, as de acrílico, de ferro grosso e fininho, plástico e até mesmo numa madeira moderna com um design único.

As cadeiras de baloiço, acompanhadas por um banquinho de pés trás não só a harmonia a uma sala ou quarto, mas um fantástico equilíbrio, tal como um conforto único. Verdade seja dita que mesmo quem não se fascina pelas cadeiras de baloiço para a sua própria decoração, fascina-se sim com uma cadeira de baloiço. Caminham então para as cadeiras e é-lhes impossível não resistir ao conforto de um baloiço sentado e recostado.

À venda em vários locais, conseguimos encontrar as cadeiras de baloiço em lojas de antiguidades, no caso das antigas, mas nos mais variadíssimos sítios no caso das modernas e capacitadas de designs exclusivos. Por internet ou em superfícies comerciais específicas em mobiliário vai encontrar uma enorme variedade de cadeiras de baloiço. Vai ver que se é um apaixonado, vai ter facilidade em encontrar uma cadeira fantástica.

Já agora e a titulo de curiosidade, a patente da primeira cadeira de baloiço que se transforma em cama é de um nosso transmontano. Baloiça e deita, mas isto foi só uma curiosidade.


Carla Horta

Título: Cadeiras de Baloiço

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 34

809 

Imagem por: Frugan

Comentários - Cadeiras de Baloiço

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Imagem por: Frugan

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios