Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Sinta os seus móveis!

Sinta os seus móveis!

Categoria: Mobiliário
Visitas: 2
Sinta os seus móveis!

Qualquer peça de mobiliário não consta somente de uma coisa negociada a “preço de ouro” ou ao desbarato para se ir atafulhando a casa. Por muita falta que faça a mobília, e dado o seu carácter duradouro, a rentabilização económica não é tudo. O investimento passa, de igual modo, por uma associação de sentimentos, que, para obter sucesso, tem de desembocar numa relação de certa cumplicidade com os móveis. Afinal, eles vão estar connosco por largo tempo… e receber as nossas lágrimas, ter o pó mais limpo quando o contentamento assim o determina, comportar objectos de grande valor real e/ou afectivo, levar um pontapé de vez em quando… Tudo isto integra o tal vínculo de proximidade que se pretende.

De facto, quando se compra um qualquer artefacto de mobiliário tem de se gostar e ver em cada peça algo que nos transmita tranquilidade e regalo. O toque, a cor, o design, …, têm de se interligar e fazer surgir uma novidade.

Identificar claramente as necessidades dos clientes, de forma a ganhar vantagem competitiva relativamente aos concorrentes directos, é a via mais inteligente de sobrevivência no mercado do móvel. A especialização nos segmentos em que já se opera é garantia de satisfação e esta anuncia uma possibilidade de fidelização. Tendemos a ir ao encontro de quem parece conhecer-nos e antever os nossos desejos e precisões, em detrimento de superfícies onde temos de explicar rigorosamente tudo, correndo, inclusive, o risco da exposição ao ridículo. Assim, o objectivo é alcançar respostas rápidas e adequadas às expectativas de cada cliente: soluções mais económicas para os segmentos mais baixos; opções refinadas e apuradas para os segmentos médio e médio-alto.

Na vertente da hotelaria, o mobiliário reveste-se, também, de primordial importância. Linhas modernas e simples, de fácil manutenção e alteração são as preferidas. Acabamentos e cores diferentes visam harmonizar os diversos ambientes, sendo simultaneamente úteis e com um design arrojado.

Quer se trate de grandes estabelecimentos especializados, quer se vá a lojas de pequena dimensão, o importante é que o potencial comprador se sinta como em casa ou, pelo menos, saia de lá inflamado por uma ânsia incontida de que o seu cantinho seja o mais parecido possível com a atmosfera que encontrou. A criação, ou recriação, de uma ambiência desencadeia motivações interiores profundas e despoleta artifícios de criatividade que ajudam a manter vivo o gosto pela mudança, pela procura de si mesmo (a), pela vida…!



Maria Bijóias

Título: Sinta os seus móveis!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 2

634 

Comentários - Sinta os seus móveis!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios