Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Chaise long

Chaise long

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Mobiliário
Visitas: 4
Chaise long

Não há nada como uma chaise long para fazer você sentir-se como uma estrela de cinema, não é verdade?

Descalce os sapatos e relaxe…

A chaise long teve a sua origem em França, no século 18, altura em que já era estofada para dar uma maior sensação de conforto. Muitos dos modelos são ainda hoje inspirados nos modelos ancestrais do estilo rococó.

No entanto, para os mais modernistas existem os modelos revistos do início do século 20, de entre os quais os mais famosos são sem dúvida os modelos “Le Corbusier “, sem braços. A partir deste modelo, foram depois criados inúmeros outros modelos, “seus descendentes”, e hoje em dia a variedade é quase infinita, existindo modelos para todos os gostos e feitios.

Pode por exemplo escolher entre uma base cromada ou em madeira, ou optar por um acolchoado menos espesso de forma a dar uma aparência mais elegante, entre outros aspetos.

Na altura de escolher a sua chaise long deve verificar qual o modelo e a cor que melhor combinam com o ambiente e a decoração do seu lar. Certamente você não irá querer que pareça que a chaise long “caiu ali de páraquedas”.

Além disso, certifique-se também da qualidade dos estofos da chaise long que está a pensar comprar. Lembre-se que estará a comprar um artigo do qual quererá tirar o máximo proveito por muitos anos, e nesse contexto este aspeto não deve ser menosprezado. Se comprar uma chaise long com estofos de fraca qualidade, em pouco tempo a sua chaise long ficará com mau aspeto em resultado do uso, podendo mesmo até rasgar em menos tempo do que o que seria de esperar.

Por outro lado, se você é uma pessoa que privilegia o conforto acima de tudo, então é aconselhável a escolha de um modelo discretamente elegante, com um pequeno recosto lateral e com almofadas extra.

Agora você só vai pensar em chegar a casa, tirar os sapatos e recostar-se na sua nova chaise long. Aproveite o que a vida tem de bom – você merece!



Carlos Vieira

Título: Chaise long

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 4

807 

Imagem por: jm3

Comentários - Chaise long

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: jm3

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios