Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > TV HIFI > Subwoofer: a saida do som

Subwoofer: a saida do som

Categoria: TV HIFI
Visitas: 4
Subwoofer: a saida do som

Um subwoofer é uma saída de som caracterizada pela sua tonalidade grave, abaixo dos 100 Hz.

Os subwoofers têm como característica o tamanho superior ao dos outros altifalantes pelo facto de, neste tom, precisarem de uma grande movimentação de ar.

Os subwoofers podem dividir-se em duas categorias, passivos e activos. Os passivos têm a alimentação feita através de um amplificador externo, enquanto que os activos têm um amplificador interno na caixa e permitem a correspondente regulação do volume de amplificação.

Os primeiros subwoofers surgiram nos anos 1960, para complementar os sistemas de estéreo residenciais.

Nos anos 1970, também devido ao cinema, a popularidade destes aparelhos aumentou devido a filmes de caos mundial que provocavam uma maior emoção no espectador através dos sons graves.

Nos anos 1990, com a massificação dos home-theatres, o subwoofer tornou-se uma peça indispensável destes sistemas, sendo parte essencial nos clássicos sistemas de cinco colunas.

Qualquer sistema de som tem uma coordenação entre todas as frequências de som, de modo a aumentar a harmonia que se pretende.

Se formos a uma discoteca, a um bar ou se olharmos para os nossos sistemas de som em casa, os woofers, e o subwoofer em particular, são uma parte indispensável que ajudam à criação da harmonia pretendida.


Rua Direita

Título: Subwoofer: a saida do som

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 4

771 

Imagem por: Yamaha WaterCraft

Comentários - Subwoofer: a saida do som

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Yamaha WaterCraft

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios