Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Materiais Construção > MDF ou MDP

MDF ou MDP

Visitas: 24
Comentários: 6
MDF ou MDP

Quantas vezes você já se perguntou qual a diferença afinal entre MDF e MDP ao ouvir falar principalmente na matéria prima de móveis? E pior ainda quando o vendedor de uma loja lhe da uma explicação totalmente contraria a que você recebeu em outra loja.

Saiba que tanto o MDF quanto o MDP são ótimos materiais, mas cada qual tem suas peculiaridades e utilizações.

A produção do MDF é feita a partir da transformação das toras de madeira em fibras que, misturadas às resinas e prensada em prensa contínua, se transformam em chapas que saem da linha de produção já com revestimento ou não. O uso mais recomendado é em trabalhos em baixo relevo, por isso é mais usado nas portas dos móveis.

Já o MDP tem sua produção a partir da transformação de toras de madeira em partículas, que são aglutinadas e entrelaçadas com resinas especiais de última geração, isto garante maior estabilidade dimensional do painel além de grande resistência à flexão, ainda possui a vantagem de ter um aproveitamento maior da matéria-prima do que o MDF, e é justamente por isso que seu custo se torna menor.

Ao contrario do MDP, o MDP deve ser trabalhado em partes retas, sem entalhes ou cantos arredondados e sem trabalhos em baixo. Por estes motivos sua principal aplicação são em portas retas, laterais de móveis, prateleiras, divisórias, tampos retos, tampos pós-formados, base superior e inferior, além de frentes e laterais de gaveta.

Encontramos o MDP com revestimento melamínico em Baixa Pressão (BP), Finish Foil (FF), ou sem revestimento para aplicação de lâminas de madeira, laminados de alta-pressão, pintura ou impressão.

A grande diferença entre MDF e MDP, é que no MDP utilizam-se partículas de madeira em camadas, as mais finas ficam na superfície e as mais grossas no miolo. Enquanto que no MDF, aglutinam-se fibras de madeira. Apesar desta diferença, ambos são considerados como painéis de madeira de média densidade.

O MDP é o painel de madeira industrializada mais consumido no mundo para a fabricação de móveis residenciais e comerciais, ele pode ser usado em conjunto com outros painéis, inclusive com o próprio MDF. Por ter um custo mais baixo, a utilização do MDP torna os móveis mais baratos e competitivos sem deixar a qualidade de lado.

O MDP é mais leva e mais fácil de manusear do que o MDF, possui melhor resistência ao arrancamento de parafusos, ao empenamento e tem menor absorção de umidade; e tem um acabamento superior nos processos de impressão, pintura e revestimentos.

A aparência do MDP lembra o antigo aglomerado e mesmo sendo muito superior do que ele em qualidade e durabilidade, para quem não conhece acaba parecendo que o MDP não valha o investimento.

Tanto o MDF como o MDP é vulnerável a ambientes úmidos.


Fabiane Martello

Título: MDF ou MDP

Autor: Fabiane Martello (todos os textos)

Visitas: 24

799 

Imagem por: ydhsu

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 6 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoNelson

    25-05-2014 às 01:28:01

    Quero fazer cozinha qual o que devo comprar?

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    28-05-2014 às 04:18:41

    O MDP é o mais recomendável,pois é mais resistente e suporta a mobilidade com facilidade, além também de ter maior durabilidade quando exposto a umidade do ambiente.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoavata

    14-08-2014 às 19:17:36

    MDP É A POHA DO AGLOMERADO COM NOME MAIS BONITO... TENHO EM CASA

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    12-05-2014 às 12:39:40

    Tanto o MDF como o MDP são diferentes em alguns aspectos, mas geram um conforto muito grande, além de sua beleza e durabilidade.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • vanessa silva de melo

    27-03-2014 às 21:05:24

    estou querendo comprar uma estante que seu material é em MDP,mas estou com dúvidas quanto sua procedência,se é boa ou não,gostaria que me dessse uma opinião.

    ¬ Responder
  • Gil CleberGil Cleber

    26-12-2010 às 03:08:43

    Peço que me dêem a seguinte orientação acerca do MDF: sou pintor, e estou cogitando o uso de MDF para preparação de painéis para pintura de quadros a óleo. Vocês acham que o material é adequado? Tem resistência e durabilidade? (a preparação, nesse caso, requer total impermeabilização da placa de MDF, já que parece que o material é susceptível de danificar-se com a umidade)

    ¬ Responder

Comentários - MDF ou MDP

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os 10 melhores queijos holandeses

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Alimentação
Os 10 melhores queijos holandeses\"Rua
Os holandeses são conhecidos como “cabeças de queijo”. A partir daí, podemos notar e concluir que não são apenas amantes de queijo, mas também grandes produtores.
O queijo está presente na Holanda há milhares de anos, desde os tempos de Júlio César, que ficou encantado com os queijos que encontrou no local. Desde então, os queijos holandeses dividem espaço com as flores como símbolo da cultura da Holanda, gerando a maior parte do combustível econômico do país.

Os holandeses fabricam 650 milhões de quilos de queijo por ano, exportando dois terços desse volume para outros países. São os maiores exportadores de queijo do mundo.
Além disso, cada cidadão da Holanda come por ano, em média, 15 quilos de queijo.

Conheça os 10 melhores tipos de queijos holandeses:

1- Queijo Gouda
O queijo recebe o nome da cidade onde é produzido e é responsável por dois terços de toda a produção de queijos da Holanda. É o mais famoso e copiado no mundo.
Trata-se de um queijo macio e cremoso, em formato circular, com os famosos furinhos no meio. Pode-se encontrar variações no tempero, como especiarias e ervas finas. Possui um nível elevado de gordura de 48%, mas que garante o sabor único, úmido e macio do queijo. É considerado um dos melhores queijos do mundo.

2- Queijo Edam
É facilmente reconhecido por possuir no seu interior a coloração amarelo claro e camadas vermelhas ou alaranjadas nas partes mais externas. Possui um sabor picante e é mais seco se comparado com o tipo Gouda. Por esses motivos, possui menos gordura, 40%.

3- Queijo Leiden
Possui menor teor de gordura em comparação com os anteriores por se tratar de leite coado na fabricação do queijo. É mais firme e robusto, com consistência mais rígida. Pode conter especiarias em seu interior. Possui maturação mais prolongada e é prensado, o que o torna mais firme. Além de conter pimenta cominho na preparação da sua massa, dando um sabor mais do que especial ao queijo.

4- Queijo Maasdammer
Queijo com sabor de nozes fabricado na cidade de Maasdam. Também possui os famosos buracos no seu interior e um sabor peculiar e distinto. Possui estrutura firme, consistente, devido a sua cura precoce, de aproximadamente quatro semanas.

5- Queijo Cablanca
Esse queijo de cabra é classificado de duas maneiras: um tipo é fresco e mole, mais suave e cremoso; o outro é semiduro e curado, semelhante ao aspecto dos queijos gouda.
Os primeiros possuem sabor agradável e leve, por serem mais frescos. Enquanto os segundos possuem sabor mais forte e cítrico.

6- Queijo Boerenkaas

Queijo feito essencialmente de forma artesanal, o que o torna um queijo único e exclusivo, além de mais caro que os demais. Pelo menos metade do leite utilizado na fabricação desse queijo deve ser originário de vacas que são criadas na própria fazenda produtora. Além disso, o restante do leite utilizado não pode ser proveniente de mais do que duas fazendas diferentes e próximas ao local original de produção do queijo.

7- Queijo Defumado
Esse tipo de queijo é um pouco diferente dos demais. É fabricado e praticamente finalizado, após isso, é derretido e novamente prensado em formato de embutidos. É geralmente vendido por fatia, em formato de linguiça.

8- Queijo de cravo da Frísia
É um queijo preparado de leite desnatado na região da Frísia.
Além do cominho, leva na fabricação da sua massa pitadas de cravo. Isso garante a esse queijo um sabor forte, seco e rústico. Sua consistência é firme.



9- Queijo Parrano
É um queijo de vaca que possui um sabor que combina com doces aromas.
É um queijo feito nos moldes dos queijos italianos, parecido com a textura do parmesão. Por isso mesmo, é bastante usado na gastronomia italiana.

10 – Queijo Graskaas

Esse queijo é especial pois é feito a partir do primeiro leite produzido pelas vacas após retornarem da pastagem, depois de passarem o inverno trancadas nos celeiros.

Pesquisar mais textos:

Filipe Mixa

Título:Os 10 melhores queijos holandeses

Autor:Filipe Mixa(todos os textos)

Imagem por: ydhsu

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios