Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Tudo para ter um jardim vertical

Tudo para ter um jardim vertical

Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 51
Tudo para ter um jardim vertical

Você quer entrar na onda dos jardins verticais, mas ainda não tem muito conhecimento sobre o assunto. Isso é bastante normal, porque existem diversos tipos de jardins verticais, estruturas diferentes, vasos diversos, etc. Todos esses detalhes deixam a escolha mais difícil, mas neste artigo você vai saber tudo sobre jardim vertical e deixar de ficar em dúvida sobre o que fazer e como fazer.

O que é um jardim vertical
O jardim vertical é uma das modas da atualidade. Mas é claro que ele justifica a atenção que vem chamando para si. Esta técnica é uma maneira simples, fácil e, muitas vezes, barata de conseguir ter um jardim num espaço pequeno – até mesmo dentro de um apartamento.

O objetivo do jardim vertical é oferecer, através do paisagismo, uma forma elegante de mesclar a natureza com a sua residência. Depois de montado, ele traz uma beleza única, reunindo vários tipos de flores, plantas e cores diferentes. Tudo depende de como você planeja o seu jardim vertical.

Tipos de jardim vertical
Existem vários tipos de jardins verticais, desde as chamadas paredes verdes, enormes e que servem para cobrir um muro, cerca ou uma estrutura que você tenha em sua residência, até as estruturas menores, ideais para apartamentos, que comportam flores e plantas menores, além de alguns temperinhos que podem ser usados na alimentação.

A estrutura pode ser feita de diversos materiais diferentes, como o ferro, blocos de cerâmica, madeira de demolição, pallets, etc. Algumas pessoas também usam uma estrutura de madeira e utilizam calhas como vasos para as plantas, reaproveitando materiais. Outros tipos de vasos são os cerâmicos, de plástico, de fibra de coco e muitos outros. Você também pode fazer vasos com garrafas pet e outros tipos de materiais reaproveitados.

Você pode colocar os jardins verticais apoiados na parede ou pendurá-los com pregos e buchas grandes. Os melhores lugares para apoiar a estrutura é próximo a uma janela, para que as plantas recebam iluminação e um pouco de vento, fatores importantes para o crescimento das flores.

jardim vertical2

Plantas para jardim vertical
Os jardins verticais aceitam vários tipos de flores. Primeiro é necessário pensar onde estará localizada a estrutura, se num ambiente interno ou externo. Dependendo da iluminação e da ação dos ventos, determinados tipos de plantas e flores adaptam-se melhor. Você pode conferir esses detalhes com o seu florista, mas alguns tipos de flores que podem ser plantadas nos jardins verticais são as bromélias, orquídeas, azaleias, entre outras.

O essencial é que as plantas a serem colocadas nos jardins verticais tenham raízes menores. As que têm raízes grandes não se adaptam muito bem aos jardins verticais, além de ficarem muito pesadas, o que pode danificar a estrutura do jardim vertical.

Algo muito legal que você pode fazer é colocar alguns temperos no seu jardim vertical, transformando-o numa pequena horta. Com ele, você consegue pegar vários temperos para colocar na sua alimentação. Além de ser mais saudável, é bastante prazeroso estar sempre em contato com a natureza.

Agora que você já sabe tudo sobre jardim vertical, pode colocar em prática e montar o seu. Você não vai se arrepender!


Miguel Pereira

Título: Tudo para ter um jardim vertical

Autor: Miguel Pereira (todos os textos)

Visitas: 51

196 

Comentários - Tudo para ter um jardim vertical

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios