Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Aprenda a jardinar!

Aprenda a jardinar!

Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 26
Comentários: 2
Aprenda a jardinar!

Há quem goste bastante de fazer aquilo que vulgarmente se chama de jardinar, ainda que possa não haver plantas nem vasos incluídos nesses pequenos afazeres domésticos, que tanto absorvem e relaxam quem os executa. Normalmente, a parte do bricolage é a favorita dos homens, enquanto a jardinagem encontra maior equilíbrio nas preferências dos dois sexos. O certo é que, tanto o jardim como as pequenas oficinas caseiras constituem espaços privilegiados de refúgio de uma rotina nem sempre fácil. Por outro lado, a realização desses trabalhos ocupa a mente, treina a atenção e pode, inclusive, ser de ajuda no orçamento familiar, quer porque se poupe na mão-de-obra que não se contrata, quer pela hipotética comercialização de peças que se produzam ou de serviços que se aprendam a prestar a outrem.

A jardinagem representa uma das mais agradáveis e reconfortantes actividades de ocupação dos tempos livres. Partindo de apenas alguns conhecimentos básicos, entusiasmo e dedicação q.b., podem operar-se verdadeiros milagres de transformação de um vulgar pedaço de terreno num autêntico “cantinho das flores”! Todavia, e como «não há bela sem senão», embora se usem luvas e se procure ter precaução, se não se observarem determinados cuidados com as unhas, toda a gente perceberá, pela terra patenteada debaixo destas, o que andámos a fazer. Uma das maneiras de evitar que isso aconteça é arranhar um bocado de sabão (atenção que se o gato vê começará a achar que tem desculpa para reproduzir o acto em tudo o que lhe apetecer…). O sabão servirá assim de entrave à entrada da terra e pode ser facilmente removido com uma escovinha.

Os tempos e formas de cultivo das várias espécies são tão distintos quanto a sua diversidade. Há umas que se dão melhor dentro de casa, outras na varanda ou no exterior.
Cada uma goza de particularidades características. Por exemplo, as plantas altas e as trepadeiras crescem melhor se, com o auxílio de pauzinhos de madeira ou canas de bambu e fita adesiva verde, se estabilizar o caule.

Por outro lado, nem todas as épocas do ano são propícias a todos os cultivos ou tarefas. O Outono é, por excelência, um período para fazer uma boa limpeza no jardim, eliminar insectos e ervas daninhas que possam ter invadido os canteiros durante o Inverno, e, adicionalmente, preparar o solo para a adubação. Por uma questão de saúde e ambiente, devem seleccionar-se adubos orgânicos. Entre estes encontram-se húmus de minhoca e farinha de osso. Ninguém disse que a jardinagem era uma coisa limpa…!

Maria Bijóias

Título: Aprenda a jardinar!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 26

811 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    13-10-2014 às 04:35:17

    Para alguns, uma verdadeira terapia praticar jardinagem. Uma forma de sentir útil, feliz e realizado. Aprender a jardinar é muito bom!

    ¬ Responder
  • maria rodrigues de oliveira

    22-06-2014 às 15:23:09

    gostaria de saber cuidados com orquidias e como cutivalas,obrigada

    ¬ Responder

Comentários - Aprenda a jardinar!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios