Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Seguros > Sinta-se seguro... com o seu seguro!

Sinta-se seguro... com o seu seguro!

Categoria: Seguros
Comentários: 1
Sinta-se seguro... com o seu seguro!

Seguro por um fio… Podia começar assim a saga de algum suposto segurado no acto de reclamar os seus direitos. O montante, normalmente considerável, dispendido ao longo de certo tempo, regra geral longo, dá-lhe a confiança de estar preso por uma frágil linha à entidade que de antemão lhe havia prometido «mundos e fundos». Ainda assim, esta posição pode ser preferível ao completo abandono à sua própria sorte. Pelo menos, existe matéria passível de actuação legal e, quiçá, a tal buena-dicha o bafeje…

Mas, afinal, porque é que se faz um seguro? Durante as 24 horas do dia qualquer um de nós está sujeito a situações que podem originar transtornos a diversos níveis. Pode não parecer, mas protagonizamos, todos os dias, actividades que comportam graus de risco elevados.
Ao optar por fazer um seguro, transfere-se para a Seguradora a responsabilidade pelo pagamento de estragos ou indemnizações que, de outro modo, não poderíamos assumir sem, pelo menos, comprometer a tranquilidade da vida quotidiana. Para além de minimizar hipotéticos danos, os seguros antecipam eventualidades que, a concretizarem-se, viriam juntar o inútil ao desagradável!

Existem vários tipos de seguros, destinados a cobrir diferentes motes de presumível desgraça: seguros de bens ou patrimoniais, de responsabilidade, de pessoas, de vida, os chamados seguros contra todos os riscos. É claro que esta designação não pode ser interpretada à letra; intitula-se assim geralmente para denominar a inclusão do seguro de danos próprios. As más-línguas até proclamam que abrange todos os riscos menos aquele que acaba de nos acontecer…

No que respeita aos automóveis, este tipo de seguro engloba a responsabilidade civil; choque, colisão ou capotamento; incêndio, explosão ou a queda de algum raio; furto ou roubo; quebra isolada de vidros; assistência em viagem; defesa e protecção jurídica; catástrofes naturais; tumultos e alterações da ordem pública; actos de terrorismo, vandalismo ou destruição; privação temporária do uso do veículo; veículo de substituição por acidente ou avaria e seguro de ocupantes. A priori parece que tudo o que é possível de ocorrer se encontra aqui descriminado. A questão é esmiuçar o que é que realmente cabe em cada um destes itens…

Para tal, é necessário estar de posse de todas as condições para, no momento crítico, não se ser apanhado de surpresa. Às vezes, pode compensar decidir-se por um seguro ligeiramente mais caro, mas cujas vantagens são nitidamente superiores. Aqui também vigoram as leis comerciais: à dúzia é mais barato!



Maria Bijóias

Título: Sinta-se seguro... com o seu seguro!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

615 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 17:31:08

    Toda a documentação deve ser guardada e consultada sempre que for preciso. Muito bom o texto sobre se sentir seguro com o seu seguro!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Sinta-se seguro... com o seu seguro!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios