Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Seguros > Seguros residenciais

Seguros residenciais

Categoria: Seguros
Comentários: 1
Seguros residenciais

Segurança sempre foi fator importante na sociedade e discutido em todas as nações, a sensação que a segurança produz é sinônimo de tranquilidade, principalmente no tocante aos nossos bens. Não é preciso estender o assunto a nível de nação, vamos por agora limitar o tema à nossa casa.

Numa era em que muito se fala em segurança, em que há um clima de certa vulnerábilidade, nunca antes se ouviu falar tanto em segurança. Em vários meios de cominicação, se aborda o assunto demosntrando que as empresas que oferecem esses serviços, são cada vez mais procuradas por questões de preocupação e cuidados, mas ainda bem que esses serviços de proteção oferecidos pelas empresas seguradoras estão conseguindo acompanhar essa demanda e estenderam os serviços e as garantias de seguros para a modalidade de seguros residenciais.

Essa modalidade de seguro já existia mas agora é muito mais ampla e a cobertura abrange e atende até mesmo, necessidades que antes eram consideradas simples.Um exemplo disso é que, nos primeiros seguros residenciais, o imóvel segurado, quase sempre em caso de incêndio, era recuperado, digo; reposto, porém quase que em geral, só o imóvel e não o que havia nele, para contartar com cobertura total, os valores eram...., digamos que elevados.

Atualmente as seguradoras prestam serviços que cobrem, incêndio, roubo, furto, alagamentos, raios,e algumas até oferecem vinte e quatro horas de serviços de reparo e manutenção elétrico, hidraúlico e chaveiro, consertos em geladeiras, máquina de lavar, freezer, recolocação de telhas eventualmente perdidas por ventos e tempestades, etc.

Ter um seguro residencial vem se tornando fator essencial, que mediante tantas mudanças climáticas e tantos outros serviços que incluem e que estão ligados a necessidade de proteção, fora a própria residência como um todo, que contratar um seguro residencial deveria ser incluido como custas da casa, como todos os demais serviços prestados e oferecidos pelas companhias de fornecimento de água, luz e gás.

O sonho da casa própria às vezes é tão esperado, e não raramente, se conquista com tanto suor e esforço que implica em zelar para que se tenha segurança em uma necessidade e, numa eventualidade que ninguém quer passar, que tenha-se recursos para a solução mas, nem sempre se dispõe dos valores financeiros necessários nesses momentos, por isso, ter um seguro é muito importante.

A contratação de um seguro residencial é muito simples, fazer uma cotação de mercado e estar aberto para analisar as opções de cobertura junto as seguradoras, é o primeiro passo.


Sílvia Baptista

Título: Seguros residenciais

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 0

613 

Imagem por: llamnudds

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 16:37:10

    É bem importante um seguro residencial, faz parte de se proteger caso aconteça algo perigoso.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Seguros residenciais

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Imagem por: llamnudds

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios