Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Seguros > Previdência Privada: uma aplicação inteligente

Previdência Privada: uma aplicação inteligente

Categoria: Seguros
Comentários: 1
Previdência Privada: uma aplicação inteligente

É muito importante pensarmos e planejarmos o nosso futuro, assim como o de nossos filhos e da nossa família. No mercado atual há uma vasta demanda de Planos de Previdência Privada que são uma forma de aplicação e investimento calculado, seguro e inteligente. Eles funcionam como um planejamento de captação de recursos para uma futura aquisição ou aposentadoria.

Essa possibilidade está sendo realizada em diversos bancos e seguradoras brasileiros, com amplas possibilidades. Esse plano de previdência privada é também conhecido como plano complementar, visto que objetiva complementar os rendimentos que a pessoa possa ter no futuro. Cada indivíduo escolhe quanto quer depositar a cada mês, podendo fazer depósitos maiores assim que tiver disponibilidade, os aportes e por quanto tempo quer continuar fazendo esse investimento, assim como a partir de que idade desejará começar a receber esse recurso. O valor que a pessoa receberá depende do valor aplicado mensalmente e do tempo de aplicação. Em caso de falecimento do responsável pela aplicação durante o plano de investimento, outras pessoas designadas por ele na aquisição do contrato serão contempladas pelo investimento e/ou por um pecúlio.

Os contratos variam de empresa para empresa, mas as formas de recebimento dessa aplicação podem ser: vitalícia, na qual a pessoa opta por continuar recebendo essa quantia até sua morte, temporário, em que a pessoa determina por quanto tempo irá receber ou por um pecúlio, isto é, receber o montante de uma só vez. Esse é o chamado plano de previdência privada aberta. Cada indivíduo escolhe o melhor plano pra si com o intuito de acumular e investir dinheiro.

Por exemplo, uma pessoa pode iniciar o plano hoje pagando uma quantia desejada com o objetivo de começar a receber a partir de seus sessenta anos. Se ela resolver diminuir o tempo ou ampliá-lo ou se quiser suspender a aplicação antes do prazo para receber o montante investido é livre pra isto. Não só pensando na aposentadoria, os brasileiros têm feito este tipo de investimento. Para aquisições de imóveis e carros, por exemplo. É uma forma segura e com rendimentos de guardar montantes em dinheiro, com a liberdade de receber no momento em que desejar. Observando que quanto mais se investe maior fica o pecúlio.

Há também planos de previdência privada júnior, nos quais os pais planejam o futuro dos filhos. Fazem os planos com o objetivo de garantir a formação acadêmica dos filhos, por exemplo, planejando com que comecem a receber a partir de sua maioridade. Todas as cláusulas, escolhas e opções são conversadas antes da aquisição desses planos e devem estar impressas nos contratos. É preciso atenção e cuidado com a leitura do contrato para que as condições fiquem bem claras para ambas as partes.

Esses planos também podem ser adquiridos via internet, porém a procura pela rede mundial de computadores ainda é baixa, visto que esses planos são a longo prazo e com muitos anos de investimentos. O investidor brasileiro ainda prefere estabelecer contato pessoalmente na contratação desse tipo de seguro.

Há três taxas para este serviço cobradas pelas instituições: a de carregamento, a de aquisição e a de saída. Os valores são variáveis. As instituições fazem simulações para o investidor prever o valor de recebimento. Se o investidor para por algum tempo de contribuir, o plano não é suspenso. O valor investido continua rendendo. E posteriormente, as aplicações, assim como os aportes, podem ser retomados. É um ótimo recurso para investir em um futuro mais confortável que cada vez mais tem chamado a atenção de jovens no país inteiro.


Rosana Fernandes

Título: Previdência Privada: uma aplicação inteligente

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

744 

Imagem por: Photos8.com

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 17:15:27

    Também penso da mesma forma! Um plano de previdência privada é muito bom e traz grandes vantagens para o futuro. Vale a pena esse tipo de investimento!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Previdência Privada: uma aplicação inteligente

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Photos8.com

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios