Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Instrumentos Musicais > Foi na Loja do Mestre André

Foi na Loja do Mestre André

Visitas: 48
Comentários: 1
Foi na Loja do Mestre André

Qual de nós já não cantou a música tão conhecida entre as crianças – “Foi na Loja do Mestre André”.” Para algum, esta cantiga remota à infância, para outros já mais experientes nas andanças da vida, a canção lembra os tempos em que se ensinavam brincadeiras aos filhos e aos netos.

As cantigas para crianças têm sempre um cariz de aprendizagem, isso é a verdade, e a Loja do Mestre André não é uma exceção! Mas o que ensina as crianças esta canção de autoria desconhecida, mas imortalizada por Carlos Alberto Moniz.

Não ensina que só o Mestre André vende instrumentos, nem o Dó Ré Mi. Ensina sim, os sons transmitidos pelos instrumentos.

Foi na Loja do Mestre André
Que eu comprei um pianinho
Plim, plim, plim, um pianinho
Ai olé, Ai olé, Foi na Loja do Mestre André...
Tum, tum, tum, um tamborzinho...
Tá, tá, tá uma corneta...
Tiro-liro-liro um pifarito...

As crianças são perfeitas esponjas de conhecimentos e cultura. Absorvem tudo o que vêm e ouvem, e da forma mais criativa, fazem a sua própria interpretação.

Existem ainda musicas e histórias que ensinam as crianças que o piano não faz só plim, plim, plim, ou que o pifaro é somente um nas dezenas de instrumentos de sopro que podemos encontrar.

Ajudar uma criança a identificar os instrumentos pelos sons é bastante importante, mas perde o interesse se a informação ficar por aí.

Existem no mercado livros que ensinam a origem dos instrumentos. Não basta o som dos mesmo, a história, o país onde foram criados é tão importante quanto o som que emitem. Muitas vezes a história até justifica a sonoridade.

Aprender que o violino de Stradivarius foi um aperfeiçoamento de outros instrumentos de cordas de um curioso Italiano que se chamava Antonius Stradivarius, ou que existia um instrumento antes do piano que era o cravo, mas que em Florença, em 1700, um homem chamado Bartolomeu decidiu aperfeiçoar e criar o que faz hoje o conhecido plim, plim, plim...

Se um livro não emite sons (na grande maioria das vezes), opte por um DVD. Existem vários no mercado, e em vez de optar pelos bonecos animados violentos e que ocupam os olhos curiosos das crianças, escolha sbre instrumentos.

Uma boa alternativa á levar os seus filhos a espaços destinados ao conhecimento da música. Aqui aprende-se de tudo. Desde o toque, ao som, às mil e uma histórias que existem para contar sobre quase todos os instrumentos musicais.

Permita que os seus filhos conheçam a música para além de pouca sonoridades. Quem sabe não tem nos seus filhos uns futuros músicos de renome.


Carla Horta

Título: Foi na Loja do Mestre André

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 48

793 

Imagem por: HippieDude

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • marina

    15-06-2013 às 14:35:28

    oi garela tudo bem

    ¬ Responder

Comentários - Foi na Loja do Mestre André

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Imagem por: HippieDude

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios