Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Instrumentos Musicais > Foi na Loja do Mestre André

Foi na Loja do Mestre André

Visitas: 48
Comentários: 1
Foi na Loja do Mestre André

Qual de nós já não cantou a música tão conhecida entre as crianças – “Foi na Loja do Mestre André”.” Para algum, esta cantiga remota à infância, para outros já mais experientes nas andanças da vida, a canção lembra os tempos em que se ensinavam brincadeiras aos filhos e aos netos.

As cantigas para crianças têm sempre um cariz de aprendizagem, isso é a verdade, e a Loja do Mestre André não é uma exceção! Mas o que ensina as crianças esta canção de autoria desconhecida, mas imortalizada por Carlos Alberto Moniz.

Não ensina que só o Mestre André vende instrumentos, nem o Dó Ré Mi. Ensina sim, os sons transmitidos pelos instrumentos.

Foi na Loja do Mestre André
Que eu comprei um pianinho
Plim, plim, plim, um pianinho
Ai olé, Ai olé, Foi na Loja do Mestre André...
Tum, tum, tum, um tamborzinho...
Tá, tá, tá uma corneta...
Tiro-liro-liro um pifarito...

As crianças são perfeitas esponjas de conhecimentos e cultura. Absorvem tudo o que vêm e ouvem, e da forma mais criativa, fazem a sua própria interpretação.

Existem ainda musicas e histórias que ensinam as crianças que o piano não faz só plim, plim, plim, ou que o pifaro é somente um nas dezenas de instrumentos de sopro que podemos encontrar.

Ajudar uma criança a identificar os instrumentos pelos sons é bastante importante, mas perde o interesse se a informação ficar por aí.

Existem no mercado livros que ensinam a origem dos instrumentos. Não basta o som dos mesmo, a história, o país onde foram criados é tão importante quanto o som que emitem. Muitas vezes a história até justifica a sonoridade.

Aprender que o violino de Stradivarius foi um aperfeiçoamento de outros instrumentos de cordas de um curioso Italiano que se chamava Antonius Stradivarius, ou que existia um instrumento antes do piano que era o cravo, mas que em Florença, em 1700, um homem chamado Bartolomeu decidiu aperfeiçoar e criar o que faz hoje o conhecido plim, plim, plim...

Se um livro não emite sons (na grande maioria das vezes), opte por um DVD. Existem vários no mercado, e em vez de optar pelos bonecos animados violentos e que ocupam os olhos curiosos das crianças, escolha sbre instrumentos.

Uma boa alternativa á levar os seus filhos a espaços destinados ao conhecimento da música. Aqui aprende-se de tudo. Desde o toque, ao som, às mil e uma histórias que existem para contar sobre quase todos os instrumentos musicais.

Permita que os seus filhos conheçam a música para além de pouca sonoridades. Quem sabe não tem nos seus filhos uns futuros músicos de renome.


Carla Horta

Título: Foi na Loja do Mestre André

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 48

793 

Imagem por: HippieDude

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • marina

    15-06-2013 às 14:35:28

    oi garela tudo bem

    ¬ Responder

Comentários - Foi na Loja do Mestre André

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Contador de moedas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Material Escritório
Contador de moedas\"Rua
O mundo dos negócios exige um grande dispêndio de energia e muitas horas de trabalho. No entanto hoje já é possível fazer recurso da alta tecnologia para poupar tempo e dinheiro. O recurso às funções do computador para o comércio facilita e atrai muitos clientes para empresas e comerciantes. No que diz respeito a contas é possível fazer uma contagem rápida e eficaz do dinheiro, sem passar horas a contar e com o risco de engano. É por isso que cada vez mais pessoas ligadas a negócios e serviços optam por adquirir um contador de moedas. Deste modo sabem que poupam tempo e não falham na sua contagem.

Dos inúmeros equipamentos que a alta tecnologia põe ao dispor, este é sem dúvida um equipamento que beneficia em muito o trabalho de muita gente. Por ser pequeno é muito cómodo e exige pouco espaço, ou melhor pode ser colocado em qualquer lugar.

Torna-se evidente que as novas tecnologias vieram para simplificar a vida e trazem muitas vantagens, rentabilizam e poupam tempo. No caso do contador de moedas, sem enganos, falhas e complicações. É o ideal para ter num escritório de uma empresa, em escolas, cafés, pastelarias, salões de jogos, bancos, cinema, serviços financeiros e de tesouraria e outros ligados a serviços públicos e privados.

Em resumo, se está ligado a qualquer trabalho de comércio ou serviços pode poupar muto tempo e problemas apenas colocando um equipamento destes no seu espaço de trabalho. As suas vantagens são inúmeras, em especial: permite realizar uma contagem rápida das moedas dividindo-as e fazendo a sua soma, conta o total das moedas, o valor total em cada tipo de moedas e a quantidade de todas as moedas.

Contem e separa no mínimo duzentas e vinte moedas por minuto, sem erro, conta e separa tudo no mesmo equipamento, permite alimentar o aparelho com quantidades entre as trezentas e quinhentas moedas de cada vez e continuar a adicionar mais moedas enquanto está a contar. Além disso o aparelho pode ser programado para separar um número de moedas predeterminado.

O seu design é bastante inovador e resistente. Os materiais de elevada qualidade, de fácil ligação e paragem automática.

Possui uma elevada funcionalidade, baixo consumo (70W), pouco peso, aproximadamente quatro kg, velocidade ultra rápida, pequena dimensão e estão todos certificados pela EU. Deste modo também possuem garantia, são fáceis de usar e de arrumar.

As suas funções práticas permitem que o contador de moedas possa estar em qualquer lugar.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Contador de moedas

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Imagem por: HippieDude

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios