Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > Pânico cabeludo: saiba o que é!

Pânico cabeludo: saiba o que é!

Categoria: Segurança
Visitas: 3
Pânico cabeludo: saiba o que é!

Quem não se lembra de ver filmes western antigos? A primeira imagem que vem à memória talvez seja a do típico cowboy, de ar austero e calejado pela vida dura, normalmente a segurar uma arma ou envolvido em alguma espécie de conflito com outros cowboys.

A paisagem circundante também não variava muito: uma cidade desolada, com casas de madeira, muita poeira a voar e, por vezes, bolas de mato seco a rolar, empurradas pelo vento da estepe árida e seca.

Ora, pois são estas mesmas bolas de mato seco (chamadas de «tumbleweeds», em inglês) que costumam assolar regiões áridas da América do Norte e Austrália. O leitor pode estranhar o facto de um arbusto seco poder causar algum tipo de problema, mas se imaginar centenas de «tumbleweeds» a rolarem na direção de casas, estradas e carros, então, já poderá compreender melhor a questão. A expressão «pânico cabeludo» deriva diretamente do inglês «hairy panic» e serve para caraterizar situações em que, por exemplo, casas e carros são literalmente engolidos por estes arbustos.

A solução, nestes casos, passa por limpar as áreas circundantes da habitação com moto-serras ou, em casos declarados de emergência, chamar as autoridades competentes, que terão de intervir com maquinaria pesada. Um dos maiores riscos associados a estes arbustos é que são altamente inflamáveis, uma vez que estão secos e o ambiente em redor é quente, seco e ventoso. Uma casa ou um carro poderiam desaparecer em pouco tempo se um incêndio ocorresse.
As origens deste arbusto não estão, como se poderia pensar, na América do Norte, mas sim na Ucrânia, quando agricultores imigrantes os trouxeram e plantaram (com objetivos agrícolas) em solo norte-americano.


A planta, por si só, não possui nenhum valor especial; contudo há pessoas que gostam de a ver rebolar pelos campos áridos. Em cidades do Arizona, Estados Unidos, há habitantes que constroem árvores de Natal a partir dos famosos «tumbleweeds». Ou seja, o seu valor parece ser unicamente decorativo.
E por que motivo a planta corre, levada pelo vento? Sendo um arbusto, quando seca, a raiz da planta desprende-se do solo e, auxiliada pelo vento, percorre longas distâncias pelo terreno seco até se depositar definitivamente em áreas húmidas, onde fica presa e, eventualmente, se desfaz.

Este processo é muito importante para a reprodução da planta, uma vez que as suas sementes vão caindo ao longo da trajetória e dando origem a novos arbustos.
Se ficou com saudades de ver um bom filme western, então preste atenção a estes arbustos cabeludos: é caso para dizer, já fazem parte da paisagem!


Isabel Rodrigues

Título: Pânico cabeludo: saiba o que é!

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 3

0 

Comentários - Pânico cabeludo: saiba o que é!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente

Ler próximo texto...

Tema: Beleza
Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente\"Rua
Com a chegada do verão, os cuidados com a pele precisam ser intensificados. É claro que, independente da estação, os cuidados com a saúde e beleza são fundamentais. Mas, no verão, alguns problemas de pele, principalmente da face, tornam-se mais frequentes e, com isso, surgem algumas preocupações. A boa notícia é que, a maior parte dessas preocupações podem ser amenizadas ou até mesmo solucionadas com dicas caseiras de cuidado com a pele.

Logo, certos cuidados como o uso regular de bloqueador solar é importantíssimo, não só para evitar manchas no rosto e no corpo, como também, para evitar doenças graves como o temido câncer de pele. Por isso, a boa hidratação, a limpeza correta da face e o uso de cremes faciais com proteção contra os raios ultravioletas UVA e UVB não podem ser menosprezados.

Outro detalhe relevante é a escolha da alimentação. Para ter uma pele saudável e bonita é preciso evitar o uso de certos alimentos. Sabe-se que os conservantes, corantes e similares, que estão sempre presentes nos alimentos industrializados provocam alergias e outros problemas. Essas substâncias podem fazer surgir ou intensificar doenças como o melasma, aquelas manchas escuras na face. E, essas manchas são sensíveis ao calor do sol e, dependendo da pele, o tratamento exige bastante tempo e recursos financeiros para cuidados e acompanhamento dermatológico.

Mas, você pode preparar em casa uma loção para limpar a pele, reduzir ou até mesmo remover essas manchas escuras. Você vai precisar de um pêssego maduro, um pouco de hidratante facial e uma bisnaga de Bepantol, que é um creme com vitamina A.

Dicas para preparar seu creme removedor de manchas na pele:

Primeiramente, faça o creme de pêssego: é só bater no Mix o pêssego com um pouquinho de água. Para facilitar, amasse o pêssego com uma colher antes de bater no Mix. Depois, peneire a massa de pêssego para o creme ficar mais homogêneo. Em seguida, misture a terça parte da bisnaga de Bepantol ao pêssego com uma colher, preferencialmente de madeira ou de plástico. Com um algodão e com movimentos suaves, aplique a loção no rosto e deixe agir por 40 minutos. Depois lave com água abundante. Evite o uso de esfoliante porque a pele ficará muito sensível. Essa loção pode ser usada até três vezes na semana. Não use sobras de creme.

Pesquisar mais textos:

Zilma Silva

Título:Dica caseira para remover manchas no rosto facilmente

Autor:Zilma Silva(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios