Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > Saiba Como Identificar Dinheiro Falso

Saiba Como Identificar Dinheiro Falso

Categoria: Segurança
Visitas: 39
Saiba Como Identificar Dinheiro Falso

A falsificação de cédulas do Real é um prática bastante comum entre bandidos profissionais ou pessoas de má fé que querem tirar vantagem de comerciantes ou pessoas comuns, principalmente as mais inexperientes, que facilmente caem no golpe.

Dados do BC indicam que só no ano passado foram apreendidas mais de 500 mil cédulas falsas no Brasil, gerando um prejuízo de quase 20 milhões de reais.

A tecnologia tem proporcionado cada vez mais precisão no reconhecimento de notas falsas, o que impede que um número maior de pessoas sejam lesadas. Mas apensar desta grande ajuda, cada cidadão pode fazer a sua parte e prestar bastante atenção sempre que receber dinheiro.
Existem algumas marcas que permitem a distinção entre notas falsas e verdadeiras. Com a distribuição das novas notas do Real, o número de marcas aumentou para impedir a falsificação e assim também, a facilidade para os usuários reconheçam as notas falsas. Veja algumas dicas e fique de olho para não trocar gato por lebre e ficar a ver navios:

1. Marca D'água


As novas notas possuem também marca d'água a novidade é que agora a figura que aparece será a que representa a nota junto com o valor da nota, assim, nas notas de 100 veremos a marca com a Garoupa e o número 100 e nas notas de 50 veremos a Onça Pintada e o número 50.

2. Quebra-Cabeça


Essa é uma das novidades, ele fica localizado no lado superior esquerdo da frente da nota e no lado superior direito do verso da nota, ao colocarmos a nota contra a luz veremos que as partes se "juntam" e formam o valor da nota.

3. Número Escondido


Na parte da frente da nota do lado direito logo abaixo do numeral contendo o valor temos um retângulo, se colocarmos a nota horizontalmente na altura dos olhos iremos enxergar ali uma marca com o número correspondente ao valor da nota.

4. Faixa Holográfica


A faixa holográfica não é novidade, mas agora ela estará em todas as notas, ao movimentar-mos a nota perceberemos que dentro da faixa irão aparecer impressões com o valor da nota e a palavra "reais".

5. Microimpressões


As microimpressões agora estão localizadas em várias partes da nota, como perto da figura da república e perto da figura do animal, e elas não são mais os "bc" e sim o valor da nota em questão.

6. Alto Relevo


Várias regiões da nota possuem alto relevo, podemos localizá-lo nas laterais e frente das notas, nos numerais da nota e nas expressões "república federativa do Brasil" e "Banco do Brasil".

7. Fio de Segurança


Agora ao colocarmos a nota contra a luz iremos perceber que há inscrições nele como "100 reais" nas notas de 100 e "50 reais" nas notas de 50.

8. Elementos Fluorescentes


A nova nota também possui elementos fluorescentes, ao colocarmos a nota sobre a luz ultravioleta iremos ver fios na cor lilás, a numeração passa do vermelho para o amarelo e o número da nota aparece na frente.

IMPORTANTE


Ao reconhecer alguma cédula falsificada, o cidadão tem o direito de rejeitá-la. Caso já tenha absorvido a nota, você pode dirigir-se a qualquer agência bancária para solicitar um teste no exemplar, ou simplesmente descartá-la e assumir o prejuízo. E se você sabe de onde esta nota falsificada veio, fique à vontade para contar à polícia.
Caso tenha recebido a cédula suspeita em um terminal de auto-atendimento bancário, seguem algumas dicas:

Retire um extrato que comprove o saque, preferencialmente no mesmo terminal, e encaminhar-se ao gerente da agência para pedir providências.
Se não obtiver solução satisfatória com o gerente do banco o cidadão deve procurar uma delegacia policial mais próxima (Civil ou Federal) para registrar uma possível ocorrência.


Miguel Pereira

Título: Saiba Como Identificar Dinheiro Falso

Autor: Miguel Pereira (todos os textos)

Visitas: 39

527 

Comentários - Saiba Como Identificar Dinheiro Falso

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento

Tema: Saúde
Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento\"Rua
A pneumonia é uma infecção bacteriana ou viral dos pulmões. Os sintomas podem incluir febre, calafrios, falta de ar, tosse que produz fleuma e dor no peito. Geralmente, a pneumonia pode ser tratada com sucesso em casa com antibióticos, mas alguns casos podem exigir hospitalização e podem resultar em morte. Vacinas estão disponíveis contra alguns dos agentes infecciosos mais comuns que causam pneumonia.

Causas de pneumonia
A pneumonia é uma infecção das bolsas de ar nos pulmões, sendo causada por bactérias, vírus ou, raramente, fungos. A maioria dos casos de pneumonia são causados por bactérias, mais comumente Streptococcus (doença pneumocócica), mas a pneumonia viral é mais comum em crianças.
 
Qualquer pessoa pode desenvolver pneumonia, mas alguns grupos estão em maior risco. Estes incluem:
- Bebês e crianças pequenas, particularmente aqueles nascidos prematuramente
- Pessoas que tiveram uma infecção viral recente, como um resfriado ou gripe
- Fumantes
- Pessoas com condições pulmonares crônicas, como asma, bronquite ou bronquiectasias
- Pessoas com sistema imunológico enfraquecido
- Pessoas que bebem álcool em excesso
- Pacientes hospitalizados
- Pessoas que tiveram problemas de deglutição ou tosse após um acidente vascular cerebral ou outra lesão cerebral
- Pessoas com 65 anos ou mais.
A pneumonia pode desenvolver-se quando uma pessoa respira as pequenas gotículas que contêm pneumonia, mas também pode ocorrer quando bactérias ou vírus que estão normalmente presentes na boca, nariz e garganta, entram nos pulmões.

sinais e sintomas de pneumonia
A pneumonia viral tende a desenvolver-se lentamente ao longo de vários dias, enquanto que, geralmente, a pneumonia bacteriana desenvolve-se rapidamente, muitas vezes ao longo de um dia.
A maioria das pessoas que desenvolvem pneumonia, inicialmente, têm uma infecção viral, como um resfriado ou gripe, que produz sintomas como dor de cabeça, dores musculares e febre. Se uma pneumonia se desenvolver, geralmente, os sintomas incluem:
- Febre alta
- Calafrios
- Falta de ar
Aumento da frequência respiratória
- Uma tosse que piora e que pode produzir escarro descolorido ou sangrento (fleuma)
- Dores no peito causadas pela inflamação da membrana que reveste os pulmões.

Em bebês e crianças, os sintomas podem ser menos específicos e podem não mostrar sinais claros de uma infecção no peito. Comumente eles terão uma febre alta, podendo parecer muito indispostos e tornarem-se letárgicos, mas eles também podem produzir uma respiração barulhenta e apresentar dificuldade para se alimentarem.
 
Também é possível que a pele, lábios e unhas se possam tornar-se azulados. Este é um sinal de que os pulmões são incapazes de fornecer oxigênio suficiente para o corpo. Se isso ocorrer, é vital procurar assistência médica imediatamente.

Diagnóstico para pneumonia
Se houver suspeita de pneumonia, é importante procurar atendimento médico com prontidão para que um diagnóstico preciso e um tratamento adequado possam ser implementados.

O médico poderá obter um histórico médico e realizar um exame físico. Durante o exame, o médico ouvirá o tórax com um estetoscópio. Respiração grosseira, sons crepitantes, sibilos e sons respiratórios reduzidos numa determinada parte dos pulmões podem indicar pneumonia.
Geralmente, para confirmar o diagnóstico, realiza-se uma radiografia de tórax. O raio-X mostrará a área do pulmão afetada pela pneumonia. Também podem ser efectuadas análises ao sangue e uma amostra do escarro pode ser enviada para um laboratório para realização de testes.

Tratamento de pneumonia
A maioria dos casos de pneumonia podem ser tratados em casa. Entretanto, bebês, crianças e pessoas com pneumonia grave podem precisar de ser internados num hospital para tratamento.
Geralmente, a pneumonia é tratada com antibióticos, mesmo que exista suspeita de pneumonia viral, já que também pode haver um grau de infecção bacteriana. O tipo de antibiótico utilizado e a forma como será administrado serão determinados pela gravidade e causa da pneumonia.
Se a pneumonia puder ser tratada em casa, geralmente, o tratamento inclui:
- Antibióticos, administrados por via oral sob a forma de comprimidos ou líquidos
- Medicamentos para alívio da dor
- Paracetamol para reduzir a febre
- Descansar

Se for necessário tratamento hospitalar, gerlamente, o tratamento inclui:
- Antibióticos administrados por via intravenosa
- Terapia de oxigênio, para garantir que o corpo receba o oxigênio de que precisa
- Fluidos intravenosos, para corrigir a desidratação ou se a pessoa estiver muito indisposta para comer ou beber
- Fisioterapia, para ajudar a limpar o escarro dos pulmões.

Pesquisar mais textos:

José Antunes

Título:Penumonia, as suas causas, sintomas e tratamento

Autor:José Antunes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios