Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > Como Agir em Caso de Sismo?

Como Agir em Caso de Sismo?

Categoria: Segurança
Visitas: 12
Comentários: 2
Como Agir em Caso de Sismo?

A força da natureza é única e muitas são as vezes em que verificamos isso mesmo através dos meios de comunicação social. Tornados e furacões, tempestades tropicais, chuvas torrenciais ou tsunamis trazem destruição e marcas profundas em populações inteiras.

Apesar de já todos termos percebido que a ajuda internacional funciona de forma rápida e que guerras e conflitos à parte, os apoios são enviados (não querendo dizer que na maioria sejam bem utilizados), a devastação permanece e marca a vida de quem lutou e construiu por uma vida melhor e vê depois de uma catástrofe, todo o esforço destruído. Vidas que se perdem e consequências desumanas que muitas vezes nem sequer imaginamos que possam existir no século em que estamos.

Muitas são as devastações naturais que tememos, mas se por um lado tsunamis ou tempestades tropicais podem afectar somente determinadas regiões, existe um “acidente” natural que pode afectar qualquer um em qualquer lugar do mundo – Um Sismo.

Um sismo é na realidade (e de forma muito resumida) de uma forte vibração da terra em resultado do movimento subterrânea das placas rochosas, deslocação de gases ou actividade vulcânica. Independentemente da origem, o resultado é sempre desastroso e muitas, muitas vezes mortal.

Queda de prédios, abertura de rachas no pavimento, acidentes variados são apenas algumas das inúmeras coisas que podem ocorrer depois de um sismo. O pânico instala-se e agrava-se depois de se sentirem réplicas (que podem ser às dezenas).

Apesar de muitas vezes nada se poder fazer para evitar acidentes de maior ou mesmo situações de grande gravidade e desespero, existem algumas atitudes que tomadas no momento certo, podem salvar tanto no momento do sismo, como na fase posterior.

No momento em que ocorre um sismo, se estiver em casa, proteja-se imediatamente. Coloque-se por baixo de uma ombreira segura, de uma cama estável ou de uma mesa. Afaste-se das janelas pois pode existir a quebra de vidros, tal como de móveis pesados e grandes, prateleiras, espelhos ou quadros que possam cair.

Não corra para as escadas e nunca de forma alguma ande no elevador.

Se estiver na rua, dirija-se para espaços amplos com serenidade. Não ande perto de postes eléctricos nem de prédios, pelo perigo de queda dos mesmos.

Relativamente ao que deve fazer posteriormente a um sismo, acima de tudo é manter a calma. Agarre numa mochila com água engarrafada e comida enlatada, um rádio a pilhas e uma lanterna também a pilhas. Não fume e desligue a luz, a água e principalmente o gás.

Não caminhe pelas ruas, pois os veículos de assistência têm de circular e opte por não ocupar linhas telefónicas sem necessidade.

Não podemos de forma alguma evitar, mas se conseguirmos atenuar os danos e ajudar, os efeitos podem ser menores.


Carla Horta

Título: Como Agir em Caso de Sismo?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 12

706 

Imagem por: whologwhy

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    28-05-2014 às 06:19:58

    Nunca vi um sismo, mas acredito que nem saberia como agir. O seu texto foi muito enriquecedor em como agir no caso de passar por um sismo!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Ângela AlpalhãoÂngela Alpalhão

    15-02-2011 às 09:47:32

    eu gostei muito deste comentário e devem continuar a publicar estes comentários por todo o mundo principalmente em PARIS E
    Londres

    ¬ Responder

Comentários - Como Agir em Caso de Sismo?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Imagem por: whologwhy

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios