Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > Como evitar assaltos à sua casa

Como evitar assaltos à sua casa

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Segurança
Comentários: 1
Como evitar assaltos à sua casa

Como é do conhecimento geral, a criminalidade aumentou e a tendência não é para baixar, e muito menos para acabar. Para nos deixar ainda mais preocupados, os crimes estão cada vez mais violentos.

Ouvem-se todos os dias relatos de crimes violentos e damos muitas vezes por nós a imaginar, onde isto vai parar.

Ora se o nosso castelo (casa) não é tão seguro como julgamos porque fomos assaltados, como saber se antes de casa arrombada, meter ou não trancas á porta?

Qualquer casa é um chamariz para ladrões mesmo que não ostente uma riqueza fora do normal.

Se mora num rés do chão, os cuidados têm de ser reforçados. Aqui os alvos são portas, janelas e até chaminés. As grades nas janelas podem ser pouco estéticos, mas saiba que mesmo umas janelas de alumínio lacado, com vidros de excelente qualidade, podem ser abertas com uma perícia extraordinária. Com uma simples chave de fendas, a suposta segurança de umas boas janelas, cai por terra. Se não quer ter permanentemente grades nas janelas, existe a opção das que esticam e encolhem, em que pode trancá-las quando quiser. No entanto, como não é só de noite que existem assaltos, durante o dia, as trancas nas janelas também devem ser mantidas.

Se acha que vive num terceiro andar e que as janelas não são qualquer tipo de perigo para os ladrões, desengane-se. Muitos têm sido os assaltos pelas janelas de andares altos. Métodos??? Escalada ou com cordas que descem do telhado.

A porta de entrada deve ser de uma excelente qualidade. Uma boa fechadura e uma madeira resistente, com trancas horizontais ou verticais, é o que se aconselha. Um óculo é essencial, e não pense que as já pouco comuns correntes são uma mais-valia. Além de serem facilmente partidas, cria à vitima uma sensação de segurança que é o estado ideal para ser surpreendido por um ladrão.

Se apresentámos algumas dicas sobre o interior da sua casa, falemos agora do exterior. Já imaginou que pode ter um assaltante escondido no patamar das escadas á espera que alguém tente entrar em casa?

Pois bem, sempre que entrar no seu prédio, mantenha-se atento para a eventualidade de alguém se encontrar escondido nas escadas. Tente perceber se ouve algum ruído ou barulho estranho. Mantenha-se com a chave de casa na mão e evite demorar a entrar em casa, pois é nesse curto espaço de tempo que olhará para trás e não estará sozinho. Acredite, falamos de companhias pouco desejáveis.

Em suma, qualquer casa, sendo um alvo, deve ser protegida. Os assaltantes não se limitam a saltar o muro ou a vedação. Eles escalam, trepam, são verdadeiros homens aranha. Nunca subestime a inteligência de quem está a roubar. Para quem o faz a necessidade é tanta que não vai olhar a meios para o conseguir


Carla Horta

Título: Como evitar assaltos à sua casa

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

767 

Imagem por: ApplePirate

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 06:23:11

    Um cão em casa é uma das melhores formas de proteção do lar. Além de você ter um bicho que zela muito pelo dono,ele garante cuidar com fidelidade!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Como evitar assaltos à sua casa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: ApplePirate

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios