Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > Prevenção de risco de acidente na estrada

Prevenção de risco de acidente na estrada

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Segurança
Visitas: 2
Comentários: 1
Prevenção de risco de acidente na estrada

A correta colocação dos ocupantes do automóvel é de extrema importância, tal como o uso do cinto de segurança.

Quando se transportam crianças deve criar-se condições para uma viagem segura tal como usar um sistema de retenção homologado e adequado ao seu tamanho e peso. Este deve estar bem fixo à estrutura do veículo, nomeadamente através dos cintos de segurança. As precintas do sistema de retenção devem ser apertadas corretamente para não se desapertarem. Devem ser transportadas no banco de trás se tiverem menos de doze anos e menos de 1,50m de altura.

Os sistemas de retenção evitam muitos problemas, especialmente as travagens bruscas que podem ter consequências fatais. Para alem disso, se não forem utilizados provocam a inibição de conduzir.
É necessário ter em conta as condições meteorológicas como o gelo, o nevoeiro, o vento forte, porque potenciam a ocorrência de acidentes. Os condutores ficam com um menor campo de visão, com menos controlo sobre a viatura e mais suscetíveis a acumular cansaço. Deste modo o risco de acidente aumenta pois a aderência do veículo ao pavimento diminui muito. Se possível não deve viajar-se nestas condições, especialmente no outono e inverno em que os fatores de risco aumentam a perigosidade.

Para atenuar os efeitos perigosos do condutor, deve atender-se ao estado do piso, ao estado das condições de visibilidade, à intensidade do tráfego e às próprias condições psico-fisiológicas do condutor.

Em caso de neve ou gelo torna-se conveniente usar pneus para a neve, ligar sempre os médios, circular a baixa velocidade, não se fazerem travagens bruscas. Com vento forte, deve reduzir-se a velocidade, pois este afeta a estabilidade do veículo e altera a sua trajetória.

Por outro lado se houver nevoeiro a visibilidade diminui, tornando as manobras mais difíceis e arriscadas. Deve abrandar-se a marcha tomando a berma como referência. Quando se encontra uma poça de água, deve ultrapassar-se devagar porque o choque provoca derrapagem.

Deste modo, em condições meteorológicas adversas é conveniente tomarem-se precauções, como reduzir velocidade, ligar médios e faróis e redobrar a atenção. Ou então o seguro é não se viajar.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Prevenção de risco de acidente na estrada

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

667 

Imagem por: bennylin0724

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    29-05-2014 às 05:39:36

    Tudo que escreveste são prevenções importantíssimas! Os acidentes nas estradas têm crescido bastante nestes últimos tempos, muito mais agora é que devemos ter maior atenção e principalmente, não beber ao dirigir!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Prevenção de risco de acidente na estrada

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: bennylin0724

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios