Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Segurança > Precauções básicas para evitar roubos em casa

Precauções básicas para evitar roubos em casa

Categoria: Segurança
Visitas: 2
Comentários: 1
Precauções básicas para evitar roubos em casa

A necessidade de tomar precauções contra roubos é cada vez mais urgente devido ao seu aumento constante e violente. Por isso urge tomar medidas urgentes que menorizem os assaltos ou os dificultem.

A segurança deve ser posta em prática seja nas vivendas isoladas ou nos prédios grandes ou pequenos. O ideal é antes de mais instalar um vídeo sensor de presença para detectar a presenças estranhos nas residências ou prédios.

O vídeo é um detector importante, no entanto há outras medidas que não devem ser descuidadas. Elas devem ser feitas todos os dias pois o ladrão espreita a qualquer minuto do dia. Assim é conveniente fechar sempre a porta por dentro com a chave mesmo que esteja em casa. Quando sai de manhã ainda que seja por pouco tempo deve também fechar á chave. Isto é muito importante e não se deve descuidar. Por outro lado convêm colocar grades nas janelas mesmo que estas estejam no alto, trancar o portão que dá acesso á porta principal e a porta dos fundos.

Deve alertar a polícia se detectar alguém nas imediações da casa, quando chega ou parte para fora, não deixar entrar em casa estranhos a não ser que sejam devidamente identificados ou conhecidos. Por isso é necessário observar o cartão no caso de ser o carteiro, electricista, homem do gás, telefone ou cabo visão. Em caso de dúvida perguntar por telefone.

È importante ter um cão no quintal e um cachorro em caso na área dos fundos. Sempre que alguém chega dá sinal de alarme e dá para fazer o reconhecimento.

No caso de ter um cofre em casa não deve dizer o local onde se encontra nem o código do cofre. Deve guardá-lo em local seguro.

O ideal é fazer um seguro dos bens da casa ou guardar os objectos preciosos num cofre do banco. Deste modo estão mais seguros do que em casa.

No caso de sair de férias por vários das convêm colocar atrás das portas móveis que impeçam a entrada e sirvam de obstáculo. As janelas devem estar sempre fechadas bem como as vidraças das portas. O ideal é fechar portas e janelas com cadeado e correntes e colocar peças que impeçam o deslizar do trilho das janelas. Pode ainda fazer um furo e colocar um prego ou parafuso para trancar.

Mas se por acaso for surpreendida por um delinquente não o deve encarar de frente ou gritar. O melhor é procurar falar com ele e memorizar as suas características.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Precauções básicas para evitar roubos em casa

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

811 

Imagem por: AMagill

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    28-05-2014 às 18:40:02

    Até mesmo com todos os recursos tecnológicos de segurança a fim de evitar roubos, não sei como os ladrões conseguem entrar. É sempre bom colocar aquelas portas de ferro, verificar antes de dormir se está tudo trancado e confiar em Deus!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Precauções básicas para evitar roubos em casa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: AMagill

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios