Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Brinquedos > Dicas para comprar um brinquedo

Dicas para comprar um brinquedo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Brinquedos
Visitas: 2
Comentários: 1
Dicas para comprar um brinquedo

Comprar um brinquedo pode não ser tarefa fácil. Se muitas vezes temos a ideia de que podemos deixar para a última da hora a compra de um brinquedo, esta tarefa pode tornar-se uma experiência um bocadinho complicada.

Em primeiro lugar, as crianças nos dias que correm têm de tudo. Desde jogos a bonecas, a carrinhos e camiões, entre legos e muitas, muitas outras coisas. Em segundo lugar, os gostos das crianças sofrem alterações diariamente. Com a publicidade excessiva e com a intenção de “atingir” as crianças e o seu consumismo irresponsável, marcas de brinquedos despejam para o mercado brinquedos novos e histórias fantásticas para brincar.

Se está na posição de comprar um brinquedo para uma criança, saiba que está prestes a entrar num mundo de aventura do qual não conseguirá sair com muita facilidade, e atingir o objetivo não será uma tarefa nada fácil.

Em primeiro lugar, entenda-se com os gostos da criança. Se é uma menina muito feminina que gosta de um mundo cor-de-rosa e rodeado de florzinhas e borboletas a aposta deverá seguir um caminho, mas se a criança for um menino muito traquina e irrequieto, a estrada para o corredor dos brinquedos dos rapazolas será outro. Conhecer a criança é essencial na compra de um brinquedo. Sabendo que cada criança tem a sua personalidade, respeite-a na hora de comprar um brinquedo.

Em segundo lugar tenha em conta a idade. Naturalmente que não comprará um guizo a uma criança de 4 anos, mas se cair no erro de comprar um brinquedo que não seja próprio para a idade do petiz, o desastre instala-se. Todos os brinquedos aprovados pela União Europeia, são obrigados a indicar a idade própria para utilização. Nem mais, nem menos, a idade deve ser a indicada.

Para terceiro, o tamanho. Prendas demasiado grandes não são na realidade fáceis de brincar, excetuando se está a pensar num escorrega para o jardim. Brinquedos de quarto não devem ser grandes. Além de serem difíceis de montar, o espaço que ocupam impossibilita uma brincadeira em pleno.

Cada criança cria e detém o seu mundo. Obrigue-se a conhecê-lo e a despertar novos horizontes sem ferir suscetibilidades. Oferecer coisas diferentes do habitual também pode ser uma excelente ideia, mas impõe-se que posteriormente alguém acompanhe a criança na brincadeira para lhe permitir uma descoberta mais segura e interessante.

Se não quer falhar mesmo, um jogo didático é sempre uma excelente ideia. Jogos que desenvolvam e alimentem intelectualmente são sempre uma aposta segura.

Mesmo que se sinta confuso e renitente, nunca se esqueça que se deve divertir nesta compra. Afinal está a comprar um brinquedo.


Carla Horta

Título: Dicas para comprar um brinquedo

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

633 

Imagem por: monozygotic.com

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    25-04-2014 às 18:39:10

    Adorei as dicas de como comprar um brinquedo. É bom válido dar um brinquedo que sua criança brinque, o utilize no dia a dia. Muitas vezes, um brinquedo que a criança gosta de início e brinca, logo deixa, pois acaba perdendo a vontade. Precisa ser algo que lhe dê prazer e alegria.

    ¬ Responder

Comentários - Dicas para comprar um brinquedo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Imagem por: monozygotic.com

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios