Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Brinquedos > Os primeiros brinquedos

Os primeiros brinquedos

Categoria: Brinquedos
Visitas: 10
Comentários: 2
Os primeiros brinquedos

O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.


Rua Direita

Título: Os primeiros brinquedos

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 10

798 

Imagem por: waferboard

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • umdolitoys

    23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia

    22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Comentários - Os primeiros brinquedos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Por que ser sustentável em casa é uma boa ideia?

Ler próximo texto...

Tema: Outros
Por que ser sustentável em casa é uma boa ideia?\"Rua
A ideia de sustentabilidade há muito deixou de ser apenas uma exigência da modernidade ou de estilo para ser um fator decisivo no bem viver do ser humano.

O termo é amplo, mas de modo geral, podemos dizer que sustentabilidade é a preocupação com a gestão de recursos no momento atual, de forma a garantir condições ideais de vida no futuro.

Em outras palavras, isso quer dizer que o que você fizer agora, trará reflexos no futuro. Simples assim! E como se essa ideia já não bastasse para uma tomada de posição enérgica, existem atitudes sustentáveis que afetam diretamente o seu bolso, sua saúde, sua condição de vida atual.

Muitos de nós temos o pensamento errôneo de que os recursos naturais são infinitos. Já que sabemos ser esse um pensamento equivocado, comece a repensar o seu dia a dia, pois o seu lar é o elo de uma extensa corrente que, se bem ajustada, poderá trazer resultados surpreendentes.

Veja o que podemos fazer para ter uma atitude sustentável e estar em sintonia com o que há de melhor no pensamento mundial sobre bem-estar.

Iluminação: Atualmente temos uma infinidade de opções de lâmpadas que mantêm a luminosidade sem prejudicar o meio ambiente. Nesse quesito, as lâmpadas de LED têm sido usadas com sucesso em substituição às de filamento (em franca extinção por conta de seu gasto exorbitante) e às eletrônicas. Sempre que possível, utilize a luz natural, deixando o ambiente com cores claras e leves.

Água: Recurso que muitos entendem será o X da questão mundial em futuro muito breve, o precioso líquido vem sendo maltratado há muito tempo. Hoje, são inadmissíveis certas atitudes com relação ao gasto de água. Torneiras e chuveiros gotejantes devem ser consertados rapidamente, bem como o ato de “varrer” quintais e calçadas com mangueiras não pode ser mais tolerado em tempos de crise hídrica. Carros podem ser lavados com balde e esfregão, e o resultado ainda assim ficará ótimo.

Energia: Evite o abre e fecha da geladeira. Ao cozinhar, por exemplo, tenha em mente o que vai precisar retirar do refrigerador, assim você abrirá bem menos o aparelho, evitando gasto desnecessário de energia. A lavagem de roupa deverá ser bem administrada, de forma que a máquina de lavar não seja acionada muitas vezes sem motivo. Espere o acúmulo de roupas para reduzir o número de ciclos. Limpe com frequência o filtro do aparelho de ar condicionado para evitar sobrecarga e desperdício de recursos.

Uma última dica: no mercado é possível encontrar temporizadores de iluminação (timers). Com eles você pode ajustar o tempo que uma lâmpada ficará acessa quando não tiver ninguém no recinto. Isso fará uma bela diferença em sua conta de energia e ajudará o planeta a usar menos recursos preciosos.

Pesquisar mais textos:

Lauro Damilo Dias

Título:Por que ser sustentável em casa é uma boa ideia?

Autor:Lauro Damilo Dias(todos os textos)

Imagem por: waferboard

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios