Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Fotografia > Álbuns e Books

Álbuns e Books

Categoria: Fotografia
Comentários: 2
Álbuns e Books

A forma como se apresentam as nossas fotografias, podem dizer muito sobre nós. E quando digo, as nossas fotografias, não quero dizer as fotografias que tiramos aos outros e às coisas que nos rodeiam, mas sim às fotografias da nossa pessoa, aquelas que nos tiram a nós.

Na eventualidade de não sermos fotogénicos, fugimos das câmaras fotográficas como do diabo da cruz e somos nós quem por norma é o fotógrafo de serviço.

Mas quando se fala de álbuns ou books fotográficos, o assunto é diferente. Fazer um álbum ou um book, é mostrar-se de todas as formas e no seu melhor e quem se quer mostrar assim, sabe que é fotogénico e que cada fotografia sua é um descobrir constante.

A versatilidade é o mote e mostrar todas as facetas através de fotografia é obrigatório. Quem necessita de um álbum ou book é porque de uma qualquer forma se quer mostrar a alguém com algum objectivo.

Por exemplo, um modelo é obrigado a ter um book. Faz parte da sua apresentação profissional e indispensável quando quiser vender a sua imagem.

Para um álbum ou book profissional são obrigatórias algumas características em várias vertentes.

Relativamente às fotografias, estas devem ter a cor correcta e a luminosidade ser a mais indicada para cada pose. No fundo, uma fotografia representa algo, e essa representação só está completa com a luminosidade e cor perfeitas. Uma fotografia que fala tem de estar em harmonia num todo e sem a luminosidade, o painel traseiro e a cor, o resultado pode não ser o desejado.

Mas se estes aspectos estiverem salvaguardados por um profissional, quem é fotografado também tem de se apresentar na melhor forma.

Roupa discreta ou ousada tem sempre de ser actual e a fotografia tem de contar uma história, pelo que a indumentaria é fundamental.

Um book só está completo se estiverem presentes fotografias obrigatórias.

A frente do modelo é fundamental. A forma como se exprime, tanto a rir, como com um ar sensual, discreto, atractivo, furioso ou puro e simplesmente normal. De forma alguma se pode mostrar indiferente. A fotografia tem de ser a sua grande marca.

O perfil também é importante e obviamente que o sorriso que mostre a descontracção, ou um ar pensativo são fundamentais.

A posição do corpo também tem de estar presente no book, pelo que finja que corra, salta ou faça uma pose mais interessante, para demonstrar versatilidade.

Um book é um documento fundamental para um profissional, mas se se acha interessante quando lhe tiram uma fotografia, pode sempre experimentar fazer um para si. Uma sessão fotográfica é sempre uma experiencia interessante.


Carla Horta

Título: Álbuns e Books

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

718 

Imagem por: Savara

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    04-05-2014 às 18:40:33

    Ter um álbum e book é sempre uma oportunidade de reviver aqueles momentos especiais da nossa vida. Principalmente, aqueles únicos como o casamento, festa de 15 anos, baile de formatura, dentre outros.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatização[email protected]

    21-08-2012 às 18:50:59

    otimo

    ¬ Responder

Comentários - Álbuns e Books

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: Savara

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios