Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Barcos > O que deve saber quando comprar um barco

O que deve saber quando comprar um barco

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Barcos
Visitas: 58
Comentários: 3
O que deve saber quando comprar um barco

É certo que todos nós temos um certo fascinio pela mar. Ver o por do sol numa embarcação, quer com os amigos, quer com a cara metade. O romantismo ou a folia podem ser partilhados dentro de um barco, e se não enjoar, vai com toda a certeza usufruir de muitos bons momentos.

No entanto, na hora de decidir qual o barco que deve comprar, existe sempre alguma hesitação. Primeiro que tudo pensar qual é o destino que queremos dar ao barco, ou no minimo, os destinos que queremos percorrer.

Se a ideia é dar pequenos passeios com a pequena familia, a opção passará por um barco mais pequeno, mas se pelo contrario, a intenção passa pelo desafio de disfrutar de viagens mais longas com os amigos, numa disposição de aventura, terá a abrir os cordões á bolsa, e adquirir um barco maior e mais robusto.

Para que não compre um barco que tenha passado pelo Cabo das Tormentas, ajudamo-lo a decidir a melhor opção para si, exclarecendo-o sobre o que deve ter em conta na altura de comprar um barco. Se optar por um barco novo, encontrará lugares especializados, onde será encaminhado da melhor forma, e tal como num carro, um barco novo tem garantia do fabricante, pelo que a segurança de que está a fazer uma boa compra é muito maior.

Se a sua carteira só lhe permite comprar um barco usado, tenha em conta vários aspeto.

Antes de mais, e se não percebe muito de barcos, veja as diferença entre eles.

Uma lancha é uma embarcação rápida, para quem procura adrenalina. Mede pouco mais que 6 metros, e o espaço não é para a familia confraternizar. A ideia de adquirir um barco é para se divertir com velocidades. No entanto um iate (tipo veleiros ou lanchas enormes), com uma dimensão acima dos 20 metros, servirá para a familia e amigos numa harmonia mais descontraida. O veleiro a vela, tem a caracteristica de ter o mastro ao centro do barco. Somente os veleios regateiros são adquiridos para velocidade, pelo que se adquirir outro tipo de veleiro, está a adquirir um barco lento. As traineiras, são normalmente de madeira e usadas para a pesca.

Obviamente que existem outros barcos, mas numeram-se estes visto seem os mais conhecidos.

Em qualquer os barcos que opte, tenha em conta não só o estado, mas outros fatores.
Se optar por comprar uma lancha (o tal barco da velocidade), verifique o estado do casco. Tenha especial atenção se o casco foi pintado ou remendado. tamb´+em nos barcos de madeira deverá verificar o casco e procure remendos. Os barcos remendados tem um valor comercial mais baixo no mercado.

Independentemente do barco que esteja a espreitar, verifique o porão através de todas as tampas. Espreite as longarinas, travessas e quilha, e se nada está solto do casco. Também no porão deverá verificar as diferenças de cor, pois assim poderá detetar se o mesmo foi remendado e pintado de novo.

Conselho super importante é nunca comprar um barco com casco em espuma de pvc. Na eventualidade de ter um acidente e se o casco rachar, a água infiltra-se e o barco nunca mais volta a ser o mesmo.

Procure em qualquer lugar do barco, rachas ou locais que tenham sido sujeitos a remendos. Obviamente que um barco usado, apresenta-se de forma diferente de um barco novo, e não há “navio” que com o passar do tempo não apresente rachas, mas se forem apresentadas em grande número, demonstra falta de cuidado do antigo dono, e isso poderá não ser bom sinal.
Verifique ainda todas as ferragens e a borracha que envolve o barco. Estes não devem apresentar rachas e devem estar devidamente fixados.

Quanto á parte electrica e de motor do barco, é também necessária atenção redobrada. Procure pontos de ferrugem. É bastante comum, visto o barco estar dentro de água, mas também aqui poderá verificar o tratamento e a estima a que o barco tem sido sujeito até agora.
Para a parte electrica, tenha em consideração que poderá ser reparada ou substituida, mas atenção ao motor. Poderá ser a alma do negócio. Peça a um mecanico que o acompanhe. Nada melhor que um especialista para o ajudar.

Se comprar um barco num stand, o trabalho estará facilitado. Muitos stands, tal como acontece com os carros, oferecem uma pequena garantia, e como a oferta é maior, o problema poderá passar a ser por onde escolher.

Faça a melhor compra e divirta-se nos seu passeios por mar alto.



Carla Horta

Título: O que deve saber quando comprar um barco

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 58

765 

Imagem por: gumuz

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    23-04-2014 às 16:18:04

    Antes de comprar um barco, a Rua Direita recomenda que utilize rigorosamente de toda a burocracia que, às vezes, se acha chato, mas que vai te livrar de grandes prejuízos como a documentação legal, os recibos, os dados do vendedor, enfim, todas essas coisas que são importantíssimos!

    ¬ Responder
  • adaada

    15-10-2010 às 00:43:58

    como se compra um barco

    ¬ Responder
  • JuniorJunior

    09-04-2010 às 16:32:06

    Queira desculpar-me, mas a espuma de PVC não absorve água. Você deve tê-la confundido com espuma de poliuretano (PU), que nem mesmo pode ser utilizada como núcleo estrutural em um casco. Cascos antigos utilizavam espuma de poliuretano (PU) para aumentar a flutuabilidade. A espuma de PVC é um dos materiais mais nobres que se pode utilizar em diversas construções mecânicas em compósitos, sejam elas nas áreas: naval, eolica, aeronáutica, ferroviária, automobilística, etc..
    Procure por divinycell na internet, que com certeza abrirá um leque de opções.

    ¬ Responder

Comentários - O que deve saber quando comprar um barco

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O Mundo

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Internet
O Mundo\"Rua
O tão aclamado pelos seus mistérios e que continua a nos surpreender o mundo que não é tão somente cheio de pessoas há apenas sonhar em si próprio, mas sim também no seu próximo que poderia ser qualquer pessoa de seu convívio, mas que o laço que enlaça que enlaçai-nos próximo pode ser o mesmo que pela discórdia se deslaça, nunca mais enlaçando [...]

Não mais unidos de uma maneira sagrada assim como é o nosso convívio com as crianças que enlaça em Cristo, que com a idade vai se deslaçando, como uma semente que após um tempo cresce e dá frutos que pode ser não muito boas, apodrecendo, mas que se cuidarmos com certeza dará bons novos frutos.

Não pense que assim são somente as plantas, mas como também, é todo ser humano, pois o consentimento do que é o tal mundo esmero depende de cada gás carbônico expirado não só pelo, mas sim pela alma, cônjuge do Espírito que pode ser Santo ou não, pois já como temos o livre-arbítrio nós que decidimos se deixemos que Ele nos habite ou não para trilhar o Bem ou não mesmo que, embora Ele esteja sempre conosco, embora não vejamos e não aceitamos por apenas sentir e não o reconhecer através de nossos atos.

Costumo definir o mundo de acordo com o que vivo e não vivo, por não haver ainda a oportunidade de viver sem me arrepender já que querer não poder. Não sei como definir o mundo mesmo que o mundo seja o que eu e você estejamos vivendo mesmo sem querer viver o que vive, pois sei bem o que é isso porque vivo há caminhar de olhos vendados fazendo o que querem pra mim sem levar em consideração o que penso ou deixo de pensar por algo tão, às coxas de tão impensado seja o meu impulso como é essa agora de querer escrever porcarias mesmo que o foco sempre seja o mesmo que nada mais é do que desvendar o mundo que não conheço embora eu viva ele inconstantemente para descobrir dele mais, e mais, sem parar [...]. Sem que haja intervalos como em um jogo de futebol.

Pesquisar mais textos:

Kaique Barros

Título:O Mundo

Autor:Kaique Barros(todos os textos)

Imagem por: gumuz

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios