Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Barcos > Barcos de recreio

Barcos de recreio

Categoria: Barcos
Visitas: 6
Comentários: 1
Barcos de recreio

A vertente náutica de recreação iniciou com embarcações de madeira e desenvolveram-se para cascos de resina ou de fibra de vidro, com dimensões variadas, mas sempre direcionadas à prática de regatas ou de cruzeiros.

Os barcos de recreio só podem ser conduzidos por profissionais que disponham de carta de navegação na categoria adequada, emitidas por Institutos Portuários. A exigência da carta visa à segurança do transcurso de navegação e da vida dos viajantes sobre águas.

Os caiaques são as embarcações especializadas para o lazer e são disponibilizados em diversos modelos com finalidades específicas.

Os caiaques abertos, em desenho de prancha, oferecem praticidade para que se suba nele, em águas rasas ou profundas. A estabilidade associa-se ao seu comprimento, inferior a três metros e à sua largura, sempre superior a sessenta e cinco centímetros. Adaptáveis para qualquer situação em rios de grande volume de água até o grau 2, permitem instalar acessórios para cargas mínimas e pequenos confortos. Apropriados para remadores iniciantes ou para passeios de contemplação, de pescaria ou para uma sessão de fotos. As versões em plástico são capazes de vencer leves corredeiras.

Os caiaques de turismo medem acima de três metros e meio de comprimento e são fechados. Servem para expedições curtas. São velozes e confortáveis. Pedem habilidade do remador, especialmente para resolver inundações internas, passíveis de ocorrer durante o percurso.

Para enfrentar rios com pedras, refluxos, ondas e redemoinhos, os caiaques de corredeiras são os barcos apropriados, e exigem um canoísta experiente para lidar com turbilhões. Construído em plástico, tem resistência a impactos em superfícies duras e fortes. Os modelos normalmente têm popa e proa levantadas e são curtos, para facilitar as manobras por vezes excessivamente repentinas. Há modelos capazes de “surfar” em ondas marinhas. Por serem utilizados em práticas moderadamente radicais dispõem de alguns dispositivos de segurança ao canoísta, como acessórios de apoio às coxas e joelhos, finca-pés firmes e flutuadores.

Atravessar mar ou longos rios é a especialidade dos caiaques de expedição. Confeccionados em material resistente, em formatos que propiciam grandes velocidades, medem pelo menos quatro metros e meio, e são compartimentados para condicionar bagagens.

Os caiaques propiciam o mais puro prazer em viagens livres de poluição ou ruídos de motor. Permitem interação com o meio ambiente sem causar grandes impactos. A velocidade depende de sua vontade. Se deseja nutrir-se de paz ou sentir a emoção de uma aventura sem limites, navegue.


Hediene

Título: Barcos de recreio

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 6

771 

Imagem por: snowdog?

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    17-06-2014 às 06:38:40

    É atração de viajantes, turistas e pessoas que vão ao local desfrutar de diversão. Esses barcos de recreio nos dão grande alegria.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Barcos de recreio

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um caminho para curar o transtorno alimentar

Ler próximo texto...

Tema: Saúde
Um caminho para curar o transtorno alimentar\"Rua
De acordo com um relatório divulgado em novembro de 2014 pelo Comitê Permanente sobre o Status da Mulher, entre 600 mil a um milhão de canadenses cumprem os critérios diagnósticos para um transtorno alimentar em um dado momento. Problemas de saúde mental com ramificações físicas graves, anorexia e bulimia são difíceis de tratar.

Os programas públicos de internação frequentemente não admitem pacientes até que estejam em condição de risco de vida, e muitos respondem mal à abordagem em grupo. As clínicas privadas costumam ter listas de espera épicas e custos altos: um quarto custa de US$ 305 a US$ 360 por dia.


Corinne lutou juntamente com seus pais contra a bulimia e anorexia por mais de cinco anos. Duffy e Terry, pais de Corinne, encontraram uma clínica na Virgínia. Hoje, aos 24 anos, ela é saudável e está cursando mestrado em Colorado. Ela e seus pais acreditam que a abordagem holística, o foco individualizado e a estrutura imersiva de seu tratamento foram fundamentais para sua recuperação.

Eles sabem que tinham acesso a recursos exclusivos. "Tivemos sorte", diz Duffy. "Podíamos pagar por tudo." Mas muitos não podem.
A luta desta família levou-os a refletir sobre o problema nos Estados Unidos. Em 2013, eles fundaram a Water Stone Clinic, um centro privado de transtornos alimentares em Toronto. Eles fazem yoga, terapia de arte e participam na preparação de refeições, construindo habilidades na vida real com uma equipe de apoio empática. Os programas funcionam nos dias da semana das 8h às 14h, e até agora, não tem lista de espera. Porém essa abordagem é onerosa: aproximadamente US$ 650 por dia.

A família criou a Fundação Water Stone - uma instituição de caridade que fornece ajuda a pacientes que não podem pagar o tratamento. Os candidatos são avaliados por dois comitês que tomam uma decisão baseada na necessidade clínica e financeira. David Choo Chong foi o primeiro a se beneficiar da fundação. Ele havia tentado muitos programas, mas nenhum foi bem sucedido. A fundação pagou metade do tratamento. Dois anos depois, Choo Chong, feliz e estável diz "Water Stone me ajudou a encontrar quem eu sou".

Pesquisar mais textos:

Roberta Darc

Título:Um caminho para curar o transtorno alimentar

Autor:Roberta Darc(todos os textos)

Imagem por: snowdog?

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios