Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Barcos > Como controlar o enjoo

Como controlar o enjoo

Categoria: Barcos
Visitas: 6
Comentários: 2
Como controlar o enjoo

Imagine, receber um convite romântico para desfrutar de um belo cruzeiro em boa companhia, resgatar e apimentar a relação que estava sinalizando desgaste, ou quem sabe; aproveitar as férias com os amigos, tirar do papel e realizar uma viagem maravilhosa com pessoas de alto astral, passar dias no mar com tudo, fazendo ginástica para tirar as teias da preguiça, ampliar as amizades, dançar em pleno alto mar...Parece bom, não é? Para muitos, nem sempre.

Agora, imagine tudo que foi citado de agradável e ao zarpar, comece a sentir a cabeça girando, a sensação de que tudo está enjoando, querer fazer tantas coisas e o enjôo se tornar um impedimento. Isso sim, seria muito desagradável, sem contar que teria que suportar tal situação na ida e na volta, a menos que pegue um avião na primeira cidade que ancorar e tiver aeroporto. Pior ainda se o dinheiro disponível não for suficiente para comprar as passagens, parece até coisa de pessoa de pouca sorte.

A sorte ou a falta dela, não pode ser culpada por sentir enjôo marítimo, alguns dizem ser mal de mar, que é uma sensação de náusea, mal-estar seguido de tontura. As embarcações oferecem medicamentos atenuantes desses sintomas, pois sabem que sempre embarcam com passageiros que sofrem ou que nem sequer tem conhecimento que se sentirão mal no barco.

Para quem nunca fez uma viagem de barco, nem mesmo uma pequena travessia, desconhece a reação do seu organismo, nessa situação de estar no mar. Para que o medicamento para conter os enjôos surta efeito, o melhor é ingerir o medicamento antes do embarque. Consultar um médico também é uma ótima medida preventiva para ter uma receita específica, ao invés de algo genérico que pode amenizar sem no entanto surtir o efeito desejado mas se já estiver sentindo o enjôo, a sugestão é fechar os olhos e respirar fundo lentamente, abrir os olhos devagar e repetir, cheirar limão.

Sempre se alimentar antes de embarcar, pelo menos, uma hora antes ou no máximo meia hora com alimentos leves, tomar iogurte e evitar bebidas gasosa, o estômago vazio favorece o enjôo. Procurar chegar no barco um pouco antes de zarpar é bom para se adaptar ao balanço sem ser só no último momento, dessa forma ao entrar e a embarcação zarpar, não havera tempo para nenhuma adaptação, que vai da mudança de terra firme para o balanço do mar.

No que diz respeito a cabine, quanto mais alta for, melhor para amenizar a sensação de náusea.


Sílvia Baptista

Título: Como controlar o enjoo

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 6

791 

Imagem por: badjonni

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    23-04-2014 às 17:02:26

    A Rua Direita sugere as dicas acima em como controlar o enjoo, muito bom!

    ¬ Responder
  • silviasilvia

    08-06-2010 às 10:50:56

    ola,eu sou silvia,vivo em mozambique e sempre que viajo tenho uma sensação de mau estar ate parece que vou vomitar,me sinto mal,e aborrecida. e um verdadeiro martirio para mim.
    para alem das dicas que disseste sem conter o comprimidos qual seria a outra coisa a fazer para controlar porque evitar é practicamente impossivel. se possivel agradecia que respondesse para o meu e-mail [email protected] kanimambo/Obrigada

    ¬ Responder

Comentários - Como controlar o enjoo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: badjonni

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios