Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Fotografia > Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Fotografia
Visitas: 2
Comentários: 1
Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

O dia do casamento é para quase todas as noivas o momento em que a perfeição encontra a bem-aventurança. As fotografias de casamento preservam a memória e oferecem uma visão sentimental da viagem mais sentida da noiva.

Ao longo dos anos, os fotógrafos de casamento especializaram-se em técnicas mais expressivas, incorporando tecnologia de ponta de uma forma elegante com design exclusivo e talento artístico. Na verdade, as imagens do casamento são de facto compiladas para apresentar mais do que apenas um catálogo de fotografias do casamento - os álbuns de casamento tendem agora a transmitir a "experiência total" da noiva e do noivo - a sua experiência pessoal. Começando "nos bastidores", nos estágios pré-cerimónia e acabando na dança final da noite, os fotógrafos de sucesso captam cada segmento desta celebração única na vida dos noivos.

A fotografia digital praticamente já substitui o filme, oferecendo a capacidade ilimitada de transformar as imagens do casamento, a fim de impulsionar a realidade para uma dimensão mais impressionante e artística.

As imagens a cores do casamento são muitas vezes misturadas com tons de preto e branco ou tons de sépia para continuar a criar uma aparência única, no entanto, a linha da criatividade não para por aí. Então, o que é este "outro" preto e branco? Trata-se da fotografia de infravermelhos, um método separado e distinto de tirar fotografias. Apesar de existir há setenta anos, a fotografia de infravermelhos está a voltar ao mundo da fotografia de casamento. Esta rara e estilizada forma de arte oferece uma opção adicional para destacar os momentos mais extraordinários.

Numa primeira visão, a fotografia de infravermelhos do casamento tem um aspeto semelhante à fotografia de casamento tradicional a preto e branco. Contudo, após uma inspeção mais minuciosa, o infravermelho de tonalidade incomum é reconhecido e muitas vezes apreciado. Os objetos que são normalmente brilhantes em luz visível (como o céu) aparecem escuros e os objetos que normalmente são escuros (como a folhagem verde e castanha), adquirem um brilho luminoso. O infravermelho é quase como que uma inversão dos tons da imagem "normal". As imagens de infravermelho do casamento podem ser descritas como etéreas, de sonho, talvez até um pouco surreais. Estes efeitos complementam suavemente o clima romântico das fotografias de casamento.

No entanto, as fotografias de infravermelho requerem muito know-how técnico e podem ser extremamente difíceis de tirar, mesmo nas melhores condições.


Carlos Vieira

Título: Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 2

783 

Imagem por: BallGame68

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    05-05-2014 às 05:20:17

    Casamentos que têm fotos em P/B são tão lindos e registram com muita boa qualidade.

    ¬ Responder

Comentários - Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: BallGame68

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios