Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Fotografia > Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Fotografia
Visitas: 2
Comentários: 1
Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

O dia do casamento é para quase todas as noivas o momento em que a perfeição encontra a bem-aventurança. As fotografias de casamento preservam a memória e oferecem uma visão sentimental da viagem mais sentida da noiva.

Ao longo dos anos, os fotógrafos de casamento especializaram-se em técnicas mais expressivas, incorporando tecnologia de ponta de uma forma elegante com design exclusivo e talento artístico. Na verdade, as imagens do casamento são de facto compiladas para apresentar mais do que apenas um catálogo de fotografias do casamento - os álbuns de casamento tendem agora a transmitir a "experiência total" da noiva e do noivo - a sua experiência pessoal. Começando "nos bastidores", nos estágios pré-cerimónia e acabando na dança final da noite, os fotógrafos de sucesso captam cada segmento desta celebração única na vida dos noivos.

A fotografia digital praticamente já substitui o filme, oferecendo a capacidade ilimitada de transformar as imagens do casamento, a fim de impulsionar a realidade para uma dimensão mais impressionante e artística.

As imagens a cores do casamento são muitas vezes misturadas com tons de preto e branco ou tons de sépia para continuar a criar uma aparência única, no entanto, a linha da criatividade não para por aí. Então, o que é este "outro" preto e branco? Trata-se da fotografia de infravermelhos, um método separado e distinto de tirar fotografias. Apesar de existir há setenta anos, a fotografia de infravermelhos está a voltar ao mundo da fotografia de casamento. Esta rara e estilizada forma de arte oferece uma opção adicional para destacar os momentos mais extraordinários.

Numa primeira visão, a fotografia de infravermelhos do casamento tem um aspeto semelhante à fotografia de casamento tradicional a preto e branco. Contudo, após uma inspeção mais minuciosa, o infravermelho de tonalidade incomum é reconhecido e muitas vezes apreciado. Os objetos que são normalmente brilhantes em luz visível (como o céu) aparecem escuros e os objetos que normalmente são escuros (como a folhagem verde e castanha), adquirem um brilho luminoso. O infravermelho é quase como que uma inversão dos tons da imagem "normal". As imagens de infravermelho do casamento podem ser descritas como etéreas, de sonho, talvez até um pouco surreais. Estes efeitos complementam suavemente o clima romântico das fotografias de casamento.

No entanto, as fotografias de infravermelho requerem muito know-how técnico e podem ser extremamente difíceis de tirar, mesmo nas melhores condições.


Carlos Vieira

Título: Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 2

783 

Imagem por: BallGame68

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    05-05-2014 às 05:20:17

    Casamentos que têm fotos em P/B são tão lindos e registram com muita boa qualidade.

    ¬ Responder

Comentários - Fotografia de Casamento – O “outro” preto e branco

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Imagem por: BallGame68

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios