Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Barcos > Regras básicas para navegar em segurança

Regras básicas para navegar em segurança

Categoria: Barcos
Visitas: 12
Comentários: 3
Regras básicas para navegar em segurança

Navegar pode ser um prazer indiscutível, mas deve ter-se muito cuidado e seguir as regras para navegar em segurança. Estas são fundamentais para evitar acidentes ou outros problemas relacionados com distracção e falta de segurança.

Assim quando vai navegar de barco convém em primeiro lugar informar-se sobre as condições climáticas locais, antes da partida (deve ver televisão e ouvir rádio para obter uma informação segura do clima). No caso de haver nuvens escuras, rápidas mudanças dos ventos, súbita queda de temperatura, o melhor é não navegar ou se for surpreendido em viagem deve voltar ao porto para segurança.

A água. Deste modo deve saber nadar bem, fazendo aulas de natação em escolas para uma segurança a bordo significa estar preparado para qualquer situação que possa acontecer na melhor preparação.

O ideal é antes de navegar usar de bom senso e fazer uma lista de pré-partida das coisas que necessita para viajar.

Desenvolva um plano de navegação, dizendo a um familiar ou pessoal da marina, para onde vai, quantas pessoas leva na embarcação e a previsão do retorno.

Inclua o seu nome, endereço, número de telefone do comandante, nome e número de telefone dos passageiros, tipo de barco, informação de registo, itinerário, tipo de comunicação, equipamento de bordo e outros.

Deve ainda usar colete, não deve beber álcool em excesso, ter feito o curso de navegação, conhecer as regras de operação de segurança para os barcos, ter feito um curso específico para o tipo de barco e estar preparado para tudo o que possa surgir, aprendendo com livros especiais, e ter o curso de mestre, capitão ou Boot Shows.

Outra coisa importante a respeitar é andar sempre a uma velocidade segura em especial em áreas congestionadas em especial nas marinas. Deve passar sempre longe das outras embarcações que têm mais restrição em parar ou virar.

É conveniente respeitar sempre o uso de bóias e outras ajudas à navegação para a segurança. Também Deve escolher um ajudante que esteja familiar com todas as operações do barco e segurança náutica.

O abastecimento do barco é relevante para evitar problemas de falha de combustível e deve ter ainda segurança contra incêndios.

Para além de cumprir sempre estas regras é conveniente tomar cuidado com os amigos e marinheiros que põe no barco, pois estes podem por desconhecimento dar maus palpites sobre a segurança exigida.

Ao comprar um barco é importante verificar com um especialista a integridade do casco e motores. A maior segurança a bordo é estar preparado para toda a situação que possa acontecer na água.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Regras básicas para navegar em segurança

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 12

798 

Imagem por: g-hat

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    23-04-2014 às 16:14:25

    A Rua Direita agradece pelo excelente texto que esclarece algo que se costuma não se preocupar. É bem válido procurar saber das condições em que o barco está: se possui os requisitos básicos para uma viagem tranquila, além de se assegurar de tudo que vai precisar dependendo do tempo que estará navegando. Ótimo texto!

    ¬ Responder
  • ricardoricardo

    19-05-2011 às 09:04:49

    muito bom

    ¬ Responder
  • António Rosaantoniorosa

    28-03-2011 às 19:25:14

    Parabéns! gostei do artigo - muito bom :)

    ¬ Responder

Comentários - Regras básicas para navegar em segurança

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: g-hat

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios