Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Barcos > Categorias da carta de navegador

Categorias da carta de navegador

Categoria: Barcos
Visitas: 6
Comentários: 1
Categorias da carta de navegador

As categorias da carta de navegador de recreio são as seguintes: Carta de navegador Patrão de Alto mar, Carta de navegação Patrão de Costa, Carta de navegador Patrão local, Carta de Marinheiro, que tem algumas restrições a serem respeitadas como as seguintes: Titulares de 14 aos 16 anos, Titulares de 16 anos e Carta de Principiante.

Esses diplomas devem ser requeridos junto ao orgão competente para que se possa navegar atendendo devidamente a regulamentação e tornando assim, a navegação cada vez mais segura, já que para a obtenção da carta é necessário fazer um curso que qualifica o requerido a tornar-se um navegador.

Faz parte da responsabilidade de cada um que queira se lançar pelo mar navegando, atender as leis vigentes para evitar todo tipo de casualidade que possa surgir por despreparo. Caso o navegador deseje obter uma carta para navegar de categoria superior, é possível.

O homem navega pelos mares há inúmeras décadas, nem sempre em busca do prazer e da sensação de liberdade que a navegação proporciona mas também para descobrir novos mundos e explorar o comércio. Tomando a história como base, os Portugueses se destacaram na arte da navegação e tornaram-se pioneiros com suas grandes e resistentes caravelas. Desbravaram mares e haviam excelentes navegadores que se aventuravam traçando novos percursos, prova disso que descobriram o Brasil, entre tantos outros feitos que Inumerados aqui não caberia. Hoje a navegação, conta com recursos de mapas, tecnologia de navegador de bordo e demais facilidades inexistente numa época atras, mesmo assim, infelizmente, nem tudo são flôres e as vezes ocorrem acidentes, imagine se as autoridades não exigissem devido treinamento, seria apostar no risco de ficar à deriva sem saber o que fazer.

Quem nunca ouviu a frase: Navegar é preciso? Acredito que muitos de nós, por isso as normas de segurança são importantíssimas, nada de querer sair por aí só por ter dado uma navegadinha e achar que tem pleno domínio e, ser surpreendido sem sequer imaginar como proceder. Esse é um argumento bem forte para cursar e solitar exames para tornar-se navegador diplomado com sua carta.

A intenção aqui com essa recomendação, não é de modo algum desmotivar e sim pelo contrário, é orientar para que todos nós possamos desfrutar dessa maravilha que é navegar, muitos navegam a trabalho por profissão, outros por lazer e outros por esporte. É comum encontrar navegadores que quando estão em terra firme, declaram que navegar é hobby, profissão e paixão.



Sílvia Baptista

Título: Categorias da carta de navegador

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 6

653 

Imagem por: bslmmrs

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

Comentários - Categorias da carta de navegador

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: bslmmrs

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios