Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Máquinas > Máquinas de solda

Máquinas de solda

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Máquinas
Visitas: 26
Comentários: 1
Máquinas de solda

As máquinas de solda são indispensáveis na industrialização, manutenção e fabricação de navios, portões, automóveis, bicicleta, engenharia civil etc...

As máquinas de solda não são iguais e cada uma é utilizada para um trabalho específico.
Máquinas de solda para rodas, arames, grades de aço, gaiolas, são algumas delas, as soldagens podem ser feitas por meio de calor, pressão ou os dois .

As mais conhecidas são: as geradoras, as transformadorase as de solda a arco. É muito importante não esquecer o equipamento de segurança na hora em que executar um trabalho utilizando máquina de soldagem. Altas correntes elétricas são envolvidas no processo de utilização para a fusão do metal, essas mesmas correntes geradoras podem causar acidentes em possoas que não tem a devida orientação de manuseio, portanto é fundamental seguir as devidas orientações.

O que realmente uma máquina de solda faz é transferir um metal, por meio de uma geração de calor, ao metal para ser fundido. Evidentemente que essa exposição é um maneira simplificada de definir sua principal função sem abordar termos técnicos.
As máquinas de solda tem fator importante na vida de cada cidadão, elas estão no lar de cada um.Vamos começar pelas malhas de fritadeiras, cesta de lixo em tela,cerca de alambrado e, mesmo que não se possua nenhum desses itens, possuímos outros.

Ao entrar no automével ou pedalar em uma bicicleta,nem percebemos que em quase tudo que tocamos foi necessário utilizar solda em sua fabricação, para tanto, se faz necessário cada vez mais máquinas de solda específicas para cada fundição, com maior poder de solgagem e de mais fácil execução, para que os operadores possam melhor executar as soldagens. Cuidar da manutenção das máquinas, evita corrosão, acidentes e mantém a vida útil em pleno funcionamento.

Para quem executa tarefas de soldagem em casa, é bom, ao adquirir sua máquina de solda, observar a voltagem exigida.

Bem, foram simples pequenos conselhos, eu sei, mas os cuidados nunca são demais.
Com esse pequeno texto,o que realmente quis foi deixar claro a importância no aprofundamento do conhecimento das máquinas de solda para aqueles que a operam e para os que desejam conhecer sua utilização. Hoje esse universo de soldagem deixou de ser exclusivamente masculino, na área petroquímica e naval, encontram-se mulheres executando a função de operadoras,em outras áreas também, só que com um número mais reduzido,o que prova que o interesse no campo das máquinas tem crescido e acompanha o desenvolvimento industrial.


Sílvia Baptista

Título: Máquinas de solda

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 26

771 

Imagem por: Lincolnian (Brian)

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • flavio luis de oliveiraflavio luis de oliveira

    20-12-2010 às 06:37:37

    Gostaria de saber com quantos mega de resistencia eu posso lerar uma maquina de solda para o soldador trabalhar e se tem um padrao de medição de isolação da mauina.

    ¬ Responder

Comentários - Máquinas de solda

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Imagem por: Lincolnian (Brian)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios