Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Máquinas > Máquinas de solda

Máquinas de solda

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Máquinas
Visitas: 26
Comentários: 1
Máquinas de solda

As máquinas de solda são indispensáveis na industrialização, manutenção e fabricação de navios, portões, automóveis, bicicleta, engenharia civil etc...

As máquinas de solda não são iguais e cada uma é utilizada para um trabalho específico.
Máquinas de solda para rodas, arames, grades de aço, gaiolas, são algumas delas, as soldagens podem ser feitas por meio de calor, pressão ou os dois .

As mais conhecidas são: as geradoras, as transformadorase as de solda a arco. É muito importante não esquecer o equipamento de segurança na hora em que executar um trabalho utilizando máquina de soldagem. Altas correntes elétricas são envolvidas no processo de utilização para a fusão do metal, essas mesmas correntes geradoras podem causar acidentes em possoas que não tem a devida orientação de manuseio, portanto é fundamental seguir as devidas orientações.

O que realmente uma máquina de solda faz é transferir um metal, por meio de uma geração de calor, ao metal para ser fundido. Evidentemente que essa exposição é um maneira simplificada de definir sua principal função sem abordar termos técnicos.
As máquinas de solda tem fator importante na vida de cada cidadão, elas estão no lar de cada um.Vamos começar pelas malhas de fritadeiras, cesta de lixo em tela,cerca de alambrado e, mesmo que não se possua nenhum desses itens, possuímos outros.

Ao entrar no automével ou pedalar em uma bicicleta,nem percebemos que em quase tudo que tocamos foi necessário utilizar solda em sua fabricação, para tanto, se faz necessário cada vez mais máquinas de solda específicas para cada fundição, com maior poder de solgagem e de mais fácil execução, para que os operadores possam melhor executar as soldagens. Cuidar da manutenção das máquinas, evita corrosão, acidentes e mantém a vida útil em pleno funcionamento.

Para quem executa tarefas de soldagem em casa, é bom, ao adquirir sua máquina de solda, observar a voltagem exigida.

Bem, foram simples pequenos conselhos, eu sei, mas os cuidados nunca são demais.
Com esse pequeno texto,o que realmente quis foi deixar claro a importância no aprofundamento do conhecimento das máquinas de solda para aqueles que a operam e para os que desejam conhecer sua utilização. Hoje esse universo de soldagem deixou de ser exclusivamente masculino, na área petroquímica e naval, encontram-se mulheres executando a função de operadoras,em outras áreas também, só que com um número mais reduzido,o que prova que o interesse no campo das máquinas tem crescido e acompanha o desenvolvimento industrial.


Sílvia Baptista

Título: Máquinas de solda

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 26

771 

Imagem por: Lincolnian (Brian)

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • flavio luis de oliveiraflavio luis de oliveira

    20-12-2010 às 06:37:37

    Gostaria de saber com quantos mega de resistencia eu posso lerar uma maquina de solda para o soldador trabalhar e se tem um padrao de medição de isolação da mauina.

    ¬ Responder

Comentários - Máquinas de solda

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: Lincolnian (Brian)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios