Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Barcos > O meu nome é Sponde, Jaime Sponde

O meu nome é Sponde, Jaime Sponde

Categoria: Barcos
Comentários: 1

É bem possível que já tenha visto um anúncio ou uma cena de filme onde aparece um carro desportivo que se transforma em barco ao saltar para a água – a ideia de possuir tal anfíbio agrada, não? Pois…o modelo mais recente era deveras exótico e divertido mas o seu preço de €200.000 transformava-o numa extravagância ao alcance de poucos. Mas agora apareceram novos fabricantes que conseguem entregar um veículo anfíbio com preços bastante acessíveis.

Neste momento, há um grande investimento no desenvolvimento da velocidade e versatilidade, mas o pequeno barco de assalto, do tipo que são usados em Bagdad, são o futuro deste veículo.

Estes skimmers de hydrofoil são usados desde trasfega de passageiros, material, patrulha marítima ou fluvial, assim como para transmissão de informação ao sistema de rede cêntrica sobre frotas, temperaturas ou condições para surf

Ora, e então se aplicarmos alguma da tecnologia dos skimmers e empregarmos os esquis ao seu carro, temos então um carro anfíbio – se isto resulta com pequenas embarcações, não vejo porque não possa resultar com um carro qualquer. Já me estou a imaginar com o meu carro do século passado a fintar os meus amigos que andam de todo-o-terreno, o último tuning todo kitado ou o sedan luxuoso. Cuidado, Arnold, cá vou eu..hah!

Um veículo anfíbio, um carro que se transformasse em barco se tivesse de me livrar de um condutor picado atrás de mim. Facilmente atingiria os 100 nós na água, depois baixar para 50 e saltar para a praia a 30 nós, para depois voltar para a água e acelerar até aos 100 nós outra vez.

Já sei o que está a pensar: quero um! Se entendi bem, o seu nome é James Bond, certo?

Ah, pois….pense nisso então!


Rua Direita

Título: O meu nome é Sponde, Jaime Sponde

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

606 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    17-06-2014 às 06:46:22

    Muito bom texto. A associação foi bem interessante!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - O meu nome é Sponde, Jaime Sponde

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios