Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Electrodomésticos > O Forno a que temperatura?

O Forno a que temperatura?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Electrodomésticos
Visitas: 2
O Forno a que temperatura?

Cozinhar é uma arte, assim como jardinar,
fazer bricolage e outras atividades que podem constituir uma grande fonte de prazer.
O forno é um instrumento muito utilizado na culinária, por isso há que saber manuseá-lo. Conhecer as temperaturas a que os alimentos devem ser preparados torna-se assim essencial.

Dependendo do que se cozinha, a temperatura diverge. Por exemplo, se estiver a preparar um assado de porco deve colocar o forno a 220º c, enquanto que se estiver a preparar um bolo de maçã é sugerido que o coloque apenas a 170-180º c.

Normalmente, existe um livro de instruções que o informa sobre estas alternâncias, não hesite em consultá-lo. Outro fator a ter em conta quando utilizar este instrumento é o tempo de confeção do alimento. Tal como a temperatura, este também varia de prato para prato. Assim, um pato assado demora cerca de 180 minutos a ser cozinhado, já um roast beef pede somente por 50 minutos. Nos modelos equipados com relógio analógico, o tempo pode ser programado, o que o liberta da incómoda tarefa de estar de olho nas horas, podendo concentrar a sua atenção em outras funções.

O tipo de cozedura é ainda outro fator que deve ter em atenção, existindo quatro posições primordiais, cada uma delas representada por um determinado símbolo. Para este efeito, aconselhamo-lo também a consultar o livro de instruções, que além de fornecer algumas tabelas de pratos com as respetivas posições explica em que é que estas consistem.

<b>O Forno e os seus acessórios</b>

Os fornos dispõem de alguns acessórios: tabuleiro esmaltado, tabuleiro de alumínio e grelha, entre outros. O primeiro serve para cozinhar pastéis e assados, bem como para recuperar gordura quando se gratina diretamente sobre a grelha. O segundo é usado para tartes e bolos. O terceiro é utilizado para assados e gratinados.

<b>Conselhos úteis</b>

• Quando assar peixe ou carne escolha recipientes resistentes a temperaturas elevadas
• Dê a volta às peças a metade do tempo de cozedura
• Quando os condimentos estão preparados deixe-os repousar durante dez minutos, com o forno apagado e fechado
• Faça pequenos buracos nas tartes e verta sumo ou licor lá para dentro, de modo a não as deixar secar
• Gratine sempre com a porta fechada
• Deite 2 ou 3 colheres de sopa de líquido sobre as carnes gordas e 8 ou 10 sobre as peças de boi
• Pique os bolos ou as tardes com um palito. Se este sair seco, sem resto de massa, então o cozinhado está pronto


Rua Direita

Título: O Forno a que temperatura?

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 2

775 

Comentários - O Forno a que temperatura?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios