Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Instrumentos Musicais > Harmônica - entre em sintonia

Harmônica - entre em sintonia

Visitas: 18
Comentários: 1
Harmônica - entre em sintonia

A música é uma arte que invade o aparelho auditivo com vibrações sonoras, sua melodia e ritimo são usados em tratamentos de musicoterapia. A música conta história como a história pessoal de cada um, ao ouvir uma música é fácil lembrar de um momento ou lugar em ouvimos e que tenha sido marcante em nossas vidas, o quer dizer que, música faz bem para a memória. Ela traz lembranças de alegrias, tristezas e prazeres, também faz muito bem ao corpo pela dança.

Uma música precisa ter harmonia, melodia e ritimo, falando em harmonia vamos nos voltar para harmônica e os instrumentos musicais.

Há milhares de anos, os chineses inventaram a gaita, que é conhecida como um dos instrumentos mais antigos, igualmente os gregos experimentavam um instrumentos musicais na idade antiga. Em seus experimentos, eles entenderam que um instrumento produz vibrações sonoras. Com o passar do tempo criou-se a série harmônica produzida pelos instrumentos. Para uma harmônica audível, pode ser com um instrumento e para compor harmônica em séries mais de um instrumento,sendo que para compor uma música tem que se conhecer o instrumento.

A gaita é um desses instrumentos, ela se tornou mais conhecida e popularizada pelo blues, os acordeões, a guitarra, a flauta doce, o violino, entre outros, são instrumentos que produzem harmônicas.

O gênero musical blues, foi citado para um maior esclarecimento, é comum quando alguém ouve falar em harmônica, pensar apenas em orquestra filarmônica, sinfônica, musica erudita., por isso a importância de deixarmos claro que a vibração musical tirada de cada instrumento é uma harmônica.

O som vibratório produzido pelos instrumentos musicais, invadem os nossos sentidos, essa vibração que também é sentida pelos deficientes auditivos, eles sentem com outros setidos sem ser com os ouvidos, muitos, mesmo sem ouvir, tocam instrumentos baseados na vibração produzida, o que deixa claro que para a música não existem fronteiras.

Para quem não pretende se tornar um músico profissional, há a opção de aprender a tocar um instrumento, mesmo sendo por hobby. Estar ligado a música é benéfico para a saúde, são momentos de envolvimento vibratório que requer atenção o que além de auxiliar a espairecer, favorece a atenção e apura a sensibilidade musical. Qualquer um pode aprender a tocar instrumento musical, para tal, escolha o instrumento com que se tenha maior afinidade, escolher um instrumento do qual a pessoa não simpatiza, dificultaria o aprendizado, levando o aprendiz a abandonar às aulas logo de início.
Nas reuniões de família, quem sabe tocar um instrumento musical, tem a capacidade de levar alegria e quebrar o gelo.


Sílvia Baptista

Título: Harmônica - entre em sintonia

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 18

651 

Imagem por: carlosluz

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    07-05-2014 às 23:40:05

    Aprendi um pouco a tocar violão, mas gostaria muito de aperfeiçoar. Sei que é com a prática e isso ocorre com qualquer tipo de instrumento. Precisa ter muita dedicação, vontade e persistência. A sintonia de uma música sempre nos relembram um fato ou alguém.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Harmônica - entre em sintonia

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: carlosluz

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios