Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Fotografia > As melhores fotografias do mundo

As melhores fotografias do mundo

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Fotografia
Visitas: 2
Comentários: 1
As melhores fotografias do mundo

Quantas vezes já ficou parado a olhar uma fotografia e a pensar na imagem fantástica que ali ficou gravada? Quantas vezes já pensou, na arte e no perfeccionismo de quem tirou determinada fotografia? Quantas foram as vezes em que tentou perceber a inspiração do artista que fotografa e do que é fotografado? Tantas perguntas e respostas tão pessoais. Uns gostam de fotografar ou verem fotografadas paisagens, outros acham que para ver paisagens, compram postais. De uma coisa estamos certos, fotografias em família ou entre amigos são sempre divertidas, e se há uns anos atrás, o ato de tirar uma fotografia era mais pensado, não fosse o rolo acabar, nos dias que correm, tudo é motivo para fotografia entre os milhões de fotógrafos amadores que por aí andam a clicar.

Se para cada um de nós, a importância de registar momentos em fotografias, passou a ser tão comum como ir na rua a falar ao telefone, existem momentos em que é impossível não serem registados.

Podemos achar que existem momentos únicos, que aquela altura é que era, que determinado aniversário foi memorável, mas sem qualquer dúvida que existe um momento na vida em que a fotografia vale mais que mil palavras. As fotografias de uma gravidez. Não existe no mundo fotografias com maior beleza que estas.

Quem não se embevece com uma grávida. A sua delicadeza, a forma graciosa com que permanentemente acaricia a sua barriga, como se a sua mão, passasse diretamente na face do seu bebé
Ora para recordar a atitude única de uma grávida, podemos fazer muita coisa, mas é essencial gravar a sua barriga e a sua transformação com o passar do tempo.

Se está grávida, ou se é a sua cara-metade que carrega o seu bebé, partilhe este momento único.

A fotografia deve ser sempre tirada no mesmo local. Por exemplo, pode tirar a fotografia no futuro quarto do bebé, pois assim, também poderá daqui por uns anos lembrar-se das transformações que teve de fazer lá em casa por causa da chegada do seu bebé.

Coloque-se de lado e mostre a sua barriga como se não houvesse amanhã. Solte-se, sorria, e mostre ao mundo o quanto está feliz.

Opte por uma roupa que de certa forma possa vestir até ao fim da gravidez. Por exemplo, se optar por vestir umas calças de fato de treino, com uma camiseta (que no final acaba por ficar bem acima da barriguinha), poderá manter-se sempre igual. Não se esqueça, mesmo que tenha 5 filhotes, cada gravidez é única. Não deixe de a registar.


Carla Horta

Título: As melhores fotografias do mundo

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

796 

Imagem por: DeusXFlorida

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    05-05-2014 às 04:00:14

    Tão bom registrar os momentos ao lado de um bebê, pois sabemos que ele logo, logo vai crescer. O mais importante é deixar algo concreto e a fotografia faz isso perfeitamente.

    ¬ Responder

Comentários - As melhores fotografias do mundo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Imagem por: DeusXFlorida

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios