Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Serviços Construção > Diferentes Construções – Diferentes Serviços

Diferentes Construções – Diferentes Serviços

Visitas: 40
Comentários: 2
Diferentes Construções – Diferentes Serviços

Existem em Portugal diferentes tipos de construção. Desde o xisto no interior norte aos telhados de palha na Madeira, Portugal tem uma história de construção das mais variadas e de excelência do mundo.

Dizer que umas são melhores que outras, é cair em erro. É uma questão de gosto e da sabedoria de quem construiu a casa. Todas as construções são boas, mas depende essencialmente da forma como foi um prédio ou uma casa construída.

Na hora de querer remodelar ou construir a sua casa, terá de ter em conta vários aspetos, mas fundamentalmente que tipo de construção tem ou quer ter e quem deverá executar esses serviços.

Deixo-lhe umas ideias das várias formas e técnicas de construção em Portugal para o que saiba, por exemplo, o que está a comprar se procura uma casa para viver, ou se o que deseja é realizar obras no seu imóvel.

Tabique – Normalmente é disto que são feitas as paredes divisórias das casas históricas. As paredes de tabique desempenham um fator importante no equilíbrio e estrutura de uma casa. Tem uma capacidade quase única de resistência perante um sismo. As paredes de tabique são fundamentalmente revestidas (e também no seu miolo) por várias tábuas colocadas ao alto, com reboco de argamassa e cal. Para trabalhar este tipo de parede solicite os trabalhos de alguém que esteja habituado a obras de reconstrução em prédios estilo Pombalino.

Alvenaria de Pedra – Construção de pedra e argamassa utilizada no norte do país em zonas onde existiam poucos recursos económicos e onde se recorriam aos recursos naturais da zona. A construção de xisto (zona centro do país) é uma construção de alvenaria de pedra, por exemplo. Na zona norte, o granito é mais utilizado e no centro e sul predominam os calcários. Para este tipo de construção, poderá contratar um empreiteiro que execute todo o tipo de trabalhos, no entanto receba sempre conselhos de artesãos da terra que conhecem os materiais e clima como ninguém.

Alvenaria de Tijolo – O tipo de construção mais utilizada nos últimos anos. O tijolo em conjunto com a argamassa/cimento cola, criam uma estrutura resistente e robusta. Colocar um prego num tijolo com cimento pode ser uma tarefa complicada, pelo que por aqui se pode confirmar a resistência deste tipo de construção. O tijolo pode ter vários tamanhos e dimensões, e se a intenção é obter uma parede mais grossa, podem ser usadas várias técnicas com o tijolo (assentamento de uma vez e meia – duas camadas de tijolo paralelas e empilhadas umas nas outras). Para a alvenaria de tijolo, qualquer empreiteiro poderá ajudá-lo sem qualquer tipo de problema ou grandiosa arte.

Na hora de remodelar a sua casa, perceba do que ela é feita. Como tudo na vida, perceber o conteúdo e o miolo, é melhor que conhecer a aparência.


Carla Horta

Título: Diferentes Construções – Diferentes Serviços

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 40

765 

Imagem por: Martin Pettitt

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Kizua UriasKizua

    23-09-2014 às 13:01:28

    Pelo menos, é possível analisar qual destes serviços e construções são mais rentáveis! Adorei este texto diferentes construções - diferentes serviços.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    01-06-2014 às 05:08:54

    Ainda bem que existem diferentes construções e diferentes serviços, assim, é possível ter várias opções e diversos modelos e serviços.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Diferentes Construções – Diferentes Serviços

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Imagem por: Martin Pettitt

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios