Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Serviços Construção > Conquiste os horizontes da competência!

Conquiste os horizontes da competência!

Comentários: 2
Conquiste os horizontes da competência!

Os serviços de construção são dos mais bem pagos no âmbito dos empregos que não exigem qualificações académicas. Ainda assim, há muitos trabalhadores que não querem dar o corpo ao manifesto e quase hibernam nas obras durante o horário laboral… Parece que detêm um qualquer dispositivo que se activa automaticamente à chegada ao local da sua actividade. Se antigamente, quando as tarefas ligadas ao sector da construção eram pesadíssimas, as pessoas não tinham medo do trabalho (e a prova viva encontra-se nos edifícios que persistem ainda de pé volvidos séculos!), porque é que agora, que os préstimos mais árduos são cumpridos com o auxílio de máquinas, que existem ferramentas e apetrechos para resolver tudo e mais alguma coisa, a malta se deita tanto “à sombra da bananeira”? A preguiça é mesmo um vício: quanto menos se faz, menos se quer fazer…

Felizmente, há também muito boa gente a “dar o litro” e a merecer o que aufere ao fim do mês. Trata-se de indivíduos diligentes, dedicados, esforçados e, normalmente, dotados para as funções que exercem. Sim, porque se o talento não for coadjuvado pelo empenho, de nada servirá. No caso destes prestáveis servidores, o produto da sua labuta diária falará por si.

Na realidade, em todas as empresas se podem encontrar colaboradores com perfis bastante distintos e até antagónicos. Há aqueles que não revelam paixão, e em abono da verdade, nem qualquer outro estímulo ou determinação para realizar as suas incumbências, pelo que, regra geral, não as chegam a terminar. Pretendem apenas que passem o mais rapidamente possível as horas de obrigatória permanência, que tentam preencher com cigarros, cafés, conversas (geralmente de “chacha”) e outras escapatórias viáveis. Não criam coisa nenhuma, não revelam nenhum espírito de iniciativa e buscam estratégias somente no sentido da fuga às responsabilidades.

Paralelamente, existem bons executores, que cumprem à risca aquilo para que foram orientados, mas que, por falta de aptidão, subaproveitamento da entidade patronal ou mera equiparação aos colegas, não vão além dos mínimos exigidos.

Afortunadamente para as organizações, aparecem sempre outros que exalam ambição e vontade de subir, tanto nas competências, como na vida. São esses que funcionam com exemplo e “pontas de lança” para os demais. Nesta perspectiva, procuram constantemente a própria evolução, apresentando mais e melhor labor, com resultados que a todos beneficiam. Não manifestam qualquer vocação para a “ronha”, nem são simples “paus-mandados”. Naturalmente, constituirão um alvo preferencial da inveja e da crítica de ociosos mal formados, mas o que importa? «Quem não deve não teme.» E a inveja não constrói! Pelo menos, nada de bom nem de útil…



Maria Bijóias

Título: Conquiste os horizontes da competência!

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

604 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    23-09-2014 às 13:17:07

    Qualificação é uma das formas de trabalhar com qualidade. Mesmo que o profissional tenha prática no ramo, é preciso conhecer as novas tendências que sempre estão a melhorar! Ser competente deve ser nosso maior alvo no âmbito profissional.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    01-06-2014 às 05:17:16

    Creio ser bem importante a experiência, a prática, mas creio também que o estudo, o conhecimento, a qualificação também é muito necessária para que ambos caminhem perfeitamente. Um profissional bem qualificado e experiente pode exigir pelo serviço uma maior qualidade e um bom preço.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Conquiste os horizontes da competência!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios