Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Monsaraz – a magia do Alentejo

Monsaraz – a magia do Alentejo

Categoria: Viagens
Comentários: 1
Monsaraz – a magia do Alentejo

Embora o recente lago do Alqueva contraste com a tradicional planície dourada do interior alentejano, a fisionomia medieval ainda intacta da vila de Monsaraz revela um pouco da História da Península Ibérica. Trata-se de uma das mais antigas e pitorescas vilas portuguesas, preservando, no alto do morro, o seu carácter medievo.

O acesso ao interior da muralha pode fazer-se através de quatro portas talhadas em granito: a Porta da Vila e a Porta de Évora, em arco gótico, e a Porta da Cisterna e a Porta de Alcoba, em arco pleno. Xisto regional, granito, argamassa de barro vermelho e cal compõem a cerca da vila.

Mandado construir por D. Dinis em 1310, o castelo de Monsaraz constitui um exemplo da arquitectura militar do princípio do século xiv. Subindo ao alto da torre, tem-se uma magnífica vista circundante.

Partindo da Porta da Vila, a principal, é possível apreciar as típicas casas de xisto e embrenhar-se na pacatez que ali, como aliás em todo o Alentejo, se experimenta. Mais do que um vasto conjunto de locais a visitar, Monsaraz desafia a um passeio descontraído, onde não faltarão motivos de atenção e de surpresa. As casas com escadarias exteriores e varandas com grades de ferro forjado do século xvii, o branco que cobre estas mesmas casas, o invulgar património civil e religioso, patenteando estilos tão distintos como o gótico, o barroco e o manuelino, são apenas mostras da imensa riqueza que Monsaraz detém.

A igreja matriz de Santa Maria da Lagoa encontra-se no centro da Praça Velha e foi desde sempre o templo mais importante da vila. A construção primitiva remonta à segunda metade do século xiii, datando a contemporânea do século xvi. No interior desta igreja, que é do tipo igreja-salão, manifestamente renascentista, o monumento de destaque é o túmulo de Gomes Martins Silvestre, cavaleiro templário e povoador de Monsaraz.

Os Paços da Audiência estão num edifício erigido na transição do século xiv para o xv, sendo de realçar a exposição de arte sacra e um fresco do século xv que evoca a justiça, único do género em Portugal. Ainda no largo principal é possível contemplar o pelourinho, o hospital e a Igreja da Misericórdia, fundada em 1525, que ostenta um retábulo de pintura primitiva portuguesa.

Chegar a Monsaraz é muito fácil: apanha-se a A2 em direcção ao Sul, e depois a A6 para Évora. Seguem-se as orientações para Reguengos de Monsaraz e aqui toma-se a estrada que vai para Mourão, encontrando a cerca de nove quilómetros um desvio conducente à vila de Monsaraz. Apareça!


Maria Bijóias

Título: Monsaraz – a magia do Alentejo

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

625 

Imagem por: EDARF

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    13-06-2014 às 18:38:17

    Que linda paisagem! Monsaraz é pura magia e sua vila pitoresca realmente é encantadora.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Monsaraz – a magia do Alentejo

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: EDARF

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios