Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > Como se Vestir Melhor

Como se Vestir Melhor

Categoria: Vestuário
Visitas: 2
Comentários: 3
Como se Vestir Melhor

Em vez de apresentarmos aqui mais uma tendência, proposta ou critica, vamos hoje falar acerca de um tópico que, muitas vezes é posto de parte por muitos quando se fala de formas de vestir e estilos individuais, o que é estilo? Será que alguém pode aprender a vestir-se de uma forma com mais estilo? Será que alguém que não se sabe vestir, pode aprender?
Existem três respostas a esta pergunta. A primeira é: Não. Porque nasce com a pessoa, a noção de vestir bem! A segunda é: É possível, mas não sozinha. A terceira é: Sim, apenas precisa de querer.

Eu pessoalmente já presenciei a transformações espantosas acontecerem, em pessoas que ninguém pensava serem possíveis. Tal como, conheço pessoas que têm todos os meios (financeiros), para vestirem melhor e não o fazem. Por outro lado, conheço pessoas que querem vestir-se melhor e fazem o esforço, mas não o conseguem fazer sozinhas, precisando de alguém que respeitam, em termos de gosto, para as acompanhar nas compras que fazem.
Se nasceu com um bom olho (noção de estilo) ou se tem um personal stylist, este segmento não é para si. Agora se é uma pessoa que sente a desesperada vontade de mudar e de começar a reinventar-se, a lista de pontos que se segue é para si.
Assim passo a apresentar os principais pontos para que comece a mudar o seu guarda-roupa e para começar a sentir melhor com a nova pele que vai vestir.

Ponto 1



Pense sempre, em primeiro lugar na ocasião! Se é para trabalhar, para ir a um casamento, uma gala, uma inauguração, uma ida ao shopping ou simplesmente para um passeio na praia. Vista-se de acordo à situação. Se tem de comprar uma peça para uma ocasião especial, pense sempre no dia de amanhã, na medida em que a roupa que comprar poder ter uma funcionalidade no seu dia-a-dia. Force-se a pensar desta forma e verá que o dinheiro gasto não ficará parado no guarda-fatos à espera de ver a luz do sol durante meses.

Ponto 2



Um dos pontos que é muitas vezes ignorado neste tido de conselho é, conheça o seu corpo e respeite-o. Querendo dizer, vista de acordo com o tipo de corpo que tem. Para as senhoras mais fortes e homens, atenção à roupa mais justa! Não tente esculpir e delinear as suas formas com roupa mais justa, isto só vai evidenciar o que já está a mais, em vez de disfarçar. Para as pessoas mais magras, atenção igualmente, à roupa mais justa também, bem como às peças com uma certa transparência, pois isto vai fazer com que pareça um palito dentro de um saco de batatas. As senhoras devem ter especial atenção ao soutien, este é um dos maiores erros cometidos por muitas mulheres, aconselhe-se junto a uma profissional. Os homens, por outro lado, devem ter em especial atenção às calças demasiado justas, isto é demasiado démodé.

Ponto 3



Espalhe as peças em cima da cama, numa forma que emite o seu look final. Este é um passo de principiante, mas pode demonstrar-se extremamente útil na medida em que irá servir de muleta visual, para que tenha uma melhor percepção do jogo de cores final. Tente escolher cores que complementem o seu tom de pele, olhos ou cabelo. Crie uma ligação entre você enquanto pessoa e a roupa que veste, assim esta será apenas uma extensão/reflexo da sua personalidade.

Ponto 4



Em épocas de menos calor, tenha sempre em mente as camadas. Por camadas refiro-me à sobreposição de peças/elementos, esta irá com certeza protege-la do frio bem como proporcionar uma melhor postura e nível de confortabilidade. Aqui terá uma melhor forma de transmitir, uma maior noção de entidade e estilo próprio e aprender acerca dos contrastes e cores que mais se adequam a si.

Ponto 4



O último ponto e talvez um dos mais importantes são os acessórios. Um ou dois bons acessórios são capazes de muitas vezes, fazer milagres. Mas tenha em atenção aos acessórios e de que forma os combina. Estes devem respeitar a ocasião em questão (Ponto 1)! Nunca exagere nos acessórios, caso contrário irá parecer um pavão. Estes devem servir como forma de contraste e de quebrar a monotonia do que trás vestido, nunca devem ser o foco principal de uma toilete.

Como nota pessoal e conselho final, deixo a uma última sugestão. Tente ver alguns shows de moda/desfiles na televisão, leia algumas revistas da área, para ir ganhando alguma sensibilidade em relação a este tema. Vá a lojas como a Zara e verá que por pouco dinheiro irá conseguir seguir mais ao menos, as tendências das grandes casas de moda, siga também o conselho que damos no texto acerca de Marcas Vs. Preço, para num ponto mais à frente desta sua reinvenção, tome noção de uma nova forma de enriquecer o seu guarda-roupa. Boas compras!



Bruno Jorge

Título: Como se Vestir Melhor

Autor: Bruno Jorge (todos os textos)

Visitas: 2

614 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • SophiaSophia

    12-06-2014 às 19:26:50

    Creio que o básico é sempre o melhor! Nada de muita coisa para se vestir, já que a pessoa quando encanta, encanta com seu jeito, gestos, atitudes!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoCarla Horta

    07-09-2012 às 23:38:25

    O Bruno tem razão numa coisa. Existem pessoas que apesar de se esforçarem, não conseguem parecer bem vestidas. Julgo que isto é muito à conta de não encontrem o seu estilo e vestirem aquilo que tem de facto a haver com elas. As dicas são fantásticas. Perfeito.

    ¬ Responder
  • Elza alves da luzElza alves da luz

    25-05-2011 às 23:35:59

    40142 o Bruno está de parabéns com as boas ideias dele eu até foi a primeira vez que entrei p/ ver uma coisa e me interssei por outra Bruno continue assimum grande abraço.

    ¬ Responder

Comentários - Como se Vestir Melhor

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios