Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Música > Ouça música durante a gravidez

Ouça música durante a gravidez

Categoria: Música
Visitas: 4
Comentários: 15
Ouça música durante a gravidez

Gravidez significa, para muitas mulheres que já passaram pela experiência ou que estão a vivê-la no momento, o início de uma nova vida – em ambos os sentidos (conotativo e denotativo). É, de facto, uma nova vida que a mulher vai encetar, recheada de rotinas diferentes que a vão obrigar a fazer adaptações, tanto ao nível físico, como emocional. É, também, por outro lado, uma nova vida que se vai desenvolvendo no ventre materno ao longo de nove felizes e ansiosos meses. Ora, o que fazer para tornar esta e a outra jornada em experiências o mais agradáveis, benéficas e enriquecedoras possível? – Ouvir música!

Em primeiro lugar, supõe-se que o hábito de se ouvir música durante a gravidez favorece o desenvolvimento harmonioso do feto, apesar de não existir nenhum estudo conclusivo. É, aliás, por esta razão que os bebés prematuros são submetidos a «terapias musicais», de forma a favorecer uma melhor recuperação.

Em segundo lugar, sabe-se que ouvir música agradável durante a gravidez desenvolve na criança o gosto pela mesma. Paralelamente, a criança reconhecerá as melodias que a mãe seleccionou para si antes do nascimento. Por exemplo, muitas mães relatam que o filho, após o nascimento, gosta de ouvir aquela melodia especial que ouvia através da barriga da mãe. Outras mães, inclusivamente, colocam bonecos de corda musicais em cima do ventre quando estão a repousar, para que o filho ouça a música e relaxe com ela – será mais fácil adormecê-lo meses mais tarde, quando já tiver nascido.

Por outro lado, a voz da mãe é sempre a mais bela (e afinada!!) do mundo. De facto, os bebés adoram que a sua mãe lhes cante, de preferência canções de embalar. E, uma vez mais, poderão começar a fazê-lo ainda antes do nascimento, tudo para que a criança aprenda a identificar um mundo familiar, no qual se sente acolhida e protegida.

Finalmente, fica apenas a recomendação de que a mãe deverá usar o seu bom senso quando seleccionar o tipo de música que quiser que o seu bebé ouça. Assim, deverá deixar de lado opções que incluam hard metal, rock e rap, uma vez que este tipo de música, desordenada e caótica, pode mesmo provocar alterações na estrutura do cérebro – ainda em formação no recém-nascido (de acordo com estudos científicos realizados em animais). As opções deverão, pois, passar por música clássica (Mozart é muito escolhido), latina e africana, que, por serem mais harmoniosas e ritmadas, são mais aconselháveis para as crianças ouvirem.



Isabel Rodrigues

Título: Ouça música durante a gravidez

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 4

770 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 15 )    recentes

  • SophiaSophia

    13-05-2014 às 19:11:42

    Principalmente, aquelas músicas que tocam a alma, aquelas alegres e lentas também. O bebê certamente irá sentir o som e vai gostar!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    07-10-2012 às 23:42:09

    A música deve acompanhar-nos durante toda a nossa vida e todos os dias. Independentemente do tipo de música que se oiça, interessa é que aos seus ouvidos seja agradável e lhe transmita o que mais gosta. No entanto, durante a gravidez, música calma e canções de embalar cantadas pela mãe são fundamentais. Converse com o seu bebé durante a gravidez - quando ele chegar vai ver que o som da sua voz vai fazer milagres.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    03-10-2012 às 17:23:27

    Ouvir música durante a gravidez é excelente. A mãe fica mais calma, tal como a criança que se apercebe dos sons musicais.Contudo a música deve ser selecionada e calma para não dar o efeito contrário.A música clássica por exemplo acalma e embala a criança, fazendo sentir-se protegida.

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento

    02-10-2012 às 13:39:38

    Como utilizar a musicoterapia a seu favor? Ela pode ser aplicada no dia a dia, de modo a integrar-se totalmente às tarefas feitas no cotidiano. Você pode iniciar seu “tratamento” logo pela manhã, bocejando de forma a emitir sons, o que ajuda a liberar serotonina e endorfina. Atentem-se aos sons que te acercam. Ouvir o canto dos pássaros e o barulho da chuva, pode ajudar muito a relaxar. A musicoterapia para gestantes pode ser ótima.

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento

    02-10-2012 às 13:36:57

    Cante. Não importa se está no banho ou fazendo o serviço de casa. Saiba que a tão conhecida frase “quem canta seus males espanta” é totalmente verdadeira. Cientificamente, cantar ajuda a aumentar a irrigação cerebral, o que melhora a respiração e te prepara emocionalmente para encarar circunstâncias de tensão e ansiedade. Mas, você também precisa evitar os sons irritantes, como por exemplo, o de uma buzina. Esse tipo de ruído pode causar irritação.

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    01-10-2012 às 22:54:54

    A música possui muita influência em nossas vidas. Até pode mudar nossos hábitos, mexe com os nossos sentimentos e nos traz lembranças de momentos especiais que vivemos. Aproveitar o momento da gravidez ouvindo som de músicas legais, com certeza fará toda a diferença no seu humor e consequentemente para seu bebê. Muito bom seu texto, relata coisas bem interessantes e práticas realistas. As mamães irão adorar ler esse artigo e vão começar a fazer isso.

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    01-10-2012 às 22:53:13

    Ouvir música em qualquer ocasião e principalmente durante esse período é sensaional. Tem que ser música suave, calma, tranquila e que possa lhe deixar mais alegre e feliz. Acredito que todas nossas emoções são passadas para os bebês logo na barriga da mamãe, isso é sensacional. A música transmite e mexe com nossos sentimentos, com certeza o bebê quando nascer irá refletir tudo o que viveu dentro da barriga da mãe. Que algo bom!

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento

    01-10-2012 às 17:33:19

    Gostaria de dar os parabéns pelo texto. Algumas vezes já ouvi dizer que a música faz muito bem para as gestantes, mas desconhecia a maioria dos benefícios que esta prática poderia trazer a todas elas. Além de relaxar e acalmar a criança, a mãe também se beneficia dos momentos de tranquilidade ao ouvir uma boa música. Gostei muito das informações que encontrei neste texto e espero que estas mesmas dicas possam ajudar muitas grávidas.

    ¬ Responder
  • Nilson EmpreendedorNilson Uemoto

    30-09-2012 às 06:31:38

    A música pode ser um grande alimento para a alma,e uma música adequada pode mesmo trazer benefícios tanto a gestante quanto ao bebê.Uma música harmoniosa e bela traz tranquilidade a gestante e isso se reflete para a criança que ela carrega em seu ventre.Pensamos que uma criança que ainda não nasceu não possui percepção de nada que acontece, mas estudos ja mostraram que ela percebe mais coisas do que podemos imaginar.

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    25-09-2012 às 18:46:46

    Bem não conhecendo totalmente este conselho, posso dizer que já ouvi falar e que faz bem às grávidas na gestação, alivia a tensão, o stress do dia-a-dia, ajudando-a a "desenvolver-se" melhor, a relaxar nos momentos precisos e sempre que esteja tensa.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    25-09-2012 às 13:59:48

    A música pode funcionar como uma terapia para muitos males ou doenças.O que importa é escolhê-la de acordo com o estado de espírito da pessoa a tratar.Se for para relaxamento o ideal é colocar uma músiva suave, clássica ou de meditação, num ambiente também calmo.No caso das grávidas faz muito bem porque além de acalmar a criança ouve os sons ficando mais calma também.

    ¬ Responder
  • Eliane S.prEliane Saldanha Pires

    25-09-2012 às 05:01:42

    Eu tenho uma amiga que ao engravidar ,passou a ouvir muitas músicas no início de vários ritmos.Porém seu bêbê logo que ela ligava o som ou celular com música ele passou a escolher o q queria ouvir.Já dentro da barriga.Então quando ela colocava uma música de ritmos pop ele ficava tranquilo.Outro agitava na barriga e fazia com que ela passasse mal.O que não faz uma música.Hoje em dia ele é um cantor mirim.

    ¬ Responder
  • Lucas SouzaLucas Souza

    24-09-2012 às 16:27:37

    Olá Isabel Rodrigues! Muito interessante às informações que você passa nesse texto sobre ouvir música durante a gravidez das mulheres. Eu gosto muito de música e sei o quanto é bom relaxar e ouvir aquelas suas músicas favoritas, tira o stress do dia-a-dia e, no meu caso, ajuda bastante a tirar um cochilo tranquilo. Para as futuras mamães, um momento tão importante e gracioso como esse, deve ser tratado com atenção. Parabéns pelo seu texto!

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    23-09-2012 às 16:18:18

    Concordo consigo, considerando que é importante que as futuras mães ouçam música (preferencialmente boa música) durante esse período que a maioria das mulheres considera mágico, a gravidez. Para além de ser claramente benéfico para a criança, como refere, é também importante para a mãe, ajudando a que esta se acalme, relaxe e partilhe momentos descontraídos com o seu futuro bebé. Sendo a música algo tão importante, é natural que se deva começar desde (muito) cedo!

    ¬ Responder
  • Gabriela TorresGabriela Torres

    23-09-2012 às 01:40:46

    Com certeza ouvir música durante a gravidez é algo muito positivo tanto para a gestante como para o bebê.Claro que estamos falando de músicas suaves e relaxantes.Como música clássica por exemplo.Rock pesado e heavy metal estão fora de questão.

    ¬ Responder

Comentários - Ouça música durante a gravidez

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios