Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Cooler: O que é?

Cooler: O que é?

Categoria: Informática
Visitas: 42
Cooler: O que é?

Dentro do gabinete de um computador, enquanto você está realizando suas tarefas e navegando na internet, milhões de coisas estão acontecendo lá. Um dos responsáveis por toda essa facilidade é o processador, que realiza milhões de cálculos por segundo. Todo esse trabalho gera muita troca de informação com outros periféricos, ou seja, corrente elétrica transitando para todo o lado. Isso faz com que os hardwares e, principalmente o processador, aqueça muito.

Para amenizar essa situação e impedir que o processador seja danificado, o cooler (refrigerador, em inglês) foi desenvolvido. Esse aparelho, em suas versões mais comuns, é uma espécie de ventilador que fica dentro das máquinas resfriando as peças. Geralmente há dois periféricos desses nos computadores: Um em cima do processador, junto com o dissipador de calor; e outro com a fonte de alimentação, que tem a função de jogar o ar quente para fora.

Para que você entenda melhor sobre o assunto, conheça os diversos tipos de coolers existentes no mercado.

Air-cooler

Esse é o mais simples e conhecido dos coolers que trabalha a base de ar. Além dele, uma peça de estrema importância é o dissipador de calor, uma chapa de cobre ou alumínio que fica em baixo dele. Essa pequena peça é responsável por fazer contato com o processador e, como suas propriedades químicas beneficiam a transmissão de calor, ela ajuda a esfria-lo.

Além disso, a pasta térmica também tem papel muito importante no resfriamento do chip. Sua composição permite a transmissão de calor e ajuda o dissipador a fazer contato com o processador.

Water-cooler

Em casos de processadores que realizam uma função mais específica e exigente, a refrigeração a ar não da conta. Por isso, existe também o Water-Cooler, que diminui a temperatura do chip com jatos de um líquido refrigerante.

Seu mecanismo de funcionamento exige alguns componentes a mais que o cooler tradicional. Uma bomba integrada, dissipador, radiador, mangueiras e fluído constituem um sistema de refrigeração bastante eficiente.

Cooler heat pipe

O Cooler heat pipe (tubo de calor, em português) também é bastante comum. Ele é considerado um refrigerador passivo, pois seu método utiliza apenas um dissipador e um tubo com uma substância refrigerante dentro. O processo ocorre da seguinte maneira: Assim que o líquido refrigerante contido na parte de baixo do tubo esquenta, ele sobe deslocando outra parte sua (que está fria) para baixo. E esse ciclo se repete infinitamente. Esse sistema costumeiramente é utilizado em placas de vídeo, mas há casos que processadores também o utilizam, sem problemas.

Refrigeração a nitrogênio líquido

Em casos extremos de refrigeração, é utilizado o nitrogênio líquido. Porém, não há um método específico para ele, pois os pesquisadores que utilizam esse artifício, o fazem jogando a substância por meio de um tubo colocado em cima do processador. Sem dúvida é uma solução altamente eficaz, garantindo o processamento perfeito em temperaturas negativas.

Monitorando a temperatura

Para completar a tarefa de manter o processador em pleno funcionamento, a utilização de alguns softwares que podem exibir a temperatura de seu processador é uma boa ideia. Um programa bem completo que pode ajudar muito bem nisso é o SpeedFan. Dessa maneira você saberá exatamente o que acontece dentro de sua máquina.


Lucas Souza

Título: Cooler: O que é?

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 42

805 

Comentários - Cooler: O que é?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios